Pequenos negócios mineiros apresentam sinais de melhora

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

pequena franquia

Apesar das Micro e Pequenas Empresas (MPE) mineiras fecharem o ano de 2016 com saldo de empregos no vermelho, em janeiro de 2017, o saldo ficou positivo, mesmo que de forma modesta. No primeiro mês do ano, os pequenos negócios mineiros contrataram mais que demitiram, gerando saldo positivo de 667 vagas no período. Isso é o que mostra o levantamento do Sebrae, com base nos dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE).

De acordo com o estudo, em janeiro, as MPE do estado foram responsáveis por 87.947 admissões e 87.280 desligamentos, apresentando sinais de recuperação dos impactos causados pela crise, que afetou diretamente os pequenos negócios em 2016. Para se ter uma ideia, o último saldo positivo obtido pelas MPE mineiras aconteceu em junho do ano passado, com 13.087 vagas.

 

Ainda em janeiro, a indústria de transformação foi o setor que registrou o melhor resultado, com 14.366 admitidos e 12.177 desligamentos, gerando o saldo de 2.149 vagas. Os segmentos de agropecuária, construção civil e extrativismo mineral também acompanharam esse bom desempenho.

Situação contrária foi sentida no comércio, que voltou a ter resultados negativos, atingindo o saldo de – 2.949 empregos, acompanhado pelo setor de serviços, que ainda não apresentou sinais de melhoras.

Em relação as regionais do estado, a Sudoeste e Centro-Oeste foi a que atingiu o melhor saldo, 1.334 empregos, na frente da regional Triângulo e Alto Paranaíba com 1.071.  Já a Centro (-852), Jequitinhonha e Mucuri (-112), Rio Doce e Vale do Aço (-840), Sul (-143) e Zona da Mata e Vertentes (-743) ficaram no negativo.

Comentários