Franquia Pizza Hut: raio-x completo

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Telhado vermelho. Massa PAN. Pizza de pepperoni. Você já sabe de quem estamos falando, não é verdade? Afinal de contas, a franquia Pizza Hut é a maior cadeia de pizzarias do mundo e está presente em mais de 90 países, nos cinco continentes.

Além das unidades de rua, é possível encontrar lojas em shoppings centers e aeroportos, onde há um grande fluxo de pessoas. Consolidada no mercado de alimentação, a marca desperta o interesse de diversos investidores.

Tudo começou no dia 31 de maio de 1958, quando os irmãos Dan e Frank Caney abriram a pizzaria em uma casa desocupada em Wichita, a maior cidade do estado do Kansas. Na inauguração, nenhum cliente precisou pagar para comer, foi tudo por conta da casa.

O sabor da pizza caiu tanto no gosto das pessoas, que a marca se espalhou pelo estado do Kansas e, posteriormente, pelos Estados Unidos e o mundo. Logo no final do primeiro ano de atividade, foi inaugurada a primeira unidade franqueada em Topeka, capital do Kansas.

Após conquistar o público norte-americano, a marca passou a mirar o exterior. E o processo de expansão internacional também não demorou a chegar. Foi em 1968 que a rede atravessou as fronteiras dos Estados Unidos e desembarcou no Canadá.

De lá para cá, a abertura de lojas foi distribuída por México, Alemanha, Austrália e mais uma série de outros países. Em 1971, com um total de 1 mil unidades pelo mundo, a Pizza Hut se tornou a maior rede de pizzaria do mundo. Atualmente, a marca conta com mais de 14 mil restaurantes e vende 11,5 milhões de pizzas por dia.

No Brasil, a rede abriu sua primeira unidade em 1989, na cidade de Santo André – região do ABC Paulista. No final de 2015, a Pizza Hut inaugurou sua 100ª loja no país, na capital de São Paulo. De forma estratégica, a marca está presente nas principais capitais do país: São Paulo, Rio de Janeiro, Curitiba, Fortaleza, entre outras.

A Pizza Hut quer muito mais. Segundo o próprio site da marca, o principal foco de expansão está nos estados de Rio de Janeiro, Minas Gerais, Bahia, Sergipe, Pernambuco e Alagoas. Porém, isso não impede que a marca invista também em outras regiões. A preferência da franqueadora é marcar presença em cidades com, pelo menos, 350 mil habitantes.

Investir em uma franquia Pizza Hut no Brasil pode ser um tiro certeiro por dois motivos. Em primeiro lugar, os brasileiros não resistem a uma boa pizza. Estimativa da Associação de Pizzarias Unidas do Estado de São Paulo (APUESP) aponta que são consumidas um milhão de pizzas diariamente no país.

Outro fator importante é o bom momento que vive o franchising brasileiro. Na contramão da crise econômica, o setor manteve um bom ritmo de crescimento nos últimos anos. Em 2016, o avanço foi de 8,3%, o que representa a soma de 151,2 bilhões de reais em faturamento – segundo dados da Associação Brasileira de Franchising (ABF).

Quanto ao número de redes de franquia atuando no Brasil, o país ocupa a quarta colocação no mundo, com mais de 3 mil marcas. À sua frente, estão apenas China, Coreia do Sul e Estados Unidos.

Diante desse cenário positivo que vive o franchising brasileiro, o setor que mais se destaca é o de alimentação. Para se ter uma ideia, somente entre os meses de janeiro e março de 2017, as franquias de alimentação faturaram 9,935 bilhões de reais. Isso representa uma alta de 6% em relação ao mesmo período de 2016. No acumulado de 12 meses, o faturamento supera os 40 bilhões de reais.

Quando o assunto é apenas pizza, os valores também impressionam. Entre unidades próprias e franqueadas, as 36 mil pizzarias em funcionamento no Brasil movimentam, em média, 22 bilhões de reais anualmente.

Como você viu acima, não faltam motivos para investir no ramo de pizzaria, né? E, se você ficou interessado na franquia Pizza Hut, continue acompanhando este texto para saber quanto custa o investimento total e qual é o processo de abertura de uma unidade franqueada.

Quanto custa uma franquia Pizza Hut

Atualmente, a Pizza Hut faz parte do grupo Yum!Brands, junto com outras marcas mundialmente conhecidas do ramo alimentício, como Taco Bell e KFC. Ao todo, a holding administra mais de 40 mil restaurantes em 130 países.

Por se tratar de uma marca tão consolidada no mundo inteiro, abrir uma franquia Pizza Hut demanda um capital de investimento bastante elevado: entre 850 mil reais e 1,15 milhão de reais. Já o capital de giro pode variar de 40 mil reais a 60 mil reais.

Além do direito de trabalhar com o nome da marca, esse valor inclui, também, toda a instalação da unidade, bem como o suporte da franqueadora.

Vale pontuar que a marca trabalha com três modelos de franquias (ver mais à frente): o mais compacto exige uma área de instalação de 55 metros quadrados, enquanto o mais completo necessita de 190 metros quadrados. Por isso a variação no investimento e no capital de giro.

No entanto, independentemente do formato, a taxa de franquia não muda: 25 mil dólares. Isso se repete com as taxas de propaganda (5%) e de royalties (6%).

Para entender melhor todos os custos envolvidos na abertura de uma franquia Pizza Hut, confira os dados de investimento por modelo, de acordo com a própria empresa:

Modelo Express

Exige-se uma área mínima de 55 metros quadrados para a instalação. Esse formato é mais comum de ser encontrado em praças de alimentação de shoppings centers.

O investimento total para o Modelo Express é de 850 mil reais. O faturamento médio é estimado em 220 mil reais e o retorno de investimento deve acontecer em 36 meses após o início das operações.

Modelo Delivery

Como o foco é no atendimento delivery e na venda de pedidos realizados no balcão para viagem, não há espaço com mesas para consumo no local. Aqui, o ponto comercial deve ter cerca de 140 metros quadrados.

O investimento inicial para uma franquia no modelo delivery é de 900 mil reais. O payback é estimado para 36 meses, com faturamento médio mensal de 180 mil reais.

Modelo Super Delco

O mais completo de todos da rede, o formado Super Delco trabalha tanto no sistema de delivery quanto no de consumo no restaurante. Para tanto, são necessários, no mínimo, 190 metros quadrados de área.

Para investir em uma franquia deste modelo, o capital exigido é de 1,15 milhão de reais. O faturamento médio da unidade é de 230 mil reais. Assim como nos outros modelos da rede, o prazo de retorno é de 36 meses.

Ao analisar esses números, é importante ressaltar que a taxa de lucro estimada da Pizza Hut também é igual para todos os modelos da franquia: 16%.

Para quem deseja investir logo e não tem o capital necessário, pode recorrer a alternativas de financiamento com taxas atrativas. Isso porque a empresa tem parcerias com bancos que oferecem linhas de crédito que atendem às necessidades dos franqueados.

Passos para abrir uma franquia Pizza Hut

Ter o capital de investimento necessário não é o suficiente para se tornar um franqueado da marca. O interessado deve passar por um criterioso processo de seleção até a abertura da unidade. Ao todo, são nove etapas.

Para começo de conversa, vale frisar que a rede busca franqueados que tenham habilidades para gerir um negócio administrativa e financeiramente. De preferência, a marca prioriza candidatos que já tenham alguma bagagem na área de varejo.

Quem tem interesse em abrir uma franquia Pizza Hut deve preencher um formulário online. Nele, devem constar dados pessoais e profissionais, como canais de contato, profissão, além da indicação de cidade para instalação e situação financeira.

Uma equipe fará a análise das respostas do candidato. Se for aprovado, ele deve fazer uma apresentação em Power Point – em inglês e em português –, contendo o currículo dos sócios, um plano de expansão na cidade e região para os próximos cinco anos, entre outros detalhes.

Na sequência, o interessado assina um contrato de confidencialidade de troca de informações entre as partes envolvidas e passa por uma entrevista com os diretores da Yum!Brands no Brasil.

Caso seja aprovado, o candidato recebe uma Circular de Ofertas de Franquia pelos correios. Ele tem dez dias úteis para reenviá-la assinada para a empresa. Nisso, o contrato definitivo de franquia Pizza Hut é assinado e uma previsão da data de inauguração é anunciada.

Suporte da franqueadora

Quem investe em uma franquia Pizza Hut recebe todo o suporte da empresa. Tudo começa pelo estudo de viabilidade do ponto comercial. Aliás, é aqui que se encontra o segredo do sucesso de cada unidade.

Para tanto, são realizadas inúmeras pesquisas para saber o perfil do público que circula pela região, bem como seus hábitos de consumo. A análise dos concorrentes locais também fazem parte do estudo.

Após a abertura da unidade, a empresa continua acompanhando os passos do franqueado. Ao longo do tempo, a rede oferece treinamentos presenciais para franqueados, funcionários e gerentes das lojas próprias. A Pizza Hut ainda disponibiliza materiais online para uma atualização operacional no atendimento das unidades.

Por fim, a marca avalia, também, os fornecedores de produtos e serviços de cada unidade. Todos devem se enquadrar nos critérios de qualidade exigida pela empresa.

Fórmula Pizzaria: uma alternativa mais acessível

fórmula pizzaria

Quem não se enquadra no perfil ou não tem capital necessário para investir na franquia Pizza Hut pode encontrar na Fórmula Pizzaria um investimento mais econômico, além de contar com um sistema que permite uma operação simplificada e com custos reduzidos.

Fundada em 2014, a empresa tem forte atuação no estado de Minas Gerais. A partir de 2016, a marca iniciou o processo de expansão por franquias e já conta com 12 unidades franqueadas em funcionamento. A expectativa é fechar este ano com 30 lojas ativas.

A franqueadora fornece às unidades franqueadas todos os insumos e ingredientes para a preparação dos produtos através de uma cozinha central. Além disso, a rede conta com uma central de atendimento que recebe e repassa pedidos para as lojas. Com isso, o franqueado consegue operar com o mínimo de funcionários.

A rede trabalha com dois modelos de franquia. Para investir em uma unidade delivery, o investimento é de 145 mil reais. Esse formato demanda um espaço de 50 metros quadrados.

Por sua vez, uma unidade delivery com atendimento no local tem um custo total de 165 mil reais e exige uma área de 80 metros quadrados.

Comentários