Franquias de turismo: saiba tudo sobre esse negócio

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

As franquias de turismo são uma das melhores opções para quem pretende investir no franchising. De acordo com o Boletim de Desempenho Econômico do Turismo, um estudo do Governo Federal, o faturamento do setor turístico como um todo alcançou 7,8 bilhões de reais no primeiro trimestre de 2017, uma alta de 37% frente às estimativas.

Anualmente, o mercado de turismo Brasileiro atinge cerca de 60 milhões de viajantes nacionais e emprega mais de 3,1% da população economicamente ativa no país. O setor também é impactado pela presença de estrangeiros que visitam o Brasil e aqui investem em passeios, passagens aéreas, cursos de línguas entre outros. No ano passado recebemos mais de 6,5 milhões de turistas no país.

A tendência continua quando falamos especificamente do mercado de franquias de viagens. Dados da ABF (Associação Brasileira de Franchising) confirmam que as franquias de turismo faturaram 2,5 bilhões de reais nos primeiros três meses do ano. O número representa um crescimento de 31%, que, por sinal, foi o maior entre todos os setores de franquias.

Apesar dos números atrativos, antes de adquirir uma franquia de viagens, o potencial franqueado precisa se preparar muito bem e colher informações importantes para garantir que está fazendo um bom negócio.

Para te ajudar nessa tarefa, compilamos as principais dicas e informações para que você saiba tudo o que precisa antes de se aventurar neste universo. Vamos lá!

Por que atuar nesse segmento?

O mercado de franquias por si só oferece diversas vantagens para quem quer empreender. Para começar, a franquia é um modelo de negócio já testado e pronto, o que significa que o franqueado não vai ter que começar o zero.

O investidor já inicia o negócio com uma “receita” que deu certo: processos muito bem definidos, produtos otimizados para os consumidores e uma marca que o público já conhece e confia. Em contrapartida, como líder da unidade, o empreendedor tem liberdade para tomar decisões e criar estratégias para o melhor desenvolvimento do negócio.

Tudo isso faz com que as franquias se tornem ótimas opções para quem quer investir em um negócio, mas deseja ter a segurança e o suporte de quem tem o know how para fazer dar certo.

Falando especificamente nas franquias de turismo, as vantagens são muitas. Além dos números que indicam que o setor está prosperando, quem escolhe comprar uma franquia de viagens tem a possibilidade de trabalhar com produtos e públicos muito diversificados.

É claro que durante o período de férias (julho, dezembro e janeiro), carnaval e outros feriados e datas comemorativas é natural que o fluxo de vendas aumente bastante, mas as franquias costumam manter o faturamento estável ao longo do ano todo trabalhando com outras situações.

Só para se ter uma ideia, há possibilidade de vender durante todos os meses para casais em lua de mel, profissionais viajando a trabalho ou estudo, comercializar pacotes de intercâmbio e muito mais.

Modelos de franquias

Também existem vários modelos de franquias de viagens. No que se refere ao esquema de atuação há três principais: as lojas físicas, os quiosques e o home office.

Quem compra uma franquia de loja física geralmente tem que lidar com a escolha do ponto comercial, aluguel, projeto arquitetônico, contratação de funcionários, mobiliários e outros itens que encarecem a aquisição da franquia.

Entretanto, tendo uma loja física de agência de viagem em um lugar de grande movimentação e com uma equipe pronta para receber o público, o faturamento tende a crescer.

Os quiosques são menores, geralmente operam com poucos funcionários e ficam em lugares de grande circulação, o que pode render bons resultados de custo/benefício. Porém, muitos locais (como shoppings e supermercados) exigem altas taxas de uso do espaço, o que deve ser considerado por quem se interessar por esse modelo.

E, por fim, há o modelo home office. Esse é o ideal para quem tem um orçamento limitado para investir, já que geralmente os custos para operação em casa são limitados. Com um computador com acesso à internet e impressora o franqueado já consegue começar o seu negócio na área de turismo.

Quem trabalha em home-office não precisa alugar um escritório e geralmente não há a necessidade de adquirir estrutura específica ou contratar profissionais, o que diminui ainda mais o valor do investimento.

Apesar disso, quem trabalha sozinho consegue atender apenas um número limitado de clientes e precisa atuar em todos os processos: marketing, finanças, relacionamento com clientes, operacional, parcerias, e por aí vai. Se você pretende comprar uma franquia home based, lembre-se disso!

Qual o valor do investimento?

Essa deve ser uma das principais perguntas de quem está considerando se tornar franqueado de uma rede de agências de viagem. Os valores variam de marca para marca, mas, levando em consideração o modelo da franquia, é possível determinar uma faixa de investimento médio.

As franquias que permitem atuação em esquema home-office trabalham com investimentos que começam em 3 mil reais e podem render um faturamento médio de até 100 mil reais por mês.

Quem opta por uma loja física deve estar preparado para investir, no mínimo, 20 mil reais para começar o negócio e algumas redes prometem faturamentos de até 300 mil mensais para os empreendedores.

Os quiosques ficam na faixa de 100 mil reais, considerando o projeto arquitetônico, equipamentos necessários para a operação e outros custos.

Vale lembrar que o custo de uma franquia não se baseia apenas no valor inicial da aquisição. Muitas exigem pagamentos de royalties, obtenção de capital de giro para os primeiros meses, taxa de propaganda e etc.

Antes de assinar o contrato lembre-se de computar todos esses valores e de se preparar para arcar com eles no começo da operação, até que a franquia se pague sozinha.

Os principais nichos de atuação

Existem redes que atuam em todas as áreas vendendo para diferentes públicos e propósitos, mas você pode se especializar em trabalhar em um nicho. Alguns deles são:

  • Viagens de lua de mel: empresas que atuam com criação de pacotes e roteiros para casais. O ponto principal aqui é criar experiências personalizadas de acordo com as preferências e características do casal.
  • Intercâmbio: vendem pacotes de semanas ou meses de trabalho e estudo no exterior. O foco costuma ser a troca cultural, especialização em uma área de atuação ou desenvolvimento de língua estrangeira. Essas empresas podem vender, além das aulas, acomodação, seguros de viagem, passagem aéreas e serviços de aconselhamento estudantil.
  • Pacotes all inclusive: criam roteiros e vendem tudo que crie uma experiência completa para o consumidor como passagens aéreas e rodoviárias, hospedagem, passeios, ingressos para eventos, aluguel de veículos e mais. A vantagem para o consumidor é que ele não precisa se preocupar com nada fora do pacote e os valores costumam ser menores do que comprar cada serviço separadamente.
  • Viagens para cada classe social: algumas empresas têm feito bastante sucesso trabalhando com pacotes específicos para classes sociais diversas. Há redes comercializando apenas para classes C e D, enquanto outras se focam no turismo de luxo e levam grupos com maior poder aquisitivo para viagens de compras.
  • Ecoturismo: são focadas em levar os clientes a locais com pouca ou nenhuma intervenção tecnológica. Também propõe uma maior conexão com a natureza e conscientização ecológica. Algumas mesclam os passeios em praias, montanhas e cavernas com esportes radicais como rafting, escalada e mountain bike.

O que as franquias analisam

Normalmente as franquias procuram por franqueados que tenham um perfil pré-determinado. Em se tratando de redes voltadas para o turismo é comum encontrar marcas procurando pessoas com espírito empreendedor, vontade de crescer e disposição para trabalhar.

Identificação com o setor de turismo também é essencial, uma vez que é um mercado em constante crescimento e adaptação, e o franqueado deve estudar e se interessar bastante pelo assunto para se manter atualizado.

Principalmente no caso do home office, algumas empresas indicam que o franqueado comece vendendo para a sua rede de contatos. Por isso, um franqueado que tenha um círculo interessante de amigos e familiares, com potencial para se tornarem clientes, pode também chamar a atenção da franqueadora.

O que os franqueados devem analisar

Se depois de todas essas informações você percebeu que realmente uma franquia de turismo é o que você precisa, é hora de analisar as opções disponíveis no mercado e encontrar a rede que mais tem a ver com você.

Nesse momento de estudo, o interessante é começar pesquisando sobre os valores e o modo de trabalhar da rede, dando atenção extra a tudo o que ela cobra e o que oferece – sobretudo os treinamentos e suporte nas áreas jurídica, administrativa, de gestão e marketing.

Aproveite também para analisar os números de crescimento da franquia e qual as estratégias dela para expansão. Busque ainda perceber se o perfil buscado pela marca é o seu.

Por fim, vale visitar algumas unidades franqueadas e conversar com os franqueados para entender melhor como é o dia a dia do negócio, se os processos criados realmente funcionam e se a rede fornece, de fato, tudo aquilo que promete.

Rede de franquias de turismo: Encontre Sua Viagem

Encontre Sua Viagem

A Encontre Sua Viagem está há 6 anos no mercado de turismo oferecendo soluções completas em passagens aéreas, hospedagem, aluguel de veículos e muito mais.

Um de seus diferenciais está no fato de contar com mais de 1 mil parceiros em todos os segmentos do turismo, o que faz com que seus franqueados trabalhem com empresas que já têm credibilidade no mercado e possam oferecer pacotes diversificados para seus clientes.

Há modelos de franquias home based e com loja física e, em ambas, há total suporte e apoio para o franqueado, que pode atuar online e com vendas presenciais.

Investimento total: R$ 5 mil a R$ 40 mil
Taxa de franquia: R$ 3 mil a R$ 20 mil
Faturamento médio mensal: R$ 70 mil a R$ 200 mil
Prazo de retorno: de 3 a 24 meses

Leia também:

Fale com a Franquia

Nome

Email

Telefone

Mensagem

Comentários