fbpx
  • Compre sua Franquia:

    (31) 3654-5664

  • E-mail de Contato:

    franquia@encontresuafranquia.com.br

Conheça todos os detalhes envolvidos nos custos de franquia


Uma das principais preocupações de quem quer investir em franquias é o gasto que o investimento pode ter. É sobre os custos de uma franquia  que vamos falar neste texto. Acompanhe!

Quando se pensa em investir em algo a primeira questão que vem a cabeça é: “quanto vou precisar gastar”, essa é uma preocupação natural de qualquer investidor.

É muito importante ter a consciência de que investimento é um processo que demanda sim capital financeiro e de giro, até que o negócio possa se sustentar com o próprio desenvolvimento.

Seja qual for a opção, franquia ou empreendimento convencional, todas possuem riscos e demandam custos.

O ponto positivo, de acordo com estudos feitos pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), uma empresa franqueada tem o grau de mortalidade muito menor do que os empreendimentos comuns.

Por essa razão, é importante que o candidato a franqueado analise cuidadosamente a parte financeira antes de iniciar um negócio no franchising.

Embora muitas redes divulguem apenas o valor de investimento inicial, é necessário se atentar aos principais custos envolvidos na aquisição e no dia a dia de uma franquia.

Avaliar com mais assertividade e ter a certeza de que é possível investir financeiramente no empreendimento, sem que atrapalhe a sua vida financeira nem a do seu negócio, é o caminho para o sucesso.

Avaliação do negócio por meio da COF

leitura de contrato
A leitura da COF é de extrema importância antes mesmo da abertura da franquia

A partir do momento que há o interesse em adquirir uma franquia, o candidato recebe da franqueadora um documento denominado Circular de Oferta de Franquia (COF).

A COF é um documento que traz todas as informações necessárias para o empresário conhecer o negócio que está prestes a abrir. É possível verificar dados como os custos, as regras e as características do modelo escolhido e etapas de implantação entre outros.

Esta circular tem um prazo mínimo de 10 dias para ser analisada. Ela deve ser lida e compreendida pelo requerente.

Inclusive, uma das recomendações é que o candidato recorra ao auxílio de um advogado para esclarecer possíveis dúvidas sobre as informações contidas na Circular de Oferta de Franquia.

Para entender mais detalhadamente sobre a COF e sua importância para o desenvolvimento do negócio, veja o vídeo a seguir!

Quais as taxas envolvidas na aquisição da franquia?

O primeiro passo para se tornar um empreendedor é conhecer sua capacidade financeira para realizar o investimento sem que prejudique suas economias pessoais,. Isso evita o risco de reduzir a qualidade de vida dos cônjuges e familiares que dependem do empresário.

Após identificar o capital disponível para entrar no negócio, é necessário analisar bem quais serão os custos da franquia interessada, como vimos anteriormente no texto. Porém, agora vamos mostrar quais são as taxas mais comuns encontradas nesse tipo de empreendimento.

Taxa de franquia

A taxa de franquia é um dos principais valores pago pelo franqueado e, geralmente, representa uma boa parte do investimento total do negócio.

Este pagamento costuma ser feito à partir da assinatura do contrato e representa a entrada oficial do franqueado na rede.

O valor pago pela taxa de franquia, corresponde a remuneração que a empresa deve receber para ceder o uso de sua marca para o franqueado e assim, transmitir todo o seu conhecimento de mercado.

Isso inclui o auxílio em todo o processo de abertura da unidade, além da capacitar o franqueado e sua equipe antes e durante a validade do contrato.

A taxa de franquia pode variar de acordo com o modelo do negócio (loja física, quiosque ou home-office, por exemplo) e até segundo a média de habitantes da cidade que receberá a franquia.

Taxa de propaganda

custos de uma franquia propaganda
A taxa de propaganda é suporte importante para divulgação das marcas

Cobrada por muitas redes de franquias, a taxa de propaganda é uma despesa relacionada à divulgação da rede.

Por meio desse pagamento, que normalmente é feito todos os meses, a rede constrói o seu fundo de propaganda e o utiliza para ações de publicidade e marketing.

Esse fundo é administrado pela franqueadora que pode investir em banners, flyers, propagandas de TV, anúncios nas mídias sociais e outros tipos de campanhas para divulgar a marca e atrair consumidores para suas franquias.

Algumas franqueadoras estabelecem um valor fixo e algumas preferem receber um percentual sobre o faturamento bruto da unidade.

Qualquer tipo de divulgação que o franqueado queira fazer de forma independente, deve ser alinhado com a marca, para que o teor, identidade e objetivos das campanhas não sejam divergentes.

A identidade visual de uma empresa é primordial para o desenvolvimento e reconhecimento da marca. Caso elas sejam alteradas, todo o estudo feito para atrair o publico alvo, será em vão.

Royalties

Quando se fala em custos de uma franquia, os royalties são um dos primeiros itens a ser lembrados, mesmo por quem não conhece muito sobre o universo da franchising.

Os royalties costumam ser pagos mensalmente à franqueadora pelos direitos de uso da marca, venda de produtos e pelo suporte contínuo da marca. Diferente da taxa de franquia, que permite o inicio das atividades e é pago apenas uma vez.

O valor, assim como o fundo de publicidade, pode ser fixado ou de acordo com o percentual da receita bruta da unidade definido em contrato. A cobrança varia entre os modelos de negócio.

Capital de giro

O capital de giro é um dos valores mais importantes em qualquer negócio, e também está incluso nos custos de uma franquia, é claro.

Trata-se de um valor que deve ser reservado para manter as operações da empresa funcionando e podendo ser utilizado também para manter o estoque em dia.

Esse valor serve principalmente para servir como uma reserva de caixa caso aconteça algum imprevisto, comprar insumos necessários para o operação etc.

Algumas franquias determinam um valor específico de capital de giro e até o incluem no valor total do investimento inicial.

Mesmo quando não fazem isso, é muito importante que o empreendedor tenha um bom capital de giro para garantir o funcionamento da empresa, principalmente até que ela atinja o ponto de equilíbrio e comece a dar lucro.

O valor de capital de giro deve ser definido levando-se em consideração o prazo médio de retorno do investimento, o custo mensal do negócio e a produção da franquia.

Também é importante que o franqueado separe um valor para sua despesas pessoais enquanto a franquia não retorna o investimento.

Estoque inicial

estoque inicial
Ter o estoque inicial necessário para iniciar os negócios é fundamental

O valor do estoque inicial pode ou não estar incluso no investimento cobrado pela franquia. Porém eles devem estar especificados na COF de acordo com a nova Lei de Franquia.

Ele corresponde a quantia necessária para formar o primeiro estoque da unidade e garantir que ela tenha mercadorias o suficiente, até que um pedido de reposição possa ser feito.

Para que isso fique mais claro e o empreendedor já comece com uma boa visão da gestão do seu estoque, a franqueadora deve informar qual o custo corresponde ao estoque inicial e a sua duração média.

Abertura de CNPJ

Os processos administrativos relacionados à abertura da empresa também podem ou não estar inclusos no valor de investimento, e é imprescindível que o franqueado saiba disso.

A solicitação do Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica (CNPJ) é essencial para dar continuidade aos procedimentos de formalização para aquisição de franquia, treinamento e inauguração da unidade.

Taxa de instalação e reforma ou montagem de loja

Quem opta por uma franquia que exige um determinado ponto comercial também deve arcar com valores de reforma e instalação.

Vale lembrar que, além das taxas de reforma e reestruturação da unidade, é cobrada a taxa de aluguel ou compra do espaço no qual a franquia será alocada.

Também conhecida como taxa de instalação ou montagem de loja, esse custo é utilizado para remodelar o local escolhido de acordo com os parâmetros de identidade visual e processos determinados pela franqueadora.

Muitas redes já especificam um valor de taxa de instalação antes do fechamento do contrato, enquanto outras analisam as condições do imóvel para depois gerar um valor aproximado do que precisará ser gasto.

Treinamentos extra

Também é preciso considerar custos com treinamentos extra e outros tipos de capacitação do franqueado e de seus colaboradores. Todos os pontos devem estar presentes na proposta inicial, além de contemplar todos os beneficiados pelas atividades.

Muitas redes têm um pacote de treinamento de algumas horas, dias e também o modelo à distância disponibilizado pela franqueadora em plataforma on-line.

Em determinados casos quando o empreendedor sinta a necessidade de um treinamento mais amplo para os funcionários, por exemplo, é oferecido uma atividade mais específica ao franqueado.

A Acquazero é um exemplo de franquia que, por oferecer serviços bem diversos, disponibiliza o treinamento convencional presencial e em plataforma on-line.

Este treinamento é cobrado individualmente pois demanda maior tempo e disponibilidade do profissional que vai treinar a equipe.

Além dos custos com transporte, hospedagem e alimentação que devem ser pagos pelo franqueado.

Saiba mais sobre os cursos oferecidos pelo modelo e franquia Acquazero neste vídeo.

Custos operacionais

Agora que você sabe quais são os custos relativos a abertura da franquia é importante também lembrar quais serão os custos operacionais necessários.

Esses valores podem estar dentro daquele capital de giro que falamos acima, lembra? Mas de toda forma é bom reforçar que estão relacionados as despesas do dia a dia.

As despesas podem ser relativas ao aluguel, taxas de água, telefone e luz. Gastos com funcionários, como pagamento de salários e direitos. Tudo isso deve ser pensado na hora de iniciar um negócio.

O mais importante é saber que não é possível contar com os lucros do empreendimento antes mesmo que ele inicie o processo de ganhos. Por essas e outras é sempre bom reforçar a importância da disponibilidade financeira.

Prós e Contras de investir em uma franquia

Em qualquer empreendimento existem os pontos positivos e negativos vale a pena avaliar

Levando em consideração o fato de que muitas pessoas desejam se tornar empreendedoras e que o mercado oferece inúmeras opções, fica muito ampla a visão de empreendedorismo.

Compreender os prós e contras de uma franquia permite melhorar compreensão dos processos e pode reforçar seu poder de decisão na hora de adquirir a sua. Acompanhe.

Prós

Acompanhe abaixo algumas vantagens para se investir em um modelo de franquia e avalie bem as vantagens oferecidas.

Marca reconhecida

As franquias oferecem opções de negócios de marcas reconhecidas e que já tem uma autoridade no mercado. Quer dizer que você vai usufruir uma identidade já testada e aprovada pelos consumidores. 

Ter credibilidade é meio caminho andado para um empreendedor. O seu papel será de fortalecer essa marca e prestar da melhor forma o serviço que é representado por ela.

Suporte da franqueadora

Por se tratar de uma modelo de negócio com histórico e reconhecimento do público, existe um suporte que compartilha o know how da franqueadora. Esse acompanhamento permite que você siga um passo a passo para execução e desenvolvimento da sua empresa. 

Ter um apoio durante a permanência na franquia é fundamental, pois aumenta as chances de o empreendimento funcionar de forma satisfatória com o alcance de resultados desejado por todos, franqueado e franqueadora.

Treinamento para gestão

Dentro deste suporte existe um processo de treinamento inicial para orientar o franqueado a prestar o serviço de forma adequada e padronizada com os demais franqueados.

Além disso, esse treinamento é oferecido de forma on-line em plataformas disponibilizadas para os franqueados durante o período em que estiverem com a franquia.

Esse tipo de treinamento serve tanto para ensinar os procedimentos quanto para se manter atualizado perante os serviços oferecidas pela marca.

Orientação para desenvolvimento

A orientação é sem dúvida muito importante. Ter um apoio no desenvolvimento é uma forma de se manter atento quanto ao andamento das ações que devem ser efetuadas, a fim de buscar o resultado esperado. 

Enquanto franquia é possível que seja dado um suporte de orientação, se assim for necessário ao franqueado.

Suporte de marketing

O marketing dos negócios é essencial.  Principalmente as redes sociais que estão sempre atuantes nesse ambiente promissor que é a franchising.

É preciso usar e abusar das redes sociais, mas para isso as empresas precisam ter uma autoridade visual e uma identidade para o reconhecimento do cliente.

É nesse momento que o suporte da franqueadora entra, oferecendo plataformas de acesso com conteúdo virtual padronizado para personalização.

Esse suporte funciona muito bem para esse universo das mídias sociais. Fator vantajoso, já que se fosse necessária a contratação de um profissional para atuar nesse setor, seria muito mais oneroso ao franqueado.

A taxa de propaganda auxilia nessa etapa, com um valor considerado irrisório perante a contratação de uma pessoa especificamente para esse trabalho. Basta que o franqueado tenha acesso e saiba utilizar, é claro.

Conheça o departamento de marketing da franqueadora Encontre Sua Franquia.

Contras

Assim como todo e qualquer processo existem também pontos não tão positivos mas que não necessariamente influenciam de forma drástica a relação entre franqueador e franqueado. Veja quais são.

Limitação de ideias

Dentro de uma franquia não é possível realizar inovações independentes, isso quer dizer que toda e qualquer ideia inovadora deve ser estudada pela franqueadora.

A parte de desenvolvimento criativo é de responsabilidade só da franqueadora que fica por estudar a melhor forma de implantar novas oportunidades para toda a rede.

Restrição de fornecedores

Também é de responsabilidade da franqueadora a escolha dos fornecedores de serviços e produtos para a rede.

Sendo assim não é possível a compra de insumos, por exemplo, de outros fornecedores que não sejam os indicados.

Rigidez dos contratos

O objetivo dos contatos é justamente ter regras, para que essas normas sejam cumpridas existe uma rigidez nas cláusulas previstas, certo?

Nas franqueadoras isso não é diferente, não há flexibilidade para os contratos. Por isso é tão importante o estudo da COF, que vai indicar todas as informações necessárias antes mesmo de você adquirir uma franquia.

Posso pensar em um sócio para abrir uma franquia?

Se o seu desejo de empreender falar mais alto e você ainda não tiver capital suficiente para arcar com os custos de uma franquia é possível sim ter um sócio.

Sendo assim, você pode optar por um sócio investidor ou capitalista, a diferença basicamente entre eles vamos mostrar a seguir.

O sócio investidor é quem vai investir uma boa parte do valor necessário do negócio ou parte total sendo opcional ter ou não o controle da administração do mesmo.

Escolher um sócio investidor que esteja disponível para injetar capital é um ponto positivo. Muitas vezes ele apenas irá investir no negócio e não deseja intervir no processo de gestão, ficando apenas a cargo de receber os valores investidos.

Esse tipo de investimento é feito em negócios que tem alto poder de rentabilidade e que possam ser restabelecidos em prazo menor (3 a 5 anos).

Uma  outra opção pode ser um sócio capitalista. Ele busca investir em negócios que vão render em longo prazo, esse tipo de parceria, ao contrário da anterior, pode fazer parte da gestão administrativa da empresa.

Sua pretensão é resgatar os valores investidos, ao mesmo tempo em que recebe também os lucros obtidos com o negócio a longo prazo.

Avaliar os custos de um empreendimento antes mesmo de entrar de cabeça é muito importante. Não somente pela segurança financeira mas pela avaliação real do seu interesse.

Portanto, se você já decidiu em qual ramo vai entrar, estude invista também tempo além de dinheiro pois será muito bom para o desenvolvimento do seu potencial de empreendedor.

Gostou do nosso conteúdo? Quer saber mais sobre as franquias e como investir nesse ramo? Acesse gratuitamente o nosso ebook “Chegou a sua hora de empreender “.

Autor: Denise Melo
27 de março de 2018

Ficou interessado em alguma franquia?

Preencha o formulário e fale com um consultor das nossas marcas.

Matérias relacionadas: