Como se tornar um agente de viagens?

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Investe-se cada vez mais no mercado de turismo. Graças ao seu aumento constante, muitas pessoas começam a ficar interessadas a trabalhar nesse segmento. Atualmente, o Brasil é uma das dez maiores potências do mundo no setor de turismo, tendo um aumento significativo nos últimos anos.

O setor é muito promissor, e estando em franca expansão, já consegue movimentar mais dinheiro do que a indústria farmacêutica e quase iguala os ganhos no ramo de informática. A Organização Mundial de Turismo (OMT) prevê que em 2020 o faturamento do setor chegue a 2 trilhões de dólares por ano ao redor do planeta.

Segundo a OMT, este segmento já representa 10% do PIB mundial e é responsável pela geração de um a cada 11 empregos no mundo. No Brasil, o setor responde por 2,6% do PIB nacional e emprega – direta e indiretamente – mais de 2 milhões de pessoas. Assim, o mercado se torna cada vez mais atrativo para quem deseja empreender.

Dados da Associação Brasileira de Franchising (ABF) apontaram que o segmento de Hotelaria e Turismo cresceu 31% no primeiro trimestre de 2017, para um faturamento de mais de 2,5 bilhões de reais.

O turismo atua em diferentes nichos, possibilitando trabalhar com ecoturismo, turismo de aventura, rural, cultural ou religioso. De praia, intercâmbio e negócios. Isso sem falar de turismos para diferentes públicos, como familiar, terceira idade, estudantil, LGBT, e diferentes categorias, como enoturismo, gastronômico, entre outras opções.

A principal profissão procurada dentro do turismo é a de agente de viagens. Trata-se do profissional que atende ao turista para a montagem de pacotes de viagem personalizados, adequados ao gosto de cada cliente.

O agente de viagem pode trabalhar de forma independente ou fazer parte da equipe de uma agência de viagens já consolidada no mercado. Aqui, é possível trabalhar em uma loja física ou prestar seus serviços na comodidade do seu lar.

Interessou-se pelo mercado e pela profissão de agente de viagens? Nós explicaremos na sequência como você pode iniciar sua carreira no turismo.

Integrando o mercado

O mercado é extremamente convidativo, mas, para integrá-lo, é importante que o agente de viagens tenha bons conhecimentos de geografia. Isso inclui pesquisar bastante sobre os destinos das viagens para sempre ter as respostas na ponta da língua para possíveis dúvidas dos clientes.

É importante também que o agente saiba se comunicar bem e, é claro, goste disso. Lembre-se que, antes de fechar uma venda, é necessário estreitar bastante o relacionamento com o cliente para sanar todas as suas vontades e fazer com que essa experiência seja muito agradável.

Além das características pessoais, é necessário que o futuro agente de viagens também pesquise muito sobre a forma que deseja trabalhar neste mercado. Aqui, é importante saber a agência a qual quer integrar, quais são os tipos de comissão e pagamentos, se são oferecidos treinamentos e oportunidades para aprendizagem futuramente e por aí vai.

No caso de atendimentos virtuais, é necessário pesquisar quais programas de computador serão necessários e, caso você tenha que comprá-los, se há algum desconto oferecido por eles. Vale a pena saber quais são os custos de adesão e se há outras taxas mensais.

Você também precisa analisar as opções disponíveis de atuação no mercado e encontrar a forma que mais se adeque à sua personalidade. Isso sem falar das instruções na parte jurídica, administrativa, de gestão e de marketing.

Analise também dados sobre as empresas ou franquias que você pode escolher e suas estratégias para a expansão. Se possível, faça contato com outras pessoas que também trabalham com aquela marca para, finalmente, escolher o que quer fazer.

Para integrar o mercado de forma autônoma ou não, é muito importante conhecer muito bem o mercado antes de criar sua empresa e se estabelecer neste mercado.

Tipos de agente

Os agentes de viagem podem trabalhar de diversas formas neste mercado tão grande e abrangente. As atuações do empreendedor podem ser de forma autônoma, vinculado a uma empresa, ou aderindo uma franquia.

Para todas essas opções, é possível trabalhar tanto em um local fixo, lidando com a escolha de um ponto comercial, o aluguel, o projeto arquitetônico, a contratação de funcionários, os mobiliários e outros itens que encarecem a aquisição da franquia.

Outra possibilidade são os quiosques, que são estruturas menores em locais mais movimentados, gerando mais fluxo de pessoas. E também o home office, ideal para quem tem um orçamento mais limitado.

Esta forma de trabalho é uma grande vantagem para quem deseja montar uma agência de viagens na Internet, pois um computador com acesso à internet e uma impressora já são suficientes para o franqueado começar o seu negócio na área de turismo.

Nesse modelo, o agente não gasta seu capital com luvas de loja, reformas, mobiliário e outras despesas do mundo físico, além de ter a comodidade de trabalhar em casa. Esse mercado fatura, incluindo aí hospedagem e transporte, mais de 8,7 bilhões de reais, segundo informações da Associação Brasileira de Agentes de Viagens (ABAV).

Agente Autônomo

O agente autônomo tem total poder de escolha para a montagem de seus pacotes de viagem de acordo com seu conhecimento e experiência. Isso não seria possível em caso de trabalhos vinculados a uma agência.

Outra vantagem para o trabalho independente seria a menor cobrança para atingir determinada meta e a possibilidade de vender passagens de qualquer empresa aérea e de reservar qualquer hotel que lhe pareça mais atrativo, sem o compromisso com determinadas marcas.

A desvantagem para esse tipo de trabalho é o desconhecimento no mercado, já que todo início de marca pode não ser atrativo, principalmente se comparada com empresas já consolidadas. Outra desvantagem seria a total dependência dos valores vendidos em viagens para a obtenção de lucro mensal.

Trabalhando em Agências

Outra opção para ingressar neste mercado é a adesão à uma empresa já consolidada no mercado. Para integrar uma agência você pode inscrever-se através do site da companhia pretendida, estudando as formas de trabalho. Dependendo da corporação, você pode tanto abrir um endereço fixo para atender em nome desta empresa, quanto pode trabalhar com home office.

Uma vantagem de trabalhar para uma empresa é a infraestrutura pré-existente, onde você terá menos estresse ao se estabelecer no mercado. Nesse modo você pode aprender a trabalhar nesse mercado e ainda participar de treinamentos, ter mais suporte e menos despesas, para conseguir ganhar uma clientela.

Outro benefício desta adesão seria a possibilidade de um salário fixo com remuneração variada de acordo com o atingimento de metas, como o trabalho de um vendedor de lojas que ganham por comissão a cada venda realizada.

Há, ainda, a possibilidade de crescimento dentro da empresa, dependendo do nível de experiência profissional, o grau de formação e as responsabilidades exigidas em cada função, aumentando também a remuneração paga pelo serviço prestado.

Uma desvantagem desta adesão seria a preocupação com o batimento de metas e com as comissões ganhas em cima de cada venda.

Agente por Franquias

Esse é um dos modelos que vem ganhando cada vez mais espaço no Brasil nos últimos tempos. Segundo a Associação Brasileira de Franchising (ABF), existem mais de 2.900 redes de franquias. Só em 2014, surgiram quase 240 novas marcas neste setor.

Para a integração nesse mercado, o futuro agente de viagens pode adquirir uma das opções oferecidas pela franquia e contar com todo o suporte tecnológico oferecido pelo franqueador, como plataforma online, nomes de fornecedores e até mesmo treinamento específico na área.

Trata-se, portanto, de um caminho bem interessante, rápido e financeiramente atrativo para quem deseja montar uma agência de viagens online.

Uma vantagem desse formato é que o franqueado pode crescer juntamente com a franquia, podendo expandir seus negócios e abrir novas unidades futuramente. Outro ponto é que nesse modelo de negócios o franqueador é mais flexível para receber eventuais ideias do novo agente de viagens.

Uma possível desvantagem é a que o agente de viagens pode ser novo no mercado e ter algumas dificuldades no começo da jornada. Por outro lado, esse problema pode ser facilmente resolvido por meio da ajuda do franqueador e de outros integrantes da empresa.

Conheça a franquia Encontre Sua Viagem

Fundada em 2011, a rede de franquias Encontre Sua Viagem é especializada em turismo, tendo mais de 500 unidades franqueadas espalhadas pelo Brasil. Com um modelo de multimarcas, a rede oferece passagens, hospedagens e outros serviços para destinos nacionais e internacionais.

O principal objetivo da empresa é oferecer ao visitante agilidade na navegação e facilidades nas pesquisas sobre os produtos oferecidos pela marca. Para os franqueados, a marca disponibiliza o modelo de home office e de lojas físicas.

E um dos melhores atrativos na franquia Encontre Sua Viagem é o investimento inicial de apenas 5 mil reais para quem deseja abrir uma agência de viagens online. Outro ponto de atração aos franqueados é que a rede não cobra taxas de publicidade, além de fornecer treinamento de gestão, turismo e franquias. Dessa forma, o franqueado não precisa ter experiência anterior em turismo ou com gestão de negócios.

A rede tem um prazo de retorno rápido em comparação a outras empresas, girando em torno de 3 a 24 meses.

Investimento total: R$ 5 mil a R$ 40 mil
Taxa de franquia: R$ 3 mil a R$ 20 mil
Royalties: R$ 250 a R$ 350
Faturamento médio: R$ 70 mil a R$ 200 mil
Prazo de retorno: 3 a 24 meses

Comentários