fbpx
  • Compre sua Franquia:

    (31) 3654-5664

  • E-mail de Contato:

    franquia@encontresuafranquia.com.br

Encontre sua Franquia

COF franquia: o que é e quais as informações que ela deve ter


Está pensando em adquirir uma franquia? Então você vai precisar pesquisar bastante sobre o negócio, para ter a certeza de que ele é seguro. E essa sua pesquisa deverá começar por meio da COF da franquia.

A COF é a Circular de Oferta de Franquia de uma marca. É um documento obrigatório, que deve ser entregue ao interessado na franquia, pelo menos, 10 dias antes da assinatura do contrato.

O momento em que a empresa disponibiliza a COF é variado. Algumas empresas entregam o documento assim que o usuário demonstra interesse na franquia.

Já outras só disponibilizam o documento após conversar primeiro com o candidato e ter a certeza de que ele possui o perfil esperado.

Então, você precisará entender o modo de trabalho da franqueadora. Mas, independentemente de qualquer coisa, você deverá ter 10 dias de acesso à COF antes de assinar qualquer contrato.

Esse prazo é definido pela Lei de Franquias. Se assinar o contrato antes desse período, se tornando um franqueado da marca, o contrato pode perder a validade.

Por isso, tenha a certeza de que a franqueadora respeita esse prazo. Caso contrário, pode ser um sinal de que a empresa não é idônea. Afinal, se ela não cumpre uma simples regra, pode não cumprir o acordo com seus franqueados.

Com isso destacado, é hora de falarmos sobre a importância da COF da franquia e todas as informações que esse documento deve possuir. Continue lendo!

Entenda a importância da COF da franquia

Como citamos antes, a COF é o documento que apresenta tudo sobre a franquia ao franqueado. É importante porque nesse documento estão listadas as regras da relação entre franqueado e franqueadora, os modos de trabalho do negócio e mais.

A COF é o documento que dá segurança a ambas as partes da parceria. No caso do franqueado, ele pode conhecer a empresa com a qual vai abrir uma unidade, e saber seus direitos e deveres.

Enquanto isso, para a franqueadora, a COF oferece a segurança de que ela está, realmente, apresentando tudo o que precisa sobre o negócio.

Assim, se o franqueado se negar a seguir os padrões da empresa, por exemplo, a franqueadora tem como se resguardar. Afinal, essa é uma regra básica dentro de uma franquia, e o empreendedor terá sabido dela na COF.

A COF serve, inclusive, como um comprovante dos termos em caso de contestação judicial por qualquer uma das partes.

Por isso é tão importante que ela seja apresentada no prazo e com todas as informações necessárias sobre a franquia.

Também é essencial que o empreendedor, candidato a franqueado, leia todo o documento com atenção. Principalmente, que compreenda todos os termos.

Se necessário, você pode até procurar o auxílio de um advogado. Seus direitos e deveres devem ser bem entendidos, para que depois não haja problemas na sua unidade.

Aliás, isso vai evitar conflitos posteriores com a franqueadora. Algo muito importante para que você conte com o suporte adequado e desenvolva sua unidade corretamente.

Antes de continuarmos, é importante destacar que a COF é sim importante, mas não é a única questão que você deve ter atenção na hora de abrir uma franquia. Então, selecionamos um ebook completo sobre esse tipo de negócio. Clique no banner abaixo e acesse.

Tudo que você precisa saber antes de abrir uma franquia

O que deve conter na COF da franquia?

Agora que você já sabe porque a COF da franquia é importante, deve estar se perguntando sobre o que deve constar no documento. 

Basicamente, o que aparece na COF é o máximo de informações possíveis sobre a franquia e a empresa franqueadora. Tudo que vai guiar o franqueado na sua relação com a marca e para o desenvolvimento da sua unidade.

Abaixo, nós falamos sobre cada um dos tópicos do documento, apontados como obrigatórios pela Lei de Franquias.

Histórico resumido da franquia

Na COF da franquia, é necessário que a marca apresente um breve histórico do negócio. Como e quando a empresa surgiu, o que ela fez até hoje e quantas unidades já abriu.

Esse tipo de informação é interessante para que você, candidato a franqueado, se sinta mais “confortável” com a marca. Sabendo “de onde ela veio”, você terá mais segurança para onde ela pode ir.

Organização societária

A COF também deve apresentar a organização societária do negócio, com o nome e lista de todas as empresas ligadas a ela.

Se a franquia fizer parte de uma holding, por exemplo, as informações da holding devem constar no documento. Como o nome, CNPJ e endereço comercial.

Esses dados vão te permitir, por exemplo, consultar a situação legal da empresa, suas pendências judiciais e mais. Sua pesquisa pode ser realizada nos órgãos responsáveis ou por meio da própria internet.

Pendências judiciais

Mesmo que você possa pesquisar as pendências da empresa por conta própria, a empresa também deve apresentá-las na COF.

Dessa forma, você saberá o que te espera ao abrir um negócio com a marca. Se ela possui pendências, quais as razões de cada uma? O que está registrado diminui a confiabilidade da marca? Pode te trazer problemas no futuro?

Na dúvida quanto a essa análise, você pode solicitar o auxílio de um advogado. Aliás, pedir que um advogado leia e avalie toda a COF pode te trazer mais segurança nas informações ali prestadas.

homem lendo cof da franquia e analisando informações no notebook ao mesmo tempo
É essencial compreender cada aspecto da COF, inclusive pesquisando mais sobre o assunto na internet.

Perfil ideal do franqueado 

Como já possui outras unidades da marca, a franqueadora sabe que tipo de empreendedor tem mais facilidade para investir no negócio. Assim, a rede define um perfil ideal, características básicas para que o candidato invista e tenha sucesso na empresa.

Geralmente, essas características servem apenas como uma base, não sendo limitantes. Ou seja, mesmo que você não atenda a todo o perfil ideal, pode ser aprovado como um franqueado da marca.

Até porque, muitas das características podem ser desenvolvidas pelo empreendedor ao longo do tempo. Como as habilidades de gestão financeiras e de pessoas.

A dica é verificar o perfil ideal, mas não se deixar abater por ele. Caso você realmente tenha interesse na franquia, poderá manter suas negociações normalmente. Quem sabe a marca não concorda que suas características serão suficientes?

De qualquer forma, não minta para a franqueadora. Não diga que você tem uma habilidade que não possui. Ações assim podem estremecer a relação com a empresa e até dificultar seu trabalho.

Isso porque, se a franqueadora achar que você tem determinada habilidade, pode não te orientar sobre ela. Então, você vai perder um conhecimento de que realmente precisava.

Descrição geral do negócio

Outro tópico importantíssimo da COF da franquia é a descrição do negócio. Dos seus produtos e serviços, modo de trabalho, de atendimento ao usuário, objetivos da empresa e mais.

É interessante que você se sinta atraído por esse resumo, pois vai trabalhar com ele todos os dias. A padronização das franquias não permite mudanças no negócio.

Ou seja, se você se sentir incomodado ou pouco realizado com o que a franquia pretende oferecer, pode não ter sucesso na sua unidade.

Modelos de negócio da franquia

Na COF, também serão apresentados os modelos de negócio da franquia. Ou seja, os tipos de empresa que você pode abrir com aquela marca.

São três os modelos básicos disponíveis: o quiosque, loja física e home office. No home office, o franqueado trabalha de casa mesmo, sem precisar montar um ponto comercial. Há situações também em que ele visita o cliente, para a venda direta.

Também é comum que esses modelos sejam apresentados com variações pelas franquias. Por exemplo: uma mesma marca pode ter diversos modelos de loja física, com tamanhos diferentes e/ou instalação em espaços variados. Como em postos de gasolina, loja de rua, shoppings etc.

Valores de investimento

Para planejar sua vida financeira, é preciso conhecer, com detalhes, os investimentos necessários na franquia.

Dessa forma, a COF também apresenta cada valor associado a uma unidade. Desde a Taxa de Franquia e custos para montagem da empresa, até as taxas periódicas do negócio.

As taxas periódicas mais comuns são os royalties e o fundo do marketing. Sua cobrança ou não vai variar por marca.

Vale dizer que o mercado tem franquias com valores diversos. Algumas são franquias baratas, enquanto outras demandam um investimento mais alto. Pesquisar bastante vai garantir que você encontre uma franquia que caiba no seu bolso.

Suporte oferecido ao franqueado

Uma das principais vantagens de abrir uma franquia é que você vai contar com vários suportes da marca. Como treinamento, apoio de marketing, suporte comercial e outros.

Tudo isso torna mais fácil ter bons resultados com a franquia. Especialmente porque a franqueadora vai te dar um passo a passo e apoio de como agir para alcançar o sucesso.

Na COF, a lista desses suportes e explicações sobre cada um devem estar bem apresentadas. Assim, você poderá comparar o auxílio prestado com o de outras franqueadoras, e escolher a marca mais atuante.

Essas são as principais informações que a COF da franquia deve apresentar ao candidato a franqueado. Mas não são as únicas.

Ainda há aspectos importantes deste documento que discutimos em um texto mais completo. Acompanhe: Saiba tudo sobre a Circular de Oferta de Franquia (COF).

Para saber mais sobre a COF, você também pode acompanhar o vídeo que selecionamos sobre o auxílio. Veja abaixo!

Outra dica é saber mais sobre a Nova Lei de Franquias, para ter a certeza de que a franqueadora segue as regras. As normas passaram a valer no 2020, mas já precisam ser seguidas por todas as marcas.

A Nova Lei de Franquias especificou, por exemplo, regras sobre a tradução dos contratos e sublocação do ponto comercial.

Assim como sobre a transferência de contrato e relação sobre franqueado e franqueadora. Saiba tudo no texto: Nova Lei de Franquias: direitos adquiridos pelos franqueados.

Sair

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *