fbpx

Na hora de escolher uma marca para entrar no mercado de franquias, muitos empreendedores se prendem a questões importantes para o sucesso, como rendimento da empresa, credibilidade da marca, etc. Mas você já parou para pensar por que algumas unidades de uma marca forte fecham as portas cedo demais? Talvez, a resposta esteja na escolha mal feita do ponto comercial.

Isso porque essa não é uma escolha simples. Você precisa demandar tempo e suor para achar o local ideal para abrir a sua franquia, sendo preciso levantar uma série de fatores para se chegar ao sucesso. Aqui, estamos falando do fluxo e do perfil de pessoas da região, da segurança, da estrutura física e do aluguel do imóvel – que precisa ser compatível ao orçamento do franqueado.

E quando falamos em franquias de pizzaria, é preciso prestar ainda mais atenção à escolha do ponto comercial. Em primeiro lugar, porque a pizza está presente à mesa do consumidor em diversos momentos. Para se ter ideia, a Associação de Pizzarias Unidas do Estado de São Paulo (APUESP) calcula que são consumidas 1 milhão de pizzas por dia(!). Isso significa que a pizzaria precisa ser acessível tanto nos dias úteis quanto aos finais de semana.

ponto comercial de uma franquia de pizzaria

E a concorrência mais acirrada do mercado de pizzarias – com 36 mil pizzarias em funcionamento no Brasil – faz com que o local seja ainda mais relevante para que se tenha sucesso. Afinal de contas, estamos falando de um setor que movimenta algo próximo de 22 bilhões de reais por ano.

Assim, além da necessidade de se diferenciar por meio da variedade de sabores ou por conta da prática do marketing criativo para fidelizar o cliente, é preciso ainda ficar de olho às peculiaridades deste ramo. Entre elas, podemos destacar o horário de funcionamento, uma vez que pizzarias funcionam de noite e nos fins de semana, e a presença em shoppings centers ou nas ruas.

Aliás, mesmo que a pizzaria trabalhe apenas no modelo delivery, ela precisa ficar atenta ao ponto comercial. Aqui, a empresa precisa realizar um estudo de logística para demarcar as regiões que serão atendidas pela unidade. Afinal de contas, todos querem comer a pizza quentinha, né?

Em meio a tantos detalhes a serem observados, de quem deve partir a escolha do ponto comercial de uma franquia de pizzaria? Da franqueadora ou do franqueado? Na verdade, deve ser uma decisão conjunta. Enquanto a franqueadora faz uma análise de mercado e utiliza ferramentas de geomarketing, o franqueado pode sinalizar algumas dicas, uma vez que ele conhece bem a sua região.

Pensando em todas essas questões, o Encontre Sua Franquia preparou oito segredos para você ter em mente ao escolher o ponto comercial de uma franquia de pizzaria. Confira:

1. Fique atento ao perfil do público da região

Você pode até achar óbvio, mas muitos empreendedores não prestam atenção nesse importante detalhe: o perfil do público que frequenta a região do ponto comercial. Ele deve coincidir com o público-alvo da sua franquia. Em linhas gerais, não faz sentido uma pizzaria direcionada para o público A, cujo os consumidores fazem parte da classe alta, tenha uma unidade em um bairro de baixa renda.

2. Pense no fluxo de pessoas

Aqui entra o mesmo raciocínio exposto acima. Analise o fluxo de pessoas nos horários-chave da operação para saber se aquele local é uma boa pedida para ser o ponto comercial da sua franquia de pizzaria. De nada adianta, por exemplo, abrir uma pizzaria que funciona só no jantar em uma área comercial, quando as pessoas já estão em casa. Para esse tipo de franquia, o ideal é estar próximo de regiões residenciais.

3. Olhe a visibilidade e o acesso ao local

Tenha sempre em mente que um restaurante situado na esquina de uma rua fica mais em evidência que as de meio de rua, uma vez que consegue impactar pedestres e motoristas parados nos semáforos.

Além disso, ter uma boa iluminação na região também contribui para que seu ponto comercial tenha destaque mesmo depois de escurecer.

Já em relação ao acesso, o ideal é que a sua franquia de pizzaria tenha convênio com algum estacionamento ou mesmo vagas em frente ao estabelecimento. Esse diferencial convida as pessoas que estão de carro a entrar para comer uma pizza. Localizar-se próximo a pontos de ônibus e estações de metrô também faz diferença, inclusive para a vida de seus colaboradores.

4. Pense no custo de ocupação do ponto comercial

A escolha do ponto comercial de uma franquia de pizzaria também demanda o uso de uma calculadora por perto. Não se esqueça de incluir o que custo do aluguel do ponto comercial antes de investir toda sua economia na abertura de uma franquia.

Nesse sentido, vale a pena ter uma reserva financeira suficiente para cobrir os gastos da unidade em torno de seis meses a um ano, até que a operação comece a dar retorno.

5. Avalie a infraestrutura da região

Independentemente do setor de atuação, os negócios dependem de internet e energia elétrica no dia a dia. Por isso, o ponto comercial da sua franquia precisa se localizar em regiões onde a rede telefônica e a conexão de internet funcionem plenamente.

6. Tome cuidado com a segurança do local

É fundamental que a região garanta o mínimo de segurança tanto para os colaboradores quanto para os clientes. Portanto, bairros que apresentam problemas recorrentes, como queda de energia e número elevado de assaltos, devem ser descartados.

7. Repare na estrutura física do imóvel

Antes de definir o ponto comercial da sua franquia de pizzaria, atente-se, também, à estrutura física do imóvel. Em muitas ocasiões, é necessário desembolsar uma quantia considerável para adaptá-lo ao layout do negócio. Caso seja um imóvel muito antigo e que demanda muitos reparos, o investimento pode se tornar inviável.

8. Shopping center ou restaurante de rua?

Muitos investidores preferem apostar nos shopping centers para abrir suas franquias. De acordo com dados da Associação Brasileira de Shopping Centers (ABRASCE) e da Associação Brasileira de Franchising (ABF), mais de 35% das ocupações em shoppings são de franquias. Quando falamos especificamente do segmento de alimentação, esse percentual é de 80%.

Isso acontece porque os shoppings garantem uma série de benefícios para as marcas, como grande fluxo de pessoas propensas a gastar. Para os consumidores, as vantagens se estendem à comodidade do estacionamento, à diversidade de lojas e restaurantes no mesmo espaço e à segurança.

Mas é preciso, mais uma vez, ficar atento a alguns detalhes, sobretudo de custos. O shopping maduro é um garantidor de bom fluxo, mas a um custo geralmente mais alto. Shoppings novos são apostas e representam maior risco, mas, dependendo do custo de ocupação, vale a pena.

Para os restaurantes de rua também existem prós e contras. Entre as vantagens, destacam-se a flexibilidade de horários e a liberdade para promover ações de marketing. Nos shopping centers, as lojas ficam presas a regras e horários de atendimento.

Embora os custos sejam menores que os alugueis de shopping, esses restaurantes não necessariamente demandam menos recursos, como já foi mencionado.

Conheça a Fórmula Pizzaria

Fórmula Pizzaria ponto comercial de uma franquia de pizzaria

Fundada em 2014, a Fórmula Pizzaria começou a expansão por franquias dois anos depois de sua abertura. Atualmente, a marca conta com 12 unidades franqueadas.

O principal foco da rede é o atendimento delivery, que representa uma média 75% de todos os pedidos recebidos pelas unidades. Nesse sentido, a Fórmula oferece duas opções de franquias de pizzaria aos investidores: o delivery e o de loja + delivery. Enquanto uma unidade delivery demanda um investimento total de 145 mil reais, uma unidade delivery com salão para consumo no local totaliza um custo de 165 mil reais e exige.

Outra vantagem é que a Fórmula Pizzaria possui uma central de atendimento única e uma cozinha centralizada para oferecer produtos, ingredientes e insumos. Dessa forma, as unidades conseguem operar com a quantidade mínima de funcionários.

Com um faturamento médio de 70 mil reais, o retorno de investimento tem prazo estimado entre 24 e 36 meses.

Investimento total: R$ 145 mil a R$ 165 mil
Taxa de franquia: R$ 40 mil
Prazo de retorno: de 24 a 36 meses
Faturamento médio mensal: R$ 70 mil

 

franquias de pizzarias


1 Comment

Aproveite o momento! 13 motivos para investir em uma franquia delivery - Encontre sua Franquia · 26 de dezembro de 2017 at 15:40

[…] desse modelo estão relacionados ao treinamento dos entregadores, padronização do serviço e delimitação da área de atendimento para garantir qualidade. Esses pontos devem ser observados com atenção, uma vez […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Faça parte de um dos maiores grupos de franquias do Brasil!

Preencha com seu e-mail a baixo e receba em seu e-mail as melhores dicas de franquias.

chevron-down