fbpx
  • Compre sua Franquia:

    (31) 3654-5664

  • E-mail de Contato:

    franquia@encontresuafranquia.com.br

Encontre sua Franquia

Como conseguir uma franquia de roupas bem-sucedida: passo a passo


Em todo o país, muitas pessoas pesquisam sobre como conseguir uma franquia de roupas para realizar o sonho de abrir um negócio próprio. Porém, é importante saber que é preciso estar preparado para desenvolver um empreendimento voltado para o setor de moda. 

O franchising caiu no gosto dos empresário brasileiros. Não à toa, desde 2015 o número de unidades abertas em todo o setor só aumenta. Muito desse movimento acontece devido ao seu formato de negócio, no qual o empreendedor tem acesso a uma gama de informações e auxílios para desenvolver a unidade franqueada.

Devido a esse sucesso, um dos empreendimentos mais procurados é o voltado para o segmento da moda. Porém, esse setor exige que alguns cuidados sejam tomados para que você não invista apenas por causa do dinheiro, uma das escolhas que podem ser prejudiciais para o negócio.

Para isso, preparamos o texto a seguir com o passo a passo para explicar como abrir uma franquia de roupas bem-sucedida. Acompanhe a leitura. 

Como conseguir uma franquia de roupas bem-sucedida?

Para saber como conseguir abrir uma franquia de roupas é preciso observar alguns pontos importantes. Assim, é possível ter uma ideia do momento ideal para escolher a marca ideal para o seu perfil.

Como não existe uma receita de bolo que aponte qual a melhor ou mais segura, é necessário que você consiga tomar essa decisão sozinho, mediante pesquisas e análises para comparar os modelos de negócio das redes.

Pesquise sobre o setor

O primeiro passo para saber como conseguir uma franquia de roupas é fazer uma pesquisa sobre o setor e quais as perspectivas para o futuro.

Ou seja, uma análise bem minuciosa para identificar os pontos de melhorias e, assim, começar a pesquisar pelas marcas que realmente possuem algum diferencial. 

A expectativa do setor de vestuário e acessórios é um dos melhores. Mesmo diante da pandemia, o segmento vem sofrendo poucos abalos com relação a vendas ou expansão.

Segundo um levantamento feito pela consultoria de Inteligência de Mercado (IEMI), houve uma queda de 9% na intenção de compra dos consumidores. 

Porém, a expectativa é que o mercado consiga se recuperar rapidamente, tornando esse momento um dos melhores para fazer um investimento na área. De acordo com a Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção (Abit), a expectativa era um crescimento de 2,3% no mercado. 

Além disso, os dados dos últimos anos da instituição já apresentava bons resultados. Para ter uma ideia, o segmento é o segundo maior empregador e gerador de empregos do Brasil. Também vale destacar que o País conta com uma das cinco maiores semanas de moda do mundo.   

Nesse momento, é também importante você saber se é o mercado é, realmente, o setor em que você pretende investir o seu dinheiro. Por mais que o segmento possa parecer muito promissor, entrar em um empreendimento apenas pela promessa de lucro pode ser um tiro no pé.

Assim, se não houver desejo de fazer o negócio acontecer e prazer pela área, as chances de você fechar as portas podem ser maiores do que outros franqueados. Por isso, busque sempre por aquele empreendimento que faça seus olhos brilharem e sonhar com grandes conquistas. 

Encontre a marca que mais se encaixa ao seu perfil

Após ter a certeza que esse é o empreendimento ideal para os seus sonhos e objetivos, a próxima etapa é fazer uma pesquisa para encontrar as marcas que melhor vão ajudar você nessa caminhada.

Nesse aspecto, é bom observar alguns pontos importantes. Mais uma vez, nem tudo que parece ser ideal é aconselhável. 

Ou seja, quando se trata de investimento é preciso considerar que nem sempre o mais barato ou mais atrativo é o projeto ideal para você. Em muitos casos, isso pode acabar gerando um prejuízo e acabar atrapalhando o seu sonho. Por isso, é muito importante que faça uma busca muito detalhada. 

Porém, para entender como conseguir uma franquia de roupas é preciso observar se você também possui o perfil ideal para trabalhar nesse segmento.

Lembre-se, falamos anteriormente que esse empreendimento deve fazer você sonhar e ter grandes perspectivas para o futuro. Assim, podemos dizer que o match ou combinação devem ser perfeitas.  

Entre as marcas que podem ser escolhidas para você que deseja abrir uma franquia de roupa, estão as voltadas para moda mais casual como Colcci; voltada para moda masculina como a Âncora; para moda feminina como Valisere; uma especialista em roupas infantis como a Lilica & Tigor ou mesmo a Mardelle, que é uma rede voltada para moda íntima. 

Inclusive, separamos o vídeo a seguir para mostrar um pouco mais sobre o modelo de negócios da Mardelle e como a marca pode ajudar você a mudar de vida.  

Qual o perfil ideal para conseguir uma franquia de roupas bem-sucedida?

Para abrir uma franquia de roupas, é necessário ficar atento a algumas características que são de suma importância para o desenvolvimento do empreendimento.

Dessa forma, podemos separar esse tópico em dois pontos. O primeiro voltado para o contato com o público e o segundo para as habilidades de gestão do empreendimento.

Primeiro, é necessário que você tenha aptidão para lidar com as pessoas e conhecimento para ajudá-las a resolver qualquer problema.

Além disso, caso opte por trabalhar em um mercado mais predominado por mulheres, é necessário ficar atento a mais alguns pontos. Afinal, elas são mais antenadas com preços e tendem a entender mais sobre moda. 

Ainda dentro dessa primeira característica, está a necessidade do empresário atuar na linha de frente da sua unidade. Dessa forma, você consegue demonstrar para seus colaboradores as maneiras corretas de como tratar seus clientes, mesmo que eles já tenham passado por treinamentos. Ou seja, ser um exemplo para eles. 

A segunda etapa é voltada para a sua capacidade de gerir e administrar um negócio. Para abrir uma franquia de loja, seja de roupa ou não, é preciso ter conhecimentos sobre gastos e investimentos.

Afinal, sem isso é impossível fazer o empreendimento decolar. Junto com essa percepção financeira, é preciso pensar em seus funcionários. 

Segundo um levantamento realizado pela Right Management em 2018, colaboradores que são motivados no local de trabalho podem chegar a ser 50% mais produtivos que o normal.

Baseado nisso, mantenha-os sempre motivados para que alcancem grandes resultados. A gestão de pessoas precisa está muito bem casada com a financeira. 

Estude a reputação da franqueada

Com todas essas etapas cumpridas, estamos perto de finalizar a parte de pesquisas. Podemos dizer que essa é a última, os próximos passos dizem respeito colocar a mão na massa e estudar o empreendimento.

Estudar a reputação de uma franquia de roupas é muito simples. Após fazer a lista com as melhores marcas que encontrou para o seu perfil, é hora de conhecer como o público e outros franqueados enxergam a empresa. 

Esse pode ser o primeiro exemplo prático do “barato que sai caro”. Caso escolha uma franqueadora que não possui uma boa avaliação com o público, você inicia a sua loja precisando reverter uma imagem que já está desgastada. Outro detalhe importante é relacionada com os franqueados. 

Caso encontre franqueados da mesma marca que não estão satisfeitos e possuem diferentes reclamações, é importante descartar essa franquia como uma das opções. Afinal, mesmo que tenha uma boa colocação no mercado, o sistema de franchising funciona como uma via de mão dupla. 

Ou seja, é obrigação da franqueadora ensinar seus processos e auxiliar o franqueado de sucesso no desenvolvimento da sua unidade. Caso isso não ocorra, se prepare para enfrentar desafios que não irão justificar o investimento necessário para desenvolver o seu negócio. 

Toda essa pesquisa pode ser feita por sites de buscas ou rede sociais. Fique atento a como o público interage com a empresa. Um dica importante é olhar também no site “Reclame Aqui”. 

Nesse portal você encontrará análises de clientes e franqueados sobre a marca. Por fim, caso queira conversar com mais franqueados, é preciso receber a Circular de Oferta de Franquia (COF).

Falaremos sobre esse documento mais a frente, pois para recebe-lo é preciso passar por uma entrevista.  

Inicie a conversa com a marca

Após passar por todo esse processo de pesquisa, chegou finalmente a hora de iniciar as negociações para conseguir uma franquia de roupas que se encaixe com seus planos e sonhos. Com a lista de todas as marcas que passaram no seu teste, entre em contato com a franqueadora. 

Essa aproximação é feita por meio dos sites das empresas. Para isso, existe um formulário que precisa ser preenchido e enviado. Não se preocupe, tudo é feito diretamente na página da própria franqueadora, sem a necessidade de download ou algo parecido. 

Dessa forma, a franqueadora entrará em contato com você para conhecer o seu perfil e ver se ele se encaixa com o que a rede entende ser o ideal para empreender na marca. Lembre-se, até chegar nesse ponto você conhece a empresa e todos os pontos que fizeram dela uma boa opção. 

Assim, nada mais justo do que a franqueadora também passar por esse procedimento e conhecer um pouco as suas ambições, sonhos, o motivo que está querendo abrir o negócio, o por que está escolhendo a marca etc.

Com esses dados, a marca pode aprovar ou não o seu perfil. Caso seja selecionado, é hora de discutir as suas condições financeiras para entrar no investimento. 

Nesse ponto, a franqueadora irá apresentar os seus modelos de negócios e condições de pagamento para que consiga tirar o projeto do papel. Junto com essa etapa, será enviado a COF, que citamos no tópico anterior. 

Analise a Circular de Oferta de Franquia (COF)

A Circular de Oferta de Franquia (COF) é um documento responsável por conter as informações mais importantes para o futuro franqueado. Ou seja, ali você irá encontrar o histórico da marca, as pendências judiciais, valores de investimento, regras de concorrência etc. 

Um dos pontos que vai ajudar você a decidir se quer seguir ou não com essa franquia de roupas, é ter a possibilidade de conversar com outros franqueados. Existe uma sessão na COF que conta com as informações básicas de todos os atuais e ex franqueados dos últimos dois anos.

Com isso em mãos, aproveite para fazer uma visita na unidade mais próxima de você, ligue e converse com os outros empreendedores, tente arrancar coisas importantes para a sua tomada de decisão.

Não seja tímido, afinal, é o seu dinheiro que está em jogo e é preciso se cercar de todos os lados de que é algo positivo para você. 

Tenha calma para fazer esse levantamento. De acordo com a Lei de Franquias, esse documento só pode ser assinado após 10 dias do seu recebimento, justamente para evitar algum tipo de pressão por parte da franquia para que o negócio saia do papel o quanto antes. 

Dessa forma, caso tenha qualquer dúvida sobre os pontos apresentados na COF, converse com o seu advogado para conseguir esclarecê-los. Lembrando que caso seja assinado antes do prazo imposto pela norma, o contrato perde a validade e o investimento precisa ser suspenso. 

Por fim, outro ponto que é importante ficar atento na hora de iniciar a sua franquia, são as taxas praticadas pela franqueadora. Existem duas que podem ser pagas de uma vez e outras duas que são valores mensais. 

Taxa de Franquia

A taxa de franquia é o primeiro valor que você precisa quitar para tirar tornar o seu projeto em realidade. Essa quantia é importante para permitir que você tenha acesso a todo o know-how e expertise da marca, além de poder utilizá-la comercialmente. Ainda faz parte dos benefícios os treinamentos e suportes oferecidos. 

Apesar desse valor precisar ser pago no ato de assinatura do contrato, etapa seguinte após a COF, algumas empresas permitem que ele seja parcelado em até 12x. Isso acaba tornando um atrativo a mais para os futuros franqueados. 

Capital de Giro

O capital de giro é a quantia de dinheiro necessária para manter o seu empreendimento caminhando com as próprias pernas. Ou seja, nos primeiros meses, provavelmente você não terá ganhos os suficiente para quitar todas as despesas.

Afinal, é necessário ganhar espaço no mercado local ainda, por mais conhecida e bem vista que a marca seja pelo público. 

Assim, com esse valor em mãos, o empreendedor consegue manter a sua unidade por um período. As empresas costumam exigir apenas um mês de capital de giro. Porém, caso queira algo mais seguro, o aconselhável é ter uma reserva equivalente a seis meses aproximadamente. 

Por fim, uma dica extra é: sempre alimente o capital de giro, mesmo após a sua unidade conseguir andar sozinha. Essa quantia será primordial para ajudar você a enfrentar possíveis eventualidades, recessões, despesas inesperadas etc. 

Taxa de Royalties e Propaganda

As taxas que vamos apresentar agora são referentes aos valores mensais que são cobrados para que você continue o seu negócio.

Esses pagamentos são separados em duas modalidades, sendo o royalties responsável por manter os benefícios que você adquiriu ao quitar a taxa de franquia. 

Porém, é preciso ficar atento. Mesmo que escolha pagar a taxa de franquia parcelado, os royalties são cobrados já no primeiro mês. Enquanto isso, a de propaganda ou publicidade é responsável por ajudar a marca a criar uma reserva voltada para as campanhas de marketing e divulgação de seus produtos. 

Lembrando que essa divulgação nunca será para apenas um franqueado mas, sim, para toda a rede de franquias de roupa.

Por fim, ambas as cobranças podem ser feitas em dois formatos: o primeiro é com base na porcentagem do seu faturamento bruto. Em contrapartida, existe as marcas que fazem a cobrança com um valor fixado em contrato. 

Comece sua operação

Após passar por todo esse processo, é hora de finalmente assinar o seu contrato e iniciar as operações para conseguir uma franquia de roupas que vale a pena. Antes de encerrar o passo a passo, fique atento ao local que escolheu para abrir a sua loja. 

Ou seja, observe a estrutura, localidade, se precisará de reforma, se o público tem uma boa visão da loja na rua e, principalmente, o valor do aluguel.

O aconselhável é que essa quantia não ultrapasse os 11% do seu faturamento bruto. Assim, você não acaba comprometendo o seus ganhos a ponto de gerar dificuldades financeiras. 

Para abrir a sua franquia podem ser escolhidos diversos pontos de venda como para shoppings, quiosques, contêineres e as tradicionais lojas próprias de bairro. Fique atento para que esses gastos extras não sejam um empecilho para você começar suas operações. 

Separamos um infográfico a seguir com todos os passos para que você continue a jornada e conheça cada uma das etapas que vem após a assinatura do contrato. Confira. 

Infográfico passo a passo para adquirir uma franquia

Quais as vantagens de abrir uma franquia de moda?

As redes de franquias são modelos de negócio semi-independente. Ou seja, você tem a liberdade para gerir a sua unidades, desde que siga alguns requisitos impostos pela franqueadora. Esse é um dos fatores que fazem do sistema de franchising um dos mais seguros do Brasil. 

De acordo com o Sistema Brasileiro de Apoio às Micros e Pequenas Empresas, apenas 5% das unidades fecham as portas antes de completar dois anos.

Enquanto isso, os empreendimento abertos do zero, somam 23% no mesmo período. Se a margem for alongada para 10 anos, a diferença é ainda maior. 

Além disso, o mercado da moda tem uma características mais atrativas para investir em uma franquia. Esse é um setor que está em constante mudança e possui uma alta volatilidade, afinal, suas coleções são moldadas pelas estações do anos. Sem contar que a rotatividade de clientes é algo que dificilmente será visto em outro segmento. 

Dificilmente encontramos perfis de pessoas que compram apenas em uma loja de roupa, geralmente são em várias e em diferentes momentos.

Por causa disso, em 2019 o segmento de moda e vestuário, segundo a Associação Brasileira de Franchising (ABF), faturou 5,7% a mais do que em 2018, se tornando o quinto ano seguido de crescimento. 

Como vimos, o importante na hora de escolher uma franquia de roupas não é apenas pensar na possibilidade de retorno financeiro. É preciso considerar a sua vontade e desejo de trabalhar com um empreendimento como esse. 

Gostou do nosso conteúdo sobre como conseguir uma franquia de roupas de forma segura e prática? Continue a leitura em nosso blog para aprender mais sobre esse mercado. Confira o post “Franquia de moda íntima: opções para investir

Sair

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *