Consultora fala sobre importância da gestão de pessoas no franchising

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

grupo de pessoas

O franchising é o setor que tem se mostrado mais promissor mesmo diante da crise econômica. Segundo dados da ABF, em 2016 o segmento de franquias cresceu 8,3%, com faturamento de R$ 151 bilhões.

Neste cenário, é importante lembrar que a gestão de pessoas no franchising é um dos pontos mais importantes para o negócio prosperar, pode criar, inclusive, vantagem competitiva no mercado.

“A gestão de pessoas auxilia no desenvolvimento de habilidades e competências, aumentando o índice de resultados positivos, além de colaborar na assimilação da missão e dos objetivos estratégicos de cada franquia e ainda fortalecer a cultura da empresa”, conta Milena Lidor, diretora da Franquear Consultoria.

 

O franqueador precisa monitorar frequentemente suas unidades franqueadas e manter a transparência nas relações, sejam estratégicas, comerciais ou financeiras. “Cabe também ao franqueador dar suporte necessário para os trabalhos e transmitir segurança para conduzir seu trabalho”, acrescenta Milena.

Entender o momento e o desempenho de cada franqueado e planejar ações individualmente, além de deixar os objetivos definidos e claros são importantes tarefas para a boa gestão de pessoas. “Considerar ainda que os franqueados têm necessidades e dificuldades diferentes em cada uma das etapas de sua permanência da rede, também colaboram para que as ações com a rede sejam mais assertivas. Chamamos essa análise de curva de conhecimento. Como por exemplo: não podemos orientar as mesmas estratégias para um franqueado que inaugurou há seis meses e para um franqueado de quatro anos de prática. Para isso a equipe do franqueador precisa estar atenta e preparada para atender de forma eficiente a esses vários clusters que compõe sua rede”, completa Milena.

Comentários