fbpx
  • Fale Conosco:

    (31) 3654-5664

  • E-mail:

    franquia@encontresuafranquia.com.br

Encontre sua Franquia

Aprenda como calcular o Capital de Giro da sua empresa


O capital de giro é uma segurança para que a maioria dos empreendedores consiga honrar os compromissos da empresa naqueles momentos em que ela não consegue saldo suficiente para quitá-los.

Toda empresa deve ter essa reserva. Porém, nem todos sabem como fazer essa conta. No post de hoje, algumas dicas para aprender como calcular o capital de giro.

Aprenda Como Calcular o Capital de Giro

Os empreendedores são pessoas que não desistem nunca. Principalmente os pequenos, pois eles são capazes de lutar até o fim para que seu sonho não afunde na lama.

No entanto, nem todos conseguem sucesso em manter o negócio ativo, pois, esquecem o ponto principal de qualquer empresa: O CAPITAL DE GIRO.

Confira:

Encontre sua Franquia: Franquias a partir de 7 mil reais. 

O capital de giro é a diferença entre o que você tem disponível no caixa, bancos, contas a receber em curto prazo, aplicações financeiras e o que você deve para fornecedores em curto prazo, contas a pagar e financiamentos bancários.

Isso significa que, se o que você tem disponível para uso imediato é maior do que você deve, terá dinheiro disponível para manter as contas em dia, mesmo que não consiga muitas vendas. Além de te dar opções de outros investimentos e até mesmo ampliação do empreendimento atual.

Para calcular o capital de giro é necessário, antes de qualquer coisa, fazer o Planejamento Financeiro da empresa.

#Para calcular o capital de giro é necessário ter o PRAZO MÉDIO DE RENOVAÇÃO DO ESTOQUE (PMRE) + PRAZO MÉDIO DE RECEBIMENTO DAS VENDAS (PMRV) – PRAZO MÉDIO DE PAGAMENTO (PMP).

Falando de uma forma simples, quanto menor o seu CICLO FINANCEIRO, menor será a necessidade de usar o CAPITAL DE GIRO.

Veja também:

Brasil e um país empreendedor, por que muitas pessoas não obtêm sucesso?

Quando uma empresa inicia seu ciclo de existência, ela será dividida em dois tipos de investimentos, sendo que: A aquisição de máquinas, móveis, imóveis, automóveis, ferramentas entre outros itens, serão considerados investimentos fixos.

Já o outro investimento será o capital de giro, que compõe uma reserva de recursos para ser utilizada ao longo do tempo, de acordo com as necessidades da empresa. Sendo composto pelo estoque, contas a receber, caixa e contas bancárias.

E é aí que necessitamos saber e compreender como calcular o ciclo financeiro, pois, será através de levantamentos simples que teremos as informações necessárias para saber o quanto nossa empresa produz, o quanto ela gasta, o quanto temos a receber e o saldo que irá sobrar para reserva.

Vamos então entender o que representa cada item que compõe a reserva necessária para que uma empresa tenha capital de giro disponível.

Estoque:

 

Sofre variações de investimentos ao longo do tempo. Sua formação e manutenção dependem das necessidades do mercado e suas mudanças podem ser em tipos de itens ou quantidade.

Em poucas palavras, quanto mais investimento forem efetuados no estoque de sua empresa, maiores serão os recursos financeiros para mantê-lo.

Contas a receber:

 

É resultante das vendas a prazo. Isso significa que o seu cliente levou o produto e fará o pagamento depois.

Sendo assim, quanto maior for o prazo que você deu aos clientes ou quanto maior for à quantidade de vendas a prazo, a sua empresa mais uma vez necessitará de mais recursos financeiros para sobreviver.

Caixa e Contas bancárias:

Aqui é onde estão localizados os recursos financeiros para utilização imediata da empresa. Dependendo do montante inicial e entradas e saídas, o saldo final poderá ser positivo ou negativo.

Com base nas informações acima, podemos compreender que as decisões de compras e vendas não podem ser tomadas sem que seja efetuada uma análise detalhada dos recursos disponíveis.

Vamos imaginar que uma decisão de compra seja efetuada em excesso: a empresa irá necessitar de muitos recursos financeiros, e se a decisão for de dar um prazo maior para pagamento, também irá necessitar de recursos financeiros disponíveis, pois, se umas das decisões anteriores forem tomadas sem que você tenha algum recurso financeiro disponível, a sua empresa terá que ir buscar recursos através de financiamentos bancários, fornecedores ou alguma outra fonte, gerando a necessidade de pagar altos juros para honrar com os compromissos.

Portanto, calcular o capital de giro de sua empresa, significa analisar o momento atual, o saldo positivo ou negativo dos recursos financeiros e os reflexos gerados pelas decisões em relação às compras, vendas e administração do caixa.

Para isso, o importante é sempre acompanhar de perto o que acontece no seu estoque, avaliar o prazo para recebimento das contas e nunca deixar o caixa/conta bancária negativa ou zerada.

Depois de todas estas dicas só falta você escolher o modelo de negócio no qual encaixe melhor no seu perfil. E só na Encontre Sua Franquia você tem 6 tipos de franquias em setores diferentes, são estes:

Quisto: Corretora de Seguros

Acquazero: Setor automotivo

Gemotion: Diversão e Entretenimento

Encontre sua Viagem: atuação como Agência de Viagens

Fórmula Pizzaria: Modelo no setor alimentício (pizzas)

Suav: Beleza e estética

Confira todas aqui.

Sair

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *