Franquias de seguros: tudo que você precisa saber

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Com um volume de arrecadação de mais de R$ 239 bilhões no último ano, segundo a CNSeg (Confederação Nacional das Empresas de Seguros Gerais, Previdência Privada e Vida, Saúde Suplementar e Capitalização), o mercado de seguros rapidamente se tornou um ponto de interesse para quem deseja empreender.

E como muitas pessoas ainda desconhecem profundamente este setor e sentem a necessidade de ter um apoio ao iniciar o negócio, as franquias se tornam opções bastante atraentes. Porém é preciso reunir bastante informação antes de dar este importante passo.

Se você está ingressando agora no mundo do franchising e pretende investir em uma franquia de seguros, aqui está tudo o que você precisa fazer para escolher bem e ser dono de uma franquia de sucesso!

Home office x Loja física

Quem pretende atuar no mercado segurador tem uma porção de segmentos para escolher, dependendo de suas preferências, estratégias e assuntos com os quais mais se identifica.

Quando o assunto é estrutura da franquia, existem dois principais tipos atualmente: o home office e a loja física.

Quem optar com adquirir uma franquia de seguros home office tem a oportunidade de pagar um valor de aquisição muito menor e atuar em casa, na maioria das vezes com os equipamentos que já possui.

Trabalhar em home office também gera mais flexibilidade e comodidade para o franqueado, que pode criar o seu próprio horário de trabalho e cumprir com outras tarefas do seu dia a dia, inclusive conciliando um outro negócio junto à franquia.

Entretanto, gerenciar uma franquia em casa também exige atenção e disciplina. É necessário separar os gastos pessoais dos custos do negócio – o que pode ser complicado já que empresa e casa estão no mesmo lugar – e garantir que a franquia pague pela energia elétrica, internet, dados móveis e outros gastos que possa gerar.

A loja física demanda um investimento maior para a aquisição da franquia, já que é necessário contabilizar o aluguel de um ponto comercial, desenvolvimento de projeto arquitetônico, compra de mobiliário, equipamentos e materiais e a contratação de funcionários.

Apesar disso, com uma loja física em um ponto de grande circulação e mais profissionais para atender o público, você tem mais chances de atender mais clientes e, com isso, gerar um faturamento muito maior do que teria se trabalhasse sozinho.

Para escolher, o ideal é que o empreendedor saiba quanto tem para investir, e que tipo de modelo se encaixa melhor com o seu estilo de vida.

Apostar em um nicho, sim ou não?

Se engana quem acha que toda corretora de seguros é igual e trabalha com os mesmo produtos e clientes. O que existem, na verdade, são vários modelos de negócios, alguns são focados em nichos específicos e outros têm em seus portfólios uma gama mais diversificada de serviços.

Trabalhando com diversos produtos você ganha autonomia para atender diversos perfis de consumidor e diminui as chances de que o seu negócio seja afetado pela sazonalidade ou qualquer outro motivo que diminui o volume de vendas de um serviço.

Por outro lado, investindo em um nicho você pode atingir o status de especialista no mercado em menos tempo e consegue se focar em estudar apenas um número limitado de produtos e tipos de cliente.

Quando falamos em franquias de seguros os principais nichos de atuação são:

  • Franquias de seguro saúde: são redes que atuam apenas com serviços voltados para a saúde, como seguro de vida, planos de saúde e odontológico. As empresas neste setor costumam fazer parcerias com clínicas e hospitais e trabalhar com planos altamente reconhecidos no mercado. Isso torna-se um facilitador à medida que, mesmo que o cliente não conheça sua franquia, ele conhece a empresa que fornece o plano de saúde, por exemplo, o que pode aumentar sua credibilidade.
  • Franquias de seguro viagem: essenciais para quem vai viajar para o exterior, os seguros viagem cobrem muito mais situações do que se possa pensar. Além de garantir que o turista será atendido em hospitais e clínicas em casos de emergência, o seguro viagem também pode cobrir extravios de mala, hotel e outras facilidades se houver atraso de voo, cancelamento de viagem e muito mais. Agências de turismo, companhias aéreas e agências de intercâmbio são ótimos parceiros, já que trabalham diariamente com turistas e podem indicar os seus serviços.
  • Franquias de seguros para empresas: existem diversos seguros voltados exclusivamente para negócios, como o seguro empresarial, seguros para caminhões e frotas de veículos e por aí vai. E ainda há seguros que as empresas podem contratar para os seus funcionários, como os seguros de vida e planos de saúde. Isso faz com que as redes que comercializam seguros para pessoas jurídicas e empresas de todos os portes tenham um ótimo portfólio para trabalhar. O valor de contrato que as empresas fecham também costuma ser maior do que os contratos de pessoas físicas, mas é preciso ter um programa de atendimento diferenciado para as necessidades das empresas e pacotes específicos que devem ser criados pensando nas particularidades de atendê-las
  • Franquias de seguros para imóveis e veículos: diferente do que muitas pessoas possam pensar, em um momento de crise econômica as pessoas podem se sentir mais temerosas pelos seus bens e ter o impulso de contratar um seguro para eles. No topo da lista entre os bens mais segurados estão alguns do mais caros e desejados pelos brasileiros: os imóveis e os veículos. No mix de produtos, essas franquias de seguros podem ter seguros para residências, prédios e salas comerciais, caminhões e carros populares. Isso permite que a franquia atue tanto com pessoas físicas quanto com empresas. O franqueado que escolher esta modalidade pode buscar parcerias com construtoras, concessionárias, imobiliárias e outros negócios do segmento para aumentar sua carteira de clientes e potencializar as vendas.

Quanto custa uma franquia de seguros?

Depois que você tiver uma direção mais clara sobre que tipo de franquia deseja e qual o segmento específico que vai atacar, a próxima pergunta deve ser: “mas quanto será que isso vai custar?”.

Essa é uma pergunta natural de todo investimento, mas no caso do franchising pode ser uma pouco mais difícil respondê-la. Afinal, cada rede de franquia tem seus próprios valores, mas é possível ter uma estimativa de custos baseado em alguns parâmetros.

As franquias home office, por exemplo, tendem a ser mais baratas do que outros modelos, já que o custo de implantação é muito menor do que uma loja física.

Existem franquias de seguro home based com investimentos de cerca de 11 mil reais e 15 mil reais. O faturamento costuma ser de 6 mil a 9 mil reais.

A loja física naturalmente demanda um investimento maior em estrutura e contratação de equipe, e os valores começam em 15 mil reais. O faturamento médio mensal pode alcançar os 50 mil reais.

Porém, na hora de considerar uma rede de franquias para investir é necessário que o franqueado pense não só no valor de aquisição, como também em outras taxas como royalties, taxa de publicidade, capital de giro e outros custos que podem ser exigidos pela franqueadora.

Esteja atento também ao payback que a marca oferece. Sabendo qual a média de tempo que será necessária para reaver o seu investimento você pode se preparar financeiramente para tocar a franquia enquanto ela não dá lucro.

O que as franqueadoras procuram?

Não é qualquer um que pode investir em uma franquia de seguros. A maioria das franqueadoras buscam pessoas que tenham interesse e vontade de acompanhar o mercado segurador, tenham um perfil empreendedor e visão de negócios.

Para quem vai trabalhar em casa, disciplina e organização são essenciais, especialmente se o franqueado for conciliar a franquia de seguros com outro empreendimento ou um emprego CLT.

As franquias normalmente têm regras e padrões bem claros que foram previamente testados e precisam ser seguidos por todas as unidades. Isso auxilia no desenvolvimento das franquias e cria uma uniformidade no atendimento e operação que são tradicionais do franchising.

Com isso, o franqueado deve ser capaz de seguir as orientações transmitidas pela franquia, mas isso não significa que ele vai perder sua autonomia.

Muitas redes valorizam muito a proatividade e criatividade dos franqueados, que apresentam soluções inovadoras e elevam ainda mais os padrões de excelência criados por elas. Se você consegue seguir regras, mas também gosta de inovar e otimizar processos, a franquia pode ser realmente o negócio certo para você.

Como encontrar uma boa franqueadora?

Você já sabe que modelo de franquia quer seguir e descobriu que tem todas as características necessárias para ser um franqueado de sucesso, mas ainda precisa escolher muito bem a franquia que você vai adquirir.

Comece fazendo uma pesquisa e eleja marcas que tem uma boa reputação no mercado, têm planos de expansão na região em que você mora e comercializam unidades por um valor que está dentro do que você planejar investir.

Avalie o que a franqueadora oferece em termos de treinamento, suporte e também o que ela cobra. Isso deve reduzir um pouco sua lista.

Outro passo importante é aprofundar a pesquisa visitando unidades franqueadas, para verificar como é o atendimento e conversar com franqueados e funcionários. É nesse momento que você terá uma visão mais real da franquia e será capaz de avaliar se tudo o que a marca promete acontece de verdade.

Conheça a Bidon Corretora de Seguros

Se você está interessando em investir em uma franquia de seguros não pode deixar de conhecer a Bidon. Desde 2011 no mercado segurador, a Bidon trabalha com um rico portfólio de produtos, como planos de saúde, consórcios, seguros para veículos, previdência privada e muito mais.

Para os franqueados, oferece treinamento e suporte completo, modelos de franquia em loja física ou home-office e tecnologia de ponta.

Investimento total: R$ 11,9 mil a R$ 21,9 mil
Taxa de franquia: R$ 9,9 mil
Faturamento médio mensal: R$ 50 mil
Prazo de retorno: de 3 a 12 meses

 Leia também:

franquia de seguro

Fale com a Franquia

Nome

Email

Telefone

Mensagem

Comentários