fbpx
  • Compre sua Franquia:

    (31) 3654-5664

  • E-mail de Contato:

    franquia@encontresuafranquia.com.br

6 oportunidades para quem quer trabalhar em casa e empreender sozinho


Não precisar se preocupar com chefe, horários e ainda ter uma boa renda é algo que motiva qualquer pessoa, concorda? É por isso que empreender sozinho pode ser uma boa opção.

Aliás, empreender é o sonho de 56% dos brasileiros. A porcentagem sobe para 74% entre os jovens.

Trata-se de uma oportunidade que as pessoas têm de obter maior qualidade de vida. 

Não apenas porque empreender pode permitir passar mais tempo ao lado da família e dos amigos. Mas também, para fazer com que seu esforço se converta em benefícios pessoais com o crescimento do negócio.

Entretanto, empreender sozinho não é assim tão fácil quanto parece. Esqueça a ilusão de abrir uma empresa e já sair nadando em rios de dinheiro.

Existe uma série de questões que precisam ser compreendidas para que essa busca seja bem-sucedida!

A seguir, falamos desses aspectos e de algumas oportunidades para trabalhar em casa e ganhar dinheiro.

Informações essenciais sobre empreender sozinho

Ao investir em um negócio próprio, o empreendedor vai contar com uma série de vantagens, como citamos. Incluindo a flexibilidade para ficar mais tempo com a família e também o lucro que uma empresa traz.

Mas não são apenas vantagens que o empreendedor encontra em um negócio. Para garantir o sucesso da sua empresa, ele também precisa ter atenção a várias exigências e dificuldades.

Dessa forma, o negócio poderá se desenvolver de forma mais segura e sem dores de cabeça. Acompanhe abaixo.

Exigências para abrir um negócio

É preciso que você tenha um plano de negócios bem elaborado, capaz de identificar no mercado uma brecha. Será nessa brecha que sua empresa vai atuar, sempre de maneira a trazer vantagens para o consumidor. 

Aliás, será preciso entender o comportamento do usuário, para responder aos seus desejos e necessidades.

Esse é o caminho para oferecer um produto ou serviço capaz de se diferenciar entre a concorrência. Dessa forma, você vai conseguir transformar sua ideia em algo lucrativo.

Outro ponto fundamental é saber delegar tarefas. Uma boa gestão consegue manter o foco na sua atividade-fim. Uma maneira de fazer que isso aconteça é terceirizar atividades como de limpeza e contabilidade.

Quando o empreendedor se desdobra para realizar diversas funções na companhia, torna-se inevitável a perda de qualidade naquilo que mais importa para ela. Sendo assim, recorrer a prestadores de serviço é um diferencial significativo.

Vale dizer que se você iniciar sua empresa do zero, vai precisar estabelecer seu próprio plano de negócio. Agora, se você comprar uma franquia, vai receber esse plano pronto.

aulas online para empreender sozinho
Os conhecimentos da marca são repassados ao empreendedor também por treinamentos on-line.

Uma franquia é uma nova unidade de uma empresa que já atua no mercado. Com seu plano de negócio, o empreendedor só precisa colocar os passos em prática. Assim, terá mais facilidade em alcançar o sucesso com a empresa.

Para se ter uma ideia, apenas 5% das franquias fecham as portas em até dois anos de operação. No caso de empresas iniciadas do zero, essa porcentagem sobe para 23%.

Saiba mais sobre franquias e as vantagens de investir no negócio clicando aqui.

Dificuldades de empreender sozinho

É na etapa inicial do projeto que as maiores dificuldades se apresentam. Como captar os primeiros clientes e dar conta das tarefas sem um feedback, algo tão importante para que o gestor avalie o desenvolvimento do negócio.

No caso do empreendedor que atua sozinho, isso se potencializa. Em muitos casos, quando ele é alguém acostumado a trabalhar em empresas, junto a outros profissionais, trabalhar sozinho também pode ser um problema.

Não ter o apoio de outro profissional para determinada ação ou o aval de um especialista pode fazer com que sua tomada de decisão fique comprometida. Esse tipo de experiência, que só vem com o tempo, precisa ser considerada.

O ideal é que você empreenda em um setor com o qual já tenha o mínimo de familiaridade. Justamente para evitar esse tipo de percalço.

Enfim, é importante destacar que viver de empreendedorismo não é impossível. Entretanto, é algo que não pode ser visto de maneira fantasiosa, como muitas vezes acontece com as pessoas.

Como empreender sozinho? Setores para investir

Agora que você já sabe mais sobre vantagens e desvantagens de empreender sozinho, talvez esteja pronto para descobrir no quê investir. 

Sendo assim, é hora de conhecer algumas possibilidades que o mercado apresenta. Com destaque para atividades que você consegue trabalhar em casa. Confira!

1. Setor de Alimentação

Não é difícil entender por que o setor alimentício se apresenta como uma boa opção em termos de empreendedorismo. 

Independentemente do cenário econômico do País, as pessoas precisam se alimentar. Sendo assim, apresentar soluções de qualidade e preço baixo tende a dar certo.

De acordo com a Associação Brasileira das Indústrias da Alimentação (Abia), em 2019 o setor faturou R$ 699,9 bilhões.

Só no setor de franquias, o ramo de Alimentação R$ 48,3 bilhões. Trata-se de um mercado sempre muito atrativo, em que possibilidades não faltam: lanches naturais, fast food, comida chinesa, pizza, entre outros.

embalagens de salada
A alimentação delivery é uma das mais procuradas pelos consumidores.

Um destaque fica por conta da alimentação restritiva, com negócios que atendem ao público com intolerância a glúten ou lactose. Esse público tem, cada dia mais, se apresentado como uma lacuna a ser preenchida pelo empreendedor.

Produtos como pães e doces sem restrições alimentares, por exemplo, podem fazer parte da rotina das pessoas. Ou seja, sua empresa terá clientes fiéis, capazes de oferecer longevidade ao negócio.

Da cozinha da sua casa você pode começar um negócio próprio. Caso tenha um espaço maior, como um quintal, você consegue dar aos clientes um diferencial mais atrativo. 

Entre as chamadas franquias home based, ou seja, que permitem o trabalho de casa, podemos destacar empresas que trabalham com espetinhos.

Esse é um caminho interessante e seguro para quem pretende começar a empreender com alimentação.

2. Mercado fitness

Outro segmento que também apresenta possibilidades excelentes é o do público fitness. 

Hoje, com a popularização das academias e hábitos saudáveis, o mercado fitness tem se apresentado como uma oportunidade interessante de negócio.

Soluções nesse sentido vão desde a venda de alimentos mais leves, passando por suplementos e chegando a redes de academias com público específico.

São muitas alternativas. E, se existe preocupação com a instabilidade econômica do País, saiba que, mesmo em tempos de crise, o mercado fitness segue aquecido. Estima-se que ele movimentou cerca de R$ 4,73 bilhões em 2016.

Exemplos de investimentos que podem ser feitos a partir de casa são as franquias baratas de suplementos alimentares.

3. Desenvolvimento de aplicativos

Se você usa seu celular para acompanhar sua conta bancária, ter acesso a serviços de transporte ou mesmo para conversar com os amigos, então já sabe como os aplicativos se tornaram úteis para o dia a dia em tempos modernos.

Antes, atividades desse tipo faziam com que as pessoas passassem horas em filas de agências bancárias, esperando a condução ou que gastassem dinheiro com ligações telefônicas.

É nessa lógica que o investimento nesse tipo de negócio chama a atenção. Quando você consegue oferecer alternativas que facilitam a vida das pessoas e geram economia, a tendência é que ganhe muito dinheiro com esses apps.

Hoje, já existem ferramentas que permitem a criação de aplicativos mesmo por quem não é especialista em programação.

É uma excelente alternativa para colocar no mercado soluções úteis. Os smartphones permitem inovações em termos de notícias, entretenimento, qualidade de vida, entre outras. 

A dica é se concentrar em encontrar uma solução relevante para um público em especial e desenvolver a sua ideia. Observe no mercado as brechas que ele apresenta. É nelas que você precisa atuar.

4. Mercado de pets

Cães, gatos e outros animais são hoje verdadeiros membros das famílias das pessoas. Quem não conhece alguém que trata seu animal de estimação como se fosse um filho? 

É por isso que cada vez mais, surgem soluções que oferecem a esses pets uma condição diferenciada.

veterinário cuidando de cachorro
A saúde dos pets tem ganhado cada vez mais cuidados.

Você sabia que o Brasil é o 2º país do mundo em faturamento no mercado pet? A informação é da Associação Brasileira da Indústria de Produtos para Animais de Estimação (Abinpet).

Foram R$ 20,3 bilhões arrecadados pelo setor somente em 2018. Isso mostra que investir em soluções para os animais de estimação é outra boa opção para empreender sozinho. 

Existem inúmeras oportunidades nesse segmento. Tais como produtos voltados para a alimentação (venda de rações e biscoitos próprios), produtos de higiene e beleza, além de serviços de adestramento e hotéis, entre outros.

Esse mercado oferece espaço também para quem pretende trabalhar sem sair de casa.

Criando uma estrutura adequada para bem atender os bichinhos, você pode ganhar muito dinheiro com isso.

5. Negócio de cosméticos

A indústria da beleza também merece destaque. O ramo dos cuidados masculinos teve alguns dos números mais significativos nos últimos anos.

Isso tem a ver com a mudança na forma como os homens têm pensado na parte estética. Se antes a indústria de cosméticos era restrita ao público feminino, hoje já vemos uma forte presença no mercado de salões de beleza especializados na beleza masculina.

Essa certamente é uma lacuna de mercado que pode abrir espaço para o surgimento de empreendimentos de sucesso nos próximos anos.

A grande tendência do momento são negócios que valorizam o estilo do homem, como salões de beleza que trabalham com cortes diferenciados.

Você pode aderir ao tradicional salão de beleza, mas apostando nesse segmento de mercado para cortes masculinos.

Outra opção que deve ser destacada é investir na venda de produtos específicos para homens. Com uma loja virtual, você pode usar um espaço na sua casa como estoque e, assim que receber os pedidos, enviar a mercadoria pelo correio.

6. Criação de infoprodutos

Se você tem algum conhecimento que julga ser interessante compartilhar com as pessoas, então pode usar a internet para transformá-lo em negócio. 

Hoje, já existem várias possibilidades para pessoas que escrevem bem, dominam ferramentas de edição de imagem e até para quem dá aulas.

Você pode criar cursos inteiros e disponibilizá-los em plataformas digitais sem precisar sair de casa. É o caso da Udemy, uma grande plataforma de ensino a distância que abre espaço para quem deseja compartilhar seus conhecimentos.

Se você é um bom escritor, pode também desenvolver ebooks para venda e assim começar a lucrar. Seja comercializando seus próprios materiais, seja por meio de parcerias com empresas como a Amazon.

Infoprodutos digitais tendem a ser a grande fonte de informações das pessoas nos próximos anos. 

Ainda que isso não represente o fim da comercialização de produtos como livros físicos, a quantidade de pessoas conectadas mostra que trabalhar com a tecnologia é algo que pode render grandes lucros no futuro próximo.

Vale a pena empreender no home office?

Empreender sem sair de casa já é uma realidade para muitas pessoas. Se você quer fazer parte desse mercado, considere as sugestões apresentadas neste artigo e comece a se preparar. 

Com muito trabalho e decisões acertadas, a tendência é que você cresça cada dia mais.

A oportunidade pode ser interessante, inclusive, para quando você deseja investir, mas não tem tanto dinheiro.

Afinal, para abrir uma loja física, é preciso investimento maior do que começar a atuar dentro de casa. 

Com uma empresa home office, seu custo será menor. Especialmente pela inexistência do aluguel comercial e um grande número de funcionários.

Jovem ao trabalhar de home office
Para trabalhar no home office, não costuma ser preciso muito além de um bom computador. Claro, dependendo da atividade.

Mas antes de trabalhar em casa, também vale a pena ter a certeza de que você está preparado para investir no home office. Isso já que é preciso contar com algumas características básicas.

Por exemplo: trabalhar em casa requer disciplina para evitar procrastinar. Sem contar que também exige organização, um horário de trabalho e que sua família entenda a importância do negócio. Assim, ela vai te deixar trabalhar sem interrupções.

Gostou de saber como você pode empreender sozinho? Então, compartilhe as dicas nas suas redes sociais para que outras pessoas também tenham acesso a essas informações!

Até porque, empreender sozinho pode ser uma boa, inclusive, para momentos de crise. Alguns setores se destacam nesses casos, pois sua demanda não cai. Outros até veem sua demanda crescer neste período.

Quer saber mais sobre o assunto? Acesse o texto: Abrir franquia na crise: em quais setores investir? Opções de negócio.

Autor: Karen Costa (Editora Encontre Sua Franquia)
7 de Maio de 2020

Ficou interessado em alguma franquia?

Preencha o formulário e fale com um consultor das nossas marcas.

Matérias relacionadas: