Quais as diferenças entre uma corretora, uma seguradora e um corretor de seguros?

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

O ramo de seguros é um mercado altamente promissor. Afinal, vende serviços essenciais para quem deseja cuidar de seu patrimônio e evitar grandes prejuízos, no caso de acidentes e outras ocorrências. Porém, para os investidores que ainda não possuem muito conhecimento nessa área, é comum que surjam algumas dúvidas, por exemplo: qual é a diferença entre corretora e seguradora?

De uma maneira bem simples, podemos dizer que a principal diferença entre uma corretora de seguros, uma seguradora e um corretor de seguros é que o serviço oferecido em si é de responsabilidade da seguradora.

Quais as diferenças entre uma corretora, uma seguradora e um corretor de seguros?

Isso quer dizer que tanto a corretora de seguros quanto o corretor, que é o profissional da área, são apenas os intermediadores das negociações e da relação entre o cliente e a seguradora. São eles quem conectam uma ponta a outra.

Saber o que significa esses termos, entender melhor como funciona cada um deles e saber exatamente como diferenciá-los é muito importante para que o empreendedor reconheça qual o tipo de negócio combina mais com o seu perfil e está mais alinhado com os seus objetivos.

Pensando nisso, criamos este artigo, que vai explicar separadamente quais são as características e particularidades de uma corretora, uma seguradora e um corretor de seguros. Confira!

O que é uma seguradora?

O mercado de seguros no Brasil é regulado e fiscalizado por um órgão chamado Superintendência de Seguros Privados (SUSEP). Esse órgão é o responsável por emitir a devida autorização para o funcionamento de empresas que têm o intuito de assumir os riscos de seus clientes e indenizá-los no caso de ocorrências cobertas pelo acordo assinado por ambas as partes.

Ou seja, uma seguradora é uma companhia que, a partir da assinatura de um contrato, passa a ser a responsável por arcar com os prejuízos que possam acontecer em situações de acidentes, furtos e roubos (para dar um exemplo), desde que elas estejam previstas em contrato e façam parte da cobertura contratada.

Também é a seguradora que deve realizar a verificação do sinistro, validando a veracidade das informações e dos danos ocorridos ao patrimônio ou até a vida do segurado, para que então a indenização seja devidamente liberada.

São diversos os tipos de seguros oferecidos pelas companhias de seguro. Alguns dos tipos de seguros mais comercializados são os seguros automotivos, seguros de vida, seguros residenciais, seguros de cargas, entre outros.

Além dos serviços de proteção aos bens e patrimônios, uma seguradora pode também transacionar outros tipos de serviços. São eles os planos de previdência e títulos de capitalização, o que amplia ainda mais o ramo de atuação e as possibilidades de negócios que podem ser exploradas por esse tipo de empresa.

Os produtos e serviços vendidos por uma seguradora podem ser contratados tanto diretamente — quando ela dispõe de profissionais que atuam na área comercial — quanto por meio de um corretor de seguros certificado ou uma empresa corretora de seguros, nesse caso, terceirizando todo o processo de venda da seguradora.

O que é uma corretora de seguros?

Assim como as seguradoras, as corretoras de seguro também são entidades que necessitam da autorização da SUSEP para poderem operar livremente no ramo de seguros.

As corretoras de seguros atuam como intermediárias entre o cliente e a seguradora, podendo trabalhar com marcas de seguros diferentes.

Aliás, essa é uma das principais vantagens para o consumidor que opta por comprar um seguro com a corretora, já que, por meio desse tipo de negociação, é possível comparar os serviços oferecidos pelas companhias de seguro e escolher o mais adequado para as suas necessidades e condições financeiras.

Uma agência corretora de seguros é responsável por todo o processo de venda do seguro, plano de saúde ou previdência, desde a realização de cotações e ofertas de benefícios ao cliente, até o momento da contratação e renovação do acordo, sem esquecer do suporte ao consumidor, realizado durante todo o período de vigência do contrato.

Isso quer dizer que enquanto o segurado que contratou um seguro ou outro serviço por meio de uma empresa corretora de seguros possuir um contrato ativo, ele pode se reportar à corretora para sanar dúvidas, modificar planos e resolver todo tipo de questões burocráticas.

Também é de responsabilidade da corretora de seguros garantir a correta execução do contrato e o cumprimento de todas as cláusulas previstas, intervindo na seguradora sempre que houver necessidade. Dessa maneira, os direitos do segurado contam com mais uma proteção.

Como a aquisição de um seguro é uma tarefa bastante burocrática, detalhada e com muitas regras, muitos clientes enfrentam dificuldades em entender esse processo e suas normas.

Por esse motivo, grande parte dos consumidores preferem contar com a assessoria prestada por uma corretora de seguros, o que a transforma em uma opção de negócio promissor para quem deseja empreender.

O que é um corretor de seguros?

O corretor de seguros nada mais é do que o profissional que está habilitado para ofertar os serviços das seguradoras que, como já dito, são: seguros, previdências e capitalizações. Ele é a pessoa que vai gerenciar todo o processo de compra, desde o fornecimento das informações iniciais, realização de cotações, suporte ao segurado, até o pós-venda.

Para atuar como um corretor de seguros, o profissional deve ser aprovado em um exame específico para o exercício da função, realizado pela Escola Nacional de Seguros, obtendo, assim, a autorização fornecida pela SUSEP.

O trabalho do corretor de seguros faz com que muitas seguradoras economizem recursos com a remuneração de uma equipe de vendas e confecção de materiais de divulgação, por exemplo.

Entretanto, é muito importante que, mesmo sem trabalhar com a venda direta, a seguradora continue investindo em marketing e preste um suporte adequado aos corretores, se diferenciando da concorrência e potencializando suas oportunidades de negócio.

O corretor de seguros ainda traz uma maior tranquilidade ao segurado, pois está preparado para atendê-lo, tirar suas dúvidas, “traduzir” as cláusulas do contrato e ainda estar em contato com a seguradora, inclusive quando houver algum sinistro.

Um bom corretor de seguros trabalha como um assessor. Ou seja, ele primeiro analisa as reais necessidades e o perfil de seu cliente para, depois, analisar quais os tipos de seguro e quais as seguradoras que mais vão trazer benefícios para o segurado.

Esse profissional deve entender muito bem sobre as questões contratuais e análise de riscos, além de estar sempre acompanhando e monitorando as mudanças ocorridas no mercado de seguros e nas apólices já assinadas pelos seus clientes, a fim de deixá-los atualizados sobre tudo e evitar dores de cabeça.

O constante estudo e atualização é de suma importância para conquistar o reconhecimento no setor, já que essa é uma área que funciona bastante a base de indicações, visto que a confiança no profissional faz toda a diferença no momento da contratação.

O corretor de seguros é um profissional que recebe comissões e, por isso, quanto mais vende, mais ele vai faturar no fim do mês.

Porém, é essencial que ele seja sempre honesto ao ofertar o melhor seguro, plano ou previdência a seus clientes, tendo em vista que ele será acionado em qualquer dificuldade ou problema que possa surgir. Essa é a melhor maneira de construir sua credibilidade e contar com a propaganda boca a boca realizada por consumidores sempre satisfeitos.

Esclarecer todos os pontos e reforçar inclusive os riscos que não estão cobertos pela apólice, é a maneira mais ética e transparente de se trabalhar e que, a longo prazo, vai render muito mais frutos.

O mercado de seguros está em crescimento?

O mercado de seguros no Brasil é um segmento que vem crescendo bastante. De acordo com a SUSEP, no ano de 2016 o mercado segurador obteve um crescimento de 9,2% no país, comparado ao ano anterior.

Os tipos de seguros que mais apresentaram crescimento nesse período, foram os seguros de vida individual, acidentes pessoais e os serviços de previdência privada, também comercializados pelas seguradoras e corretoras de seguro.

Ainda de acordo com dados da SUSEP, os mercados brasileiros de seguros, previdência, capitalização e resseguros vêm aumentando a sua participação no PIB (Produto Interno Bruto) do país, tendo alcançado a marca significativa de 3,82% em 2016.

Sendo assim, o último Relatório de Análise e Acompanhamento dos Mercados Supervisionados, publicado pela SUSEP e pela COGET (Coordenadoria de Apoio à Gestão Estratégica), em julho de 2017, afirma que “o notável desempenho dos mercados supervisionados observado nos últimos 12 anos deve-se principalmente à conquista da estabilidade econômica, após longo período de alta inflação e incertezas, aliada ao aperfeiçoamento do arcabouço normativo por parte da SUSEP, e à adoção de políticas de incentivo governamental, especialmente para produtos que envolvem captação de poupança a longo prazo”.

Tudo isso pode ser interpretado por empresários e futuros empreendedores como uma boa oportunidade para entrar nesse segmento e aumentar o seu faturamento. Nesse caso, as franquias também se apresentam como uma excelente opção.

Quais são as vantagens de investir em uma franquia?

Está interessado em abrir uma empresa no setor de seguros, mas não possui muito conhecimento na área e não sabe por onde começar? Considere a hipótese de investir em uma franquia, que oferece uma série de vantagens para quem está iniciando no mundo dos negócios. Confira abaixo algumas delas!

Marca reconhecida

Normalmente, uma franquia já possui uma marca reconhecida no mercado e uma boa credibilidade perante os consumidores. Mesmo marcas que sejam desconhecidas em sua região, podem já ter um certo renome em outras cidades.

Na era digital em que vivemos, isso pode se tornar relevante, pois os clientes estão cada vez mais adquirindo o hábito de pesquisar sobre as marcas na internet e, assim, mesmo que não a conheçam, podem encontrar boas referências sobre ela na web.

Além disso, empreender com uma marca conhecida, muitas vezes também facilita na obtenção de descontos, prazos maiores e crédito com seus fornecedores, que já estão habituados e confiam mais nos franqueados da empresa.

As taxas de juros dos bancos também podem diminuir quando a negociação é feita com uma empresa já conhecida por quem vai ceder o crédito.

Não precisa ter experiência na área

Para abrir um negócio, é comum que as pessoas busquem áreas em que já possuem um nível de domínio e conhecimento, para que possam tomar decisões com uma boa base.

Entretanto, nem todo empreendedor já teve experiências profissionais prévias e possuem o know-how necessário para isso.

Nesse caso, escolher uma franquia para iniciar no mundo dos negócios faz com que ele tenha uma maior facilidade em escolher um nicho, sem precisar de experiências prévias na área, já que contará com um modelo de negócios e suporte constante da franqueadora.

Seguir o plano proposto pelo franchising, estudar e se esforçar bastante para entender cada vez mais o mercado e a mente de seus consumidores e colaboradores são os primeiros passos para ter sucesso na gestão de uma franquia.

Menor risco

Muitas das pessoas que decidem investir em uma franquia não possuem conhecimento prévio sobre como funciona um plano de negócios, pois nunca tiveram um empreendimento.

Sendo assim, a franquia se torna uma escolha com muito menos risco para esse empreendedor, que pode contar com um modelo de negócios já pronto e testado, além de todo o conhecimento da empresa franqueadora e de seus assessores.

Os modelos de franquia já têm informações de mercado que dão uma previsão ao empresário de em quanto tempo ele conseguirá obter retorno sobre o valor investido, sendo uma excelente opção para quem quer investir com maior segurança.

Suporte da franqueadora

O suporte oferecido pela franqueadora é de grande valia ao empreendedor. As franqueadoras já têm materiais, estudos de mercado e estudos financeiros prontos, o que garante ao franqueado desde materiais de marketing, plano de negócios e projetos arquitetônicos, até centrais de atendimento ao cliente unificadas, dependendo da franquia.

Além disso, é comum que as marcas franqueadoras já contem com distribuidores fixos para cada região e ofereçam treinamentos aos franqueados e colaboradores, com o intuito de padronizar os processos, serviços e atendimento da rede.

Conheça, a seguir, algumas opções de franquias no setor de seguros que separamos para você!

Bidon Corretora de Seguros

Com investimento total de R$ 11.900 até R$ 21.900, a Bidon Corretora de Seguros é uma das opções de franquias disponíveis para quem deseja empreender nesse setor.

Apesar de estar há apenas um ano no ramo de franquias, a marca já tem mais de 26 anos de mercado e investe bastante em tecnologia, infraestrutura e na qualidade de atendimento aos seus clientes.

Seus consultores atuam em todo o país e seu leque de produtos é amplo, abrangendo diversos tipos de seguros e tendo como faturamento médio mensal o valor de R$ 50 mil, com o prazo de retorno do investimento previsto para o período de até 12 meses após a abertura da firma.

A rede franqueadora já tem mais de 100 franquias em operação no Brasil. A corretora também pode funcionar no modelo home based, ou seja, sem a necessidade de um escritório fixo.

Entre as vantagens oferecidas ao franqueado, destacamos o projeto arquitetônico do seu negócio — para quem deseja montar um ponto comercial, uma central única de atendimento, apoio jurídico, marketing, treinamento e acordos comerciais.

A Bidon Corretora de Seguros trabalha com seguradoras conceituadas e que transmitem muita credibilidade ao cliente. São elas: Allianz, SulAmérica, Tokio Marine Seguradora, Sompo Seguros, Porto Seguro, Itaú Seguros, Chubb, Azul Seguros, HDI Seguros, Liberty Seguros, Mapfre, Zurich, Nobre Seguradora e Bradesco Seguros e Previdência.

Investimento total: R$ 11,9 mil a R$ 21,9 mil
Taxa de franquia: R$ 9,9 mil
Faturamento médio mensal: R$ 50 mil
Prazo de retorno: de 3 a 12 meses

Bergus Corretora de Seguros

A Bergus Corretora de Seguros é uma empresa que atua desde 1989 e, com seu know-how nesse mercado, iniciou as operações em franchising no ano de 2012.

É uma empresa cadastrada na ABF (Associação Brasileira de Franchising) e sua taxa de franquia é de R$ 20 mil, tendo um capital de giro que fica entre R$ 2.500 e R$ 7.500.

Iniciou seu trabalho na cidade de Curitiba, no Paraná, e hoje já conta com sedes em diversas cidades do país, como Blumenau, Joinville, Londrina e São Paulo.

A marca também oferece um suporte interessante ao franqueado, com um ótimo mix de produtos, marketing, estrutura e know-how para o franqueado trabalhar com todos os ramos de seguros.

É Seguro Corretora

Mais uma franquia de corretora de seguros disponível no mercado é a É Seguro Corretora, que atende diversos públicos, de variadas classes sociais e que possuem interesse em adquirir tanto seguros — como de vida, de automóvel e empresariais — quanto planos de previdência privada.

A empresa — que ganhou nome e mercado como Bens Corretora de Seguros, trabalhando com o comércio de veículos e atuando como correspondente bancário, comercializando empréstimos, financiamentos e seguros — começou a operar no ramo de franquias em 2016.

A franquia investe bastante em marketing, com o intuito de expandir sua rede e se tornar referência no ramo de seguros, buscando sempre oferecer bons serviços e um atendimento diferenciado, com o foco em fidelizar seus clientes.

Referente ao suporte, uma das vantagens é que os franqueados têm direito à utilização de um sistema de gestão on-line, onde realizam o controle da produção e comissão da firma, e uma equipe que os mantêm atualizados quantos aos valores de prêmios e comissões disponibilizados pelas seguradoras parceiras.

Com a É Seguros Corretora o franqueado pode escolher trabalhar em casa ou montar uma loja física, já contando com o plano arquitetônico padrão preestabelecido pela franqueadora. O faturamento médio mensal dessa franquia é de R$ 7.500.

Os franqueados da É Seguros Corretora trabalham com as principais marcas de seguradoras, sendo elas: Porto Seguro, Mapfre, Tokio Marine Seguradora, Liberty Seguros, Zurich, HDI, Marítima Seguros, Itaú Seguros e Bradesco Seguros, conferindo grande credibilidade perante seus consumidores.

Grupo Fedatto Corretoras de Seguros

Podendo ser executada nos modelos home office ou a partir de um escritório físico, a franquia Grupo Fedatto Corretora de Seguros trabalha desde 2011 com a aprovação da ABF.

Esse modelo de franquia preza bastante a identidade visual de suas empresas franqueadas e oferece projetos arquitetônicos que podem ser utilizados tanto em salas, centro comerciais, escritórios e demais locais, desde que tenham a devida avaliação e aprovação do franqueador, inclusive no home office.

Tudo isso reflete a preocupação do franqueador em oferecer um serviço de alta qualidade padronizado em todas as suas franquias, garantindo que todas tenham o mesmo nível do Grupo Fedatto, que já tem mais de 20 anos de mercado e agora, em seu modelo franchising, já conta com 18 unidades franqueadas.

Como diferenciais, o Grupo Fedatto Franchising destaca a assessoria jurídica, o monitoramento dos processos tanto administrativos quanto comerciais, isenção de cobrança de fundo de publicidade, treinamentos e consultorias técnicas, ações comerciais regionais, entre outros.

As companhias parceiras do Grupo Fedatto são: Itaú Seguros, Azul Seguros, HDI Seguros, Mapfre Seguros, Porto Seguro, Bradesco Seguros, Suhai Seguros, Sompo Seguros, Seguros Unimed, American Life Seguros, Berkley, Allianz, Zurich Seguros, Bradesco Saúde, ACE, Liberty Seguros, Banestes, Chubb, MSIG, Tokio Marine Seguradora, AIG, VR Benefícios e Generali Seguros.

Pentagonal Seguros

A franquia Pentagonal Seguros faz parte do Grupo Pentagonal, que trabalha nos segmentos de seguros e imóveis desde o ano de 2003, tendo um grande conhecimento no setor e sendo considerada uma das melhores corretoras do mercado e a primeira a criar franquias na área de seguros no Rio de Janeiro.

Essa expansão para o ramo de franquias teve início em 2013 e hoje já contam com mais de vinte franqueadas distribuídas em diversos estados do Brasil.

Os diferenciais oferecidos pelo sistema de franquias da Pentagonal Seguros são: a experiência de mais de 13 anos de seus gestores no mercado de seguros e o amplo conhecimento na área imobiliária e jurídica. Além disso, a franqueadora oferece uma metodologia de trabalho própria, com política de metas e plano de expansão nacional.

Os modelos de franquia permitidos pela Pentagonal Seguros são em home office, salas de até 50m2 ou salas e lojas com mais de 50m2, de acordo com o perfil de investimento.

Gostou do nosso artigo e acha que ele pode tirar as dúvidas de mais pessoas que querem entender as diferenças entre uma corretora e seguradora? Compartilhe este post em suas redes sociais!

franquia de seguro

Comentários