Inspire-se: conheça 6 negócios criativos que fizeram sucesso

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Você já deve ter ouvido falar que a chave para o sucesso é a inovação. Essa prática pode ser adotada em qualquer tipo de empresa, inclusive em franquias. Não acredita? É só apostar nos negócios criativos.

Eles podem ser inusitados, quebrar paradigmas ou encontrar um novo meio de fazer a mesma coisa. O fato é que esse tipo de empreendimento é diferente — e por isso mesmo chama mais a atenção dos consumidores.

Se você não faz nem ideia do que poderia se encaixar no conceito de negócio criativo, veja, neste post, algumas ideias que pode aplicar para abrir sua empresa. Vamos mostrar também o que caracteriza esses empreendimentos e de que forma eles funcionam.

Que tal saber mais? Aproveite a leitura e inspire-se!

O que são negócios criativos?

A criatividade tem relação direta com a inovação. A primeira se constitui no modo diferente de executar uma ideia, por exemplo: encontrar uma nova maneira de trabalhar. Já a segunda, é uma proposta que já deu certo e pode ser reproduzida.

Pelo Dicionário Michaelis, a criatividade pode ser conceituada como “a capacidade de criar ou inventar”. Essa também é uma das principais características do empreendedor.

Ele não pode ter medo do que é novo nem impor obstáculos às novas ideias. Sua criatividade e inovação pode ser aplicada em todas as fases do negócio, não apenas no produto ou serviço.

É por isso que a ideia de que a criatividade é restrita a algumas profissões, como publicitários e designers, é falsa. Um advogado também pode achar uma alternativa diferente para solucionar um problema jurídico ou um gerente financeiro pode encontrar um modo de pagamento singular para evitar a contração de um empréstimo.

Como funcionam os negócios criativos?

Esses empreendimentos possuem como característica principal a criatividade, é claro. A dúvida é: como colocar essa ideia em prática? Existem algumas ações que ajudam. Veja quais são elas:

Incentive os colaboradores a darem novas ideias

Os colaboradores são boas fontes de cooperação, porque estão na linha de frente do negócio, conhecem suas funções detalhadamente e, justamente por isso, podem visualizar formas de melhorar os processos.

É importante lembrar de que, para que isso ocorra, o clima organizacional deve ser de engajamento e motivação. As pessoas devem ser incentivadas a contribuir e propor sugestões.

Ao mesmo tempo, o ambiente deve ser movido à criatividade, ou seja, o fluxo de pessoas e ideias deve ser absolutamente livre, sem restrições.

Questione sempre

O questionamento é a prerrogativa principal para ter novas ideias. É a partir das perguntas que se consegue pensar em soluções diferenciadas e desmontar falsos argumentos, que podem prejudicar o andamento do negócio.

Tente ainda imaginar cenários. Usar aquela tática do “e se…” pode ajudar, porque permite vislumbrar contextos distintos e ter em mão um plano B.

Seja equilibrado

A criatividade e a inovação são necessárias. No entanto, não devem ser a única força motriz da empresa. Afinal de contas, tudo em excesso faz mal.

Mantenha os processos e continue focando-os. O objetivo é equilibrar os dois aspectos para assegurar que o resultado seja o melhor possível.

Quais são os principais exemplos de negócios criativos?

O conceito de negócio criativo ainda parece ser um pouco intangível, difícil de ser imaginado. Por isso, vamos citar a seguir seis empresas que foram criadas com base nesse modelo.

A ideia é que você se inspire, tenha ideias e, quem sabe, aplique no seu empreendimento atual ou futuro. Então, confira:

Pão To Go

Uma padaria parece ser um negócio bastante comum. Mas e se alguém tivesse a ideia de começar a vender pães via drive thru? Esse é o modelo da Pão To Go, uma rede de franquias que permite retirar os alimentos que você quiser (como leite, frios, bolos etc.) sem precisar esperar muito.

A ideia surgiu de um acontecimento desagradável pelo qual o empresário Tom Ricetti passou. Ele teve que esperar duas horas para comprar pães na véspera do Natal. Já passou por algo parecido?

A diferença é que ele teve a ideia de oferecer mais de 100 produtos diferentes com esse novo modelo. Além disso, fecha parcerias em cada local que possui uma unidade. O resultado são 19 lojas em operação e mais 100 comercializadas.

O faturamento médio da franquia é de R$ 60 mil mensais. O investimento inicial é de R$ 249 mil, com retorno em 24 meses em média.

Mushgarden e _stufa

Essas ideias são focadas em nichos de mercado cada vez mais crescentes: os vegetarianos, veganos e pessoas que optam por adquirir alimentos orgânicos. O Mushgarden envia um kit para cultivar cogumelos em casa e o _stufa permite plantar ervas aromáticas.

O primeiro negócio surgiu em 2013 quando o analista de sistemas Francisco Brianezi tentava ter um novo hobby. Ele acabou encontrando um modelo de empreendimento similar nos Estados Unidos e foi aí que desenvolveu o seu produto.

O kit vem com compostos orgânicos e um borrifador de água para que a pessoa saiba como cultivar os cogumelos. Cada um custa entre R$ 39,90 e R$ 49,90. Para o empreendedor, o faturamento mensal médio é de R$ 25 mil.

Já o _stufa surgiu de uma necessidade de dois irmãos, Rita e Miguel Guedes Ramos, que queriam cozinhar com suas ervas aromáticas. Eles enviam um kit com sementes, placas com os nomes das plantas, instruções para fazer a sementeira ser bem-sucedida e ideias de receitas para cozinhar e dar um gostinho a mais na comida.

Escape 60

A vida imita a arte, é o que dizem. Nesse caso, a cópia é dos jogos. Sabe aquela sala de escape em games? Ela passou para a realidade e virou um modelo de franquia de muito sucesso.

O objetivo é disponibilizar um espaço com diversas pistas espalhadas para que um mistério seja solucionado. A ideia já existe no Brasil, mas começou nos Estados Unidos, onde apresentou um bom retorno.

Por aqui, o investimento inicial é de R$ 350 mil para 3 salas. O faturamento médio é de R$ 175 mil por mês. O prazo de retorno varia de 18 a 24 meses, em média.

Único Asfaltos

O asfalto deixou de ser usado somente pelo governo nas estradas. Essa franquia pretende popularizar a substância para ser aplicada em calçadas, ruas e praças, a fim de substituir o cimento.

O franqueado comercializa uma massa asfáltica instantânea que é vendida em sacos. O produto, de nome +Fácil Asfaltos, pode ser aplicado de modo simples. Basta preencher a área que deseja com a substância e fazer a compactação. Não é preciso executar outras atividades.

Já há 25 unidades da Único Asfaltos em funcionamento no Brasil. O faturamento médio de cada unidade é R$ 150 mil por mês. O investimento inicial é de R$ 264 mil e o prazo de retorno é de apenas sete meses, em média.

O Pedido

A empresa foi criada porque a criatividade para fazer pedidos de casamento estava em baixa. Foi aí que Bruna Brito e Thaís Martarello começaram a organizar o evento para alguns amigos e viram que dava certo.

O foco é ajudar a planejar o pedido de casamento perfeito e ainda organizar tudo o que for necessário, como banda, reservas em restaurantes etc. Assim, o casal pode revisitar a trajetória de seu namoro e ter um dia muito mais romântico. O faturamento é de R$ 100 mil.

Gostou de conhecer os seis negócios criativos que fizeram sucesso? Usaria algum desses serviços? Deixe sua opinião nos comentários!

Comentários