Irmãos viram sócios e investem em franquia de comida

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

mineiro-delivery-1

A boa convivência entre sócios é um fator essencial para a saúde de uma empresa. Quanto maior a sintonia, melhor. Mas quando se trata de irmãos, essa relação fica mais fácil ou mais complicada?

Em 2012, Gabriel e Marlon Ventura criaram a Mineiro Delivery, rede de franquia de comida caseira em box. A ideia surgiu do cotidiano dos dois, que tinham o hábito de pedir marmitex para o almoço e, cansados de ver a comida chegar revirada pelo transporte, criaram receitas a partir dos famosos mexidos mineiros, em que os ingredientes já vêm misturados.

“Os desafios de trabalhar com um irmão são menores do que os pontos positivos. Somos pessoas com a mesma formação e os mesmos valores, que são aplicados do dia a dia da empresa. Essa afinidade é muito importante porque diminui os desgastes de gerir nosso próprio negócio”, afirma Gabriel.

Atualmente, com a Mineiro Delivery completando cinco anos e mais de 30 unidades espalhadas pelo país, o balanço dos irmãos a cerca de seu relacionamento é positivo. “Esse desafio acabou nos aproximando mais”, reflete Gabriel.

 

Leandro e Leonardo Castelo fundaram em 2007 a Ecoville, indústria que comercializa diferentes itens para limpeza de casas, empresas e carros. Leonardo conta que, quando pensaram em abrir a empresa, a convivência entre eles não foi motivo de preocupação. “Nosso pai, durante toda a sua trajetória profissional, foi por muitas vezes transferido de estado, cidade, etc. Isso, ao longo dos anos, deixou o nosso núcleo familiar muito unido, porque quase sempre estávamos longe de outros parentes”.

Os produtos da marca são comercializados nas 142 lojas, a maior parte em modelo de licenciamento. Em 2016, a empresa ingressou no segmento de franchising. Para eles, a maior dificuldade é manter a separação entre a empresa e vida pessoal, e não levar os assuntos corporativos para momentos de descontração. “De certa forma, até essa dificuldade de se desligar acaba sendo positiva. Algumas das melhores ideias que tivemos para a empresa vieram de momentos de relaxamento, como férias em família”, conta Leonardo. “Para mim, isso mostra o quanto nós gostamos do nosso negócio”.

Comentários