fbpx
  • Fale Conosco:

    (31) 3654-5664

  • E-mail:

    franquia@encontresuafranquia.com.br

Encontre sua Franquia

Escolhendo o melhor tipo de franquia para você


Você deseja realizar o sonho de sua vida e começar a empreender. Como nunca se arriscou, acredita que o franchising é o modelo mais adequado, já que traz menos riscos. No entanto, uma dúvida ronda a sua mente: qual é o melhor tipo de franquia para mim?

Esse é um questionamento bastante comum e que faz todo sentido. Afinal, ninguém quer abrir um negócio para, no fim, desistir de tudo. E acredite: a maneira mais fácil de alcançar o sucesso é fazer o que se gosta.

Porém, também é preciso considerar outros aspectos, especialmente os pontos positivos e negativos de cada modelo. É por isso que criamos este artigo.

Aqui, vamos reunir as principais informações quando o assunto é franquia. Indicaremos quais são os tipos existentes e as dúvidas que aparecem no momento de escolher a marca com a qual fará negócio.

Dessa forma, você estará preparado para pôr as mãos na massa e alcançar o sucesso! Que tal? Então, acompanhe!

Entenda qual é o melhor tipo de franquia

O segmento de franchising é um dos mais indicados para quem está pensando em abrir seu primeiro negócio. Com menos riscos e um suporte mais eficiente e próximo, o franqueado tem muito mais segurança de que conseguirá ter um bom retorno do capital investido.

Esses dados são confirmados por pesquisas da Associação Brasileira de Franchising (ABF). Segundo o relatório de 2016, o desempenho do setor foi positivo, com faturamento que alcançou R$ 151,2 bilhões, uma alta de 8,3%. Para 2017, a projeção é de 7% a 9%.

O desempenho do segundo trimestre, conforme o relatório, indica que tudo vai muito bem. O resultado foi de R$ 37,565 bilhões, um crescimento de 6,8% em comparação com o mesmo período de 2016.

Considerando esses dados, é claro que você não quer ficar de fora, certo? Mas para seguir na onda e obter números expressivos na sua unidade, é necessário conferir os diferentes tipos de unidades franqueadas que são disponibilizados.

De modo geral, há dois formatos principais, que abrangem todos os segmentos:

Franquia industrial

Esse é um formato em que diferentes fabricantes colaboram entre si. Nesse caso, você, como franqueador, é dono do sistema de produção e concede os direitos e o know-how para outro produtor, que se torna seu representante na região onde atua.

O principal ponto positivo é que você consegue ampliar sua atuação rapidamente e sem precisar investir muito. Isso porque o responsável por fabricar uma parte dos produtos passa a ser o representante.

Por outro lado, esse modelo é mais adequado para empresas de grande porte, porque dificilmente você conseguirá se encaixar nesse formato — e desenvolvê-lo — sem ser conhecido. Portanto, não é recomendado adotar a franquia industrial em um primeiro momento.

Franquia comercial

Esse é o formato mais comum. Há duas categorias de franquias comerciais: de produtos e de serviços. A primeira é aquela que comercializa uma ou mais mercadorias produzidas pela franqueadora e que são distribuídas para as unidades.

A segunda é mais popular, porque abrange empresas que colocam os serviços fornecidos à disposição dos franqueados. No entanto, há um controle sobre o padrão adotado. Por isso, são oferecidos treinamentos sobre gestão, operações, manuseio de equipamentos e atendimento ao público.

A marca pode ajudar na escolha do ponto comercial para manter o padrão de qualidade. A vantagem desse tipo de franquia é que a estrutura para funcionamento é menor e o franqueado tem um apoio significativo da franqueadora — o que aumenta suas chances de sucesso.

A desvantagem desse modelo é que você não pode criar um produto ou sair do padrão da marca.

Dentro desses escopos, há diferentes segmentos de franquias com os quais você pode trabalhar. Veja quais são eles, com seus pontos positivos e negativos:

Franquia de alimentação saudável

O aumento da obesidade no mundo e a busca por mais qualidade de vida fortalecem esse tipo de franquia, que procura oferecer comidas gostosas e nutritivas.

A expectativa é de que o mercado de produtos saudáveis no Brasil cresça 4,41% até 2012, segundo estudo da agência de pesquisas Euromonitor Internacional, divulgado pelo Diário Catarinense.

No segmento de franchising, a alimentação também tem destaque, tendo alcançado um faturamento de R$ 9,988 bilhões no segundo trimestre de 2017, de acordo com o relatório da ABF.

Alguns modelos de franquias de alimentação saudável são a DNA Natural — que oferece sucos naturais e terapêuticos, wraps, grelhados, saladas etc. — e a Empório do Mel — que vende produtos naturais, especialmente aqueles que contêm o produto das abelhas em sua formulação, como cachaça com mel, chá de gojiberry e de cranberry, geleia real e por aí vai.

A vantagem desse tipo de franquia é que está em alta e há um público fiel, que compra com frequência. O desafio é se destacar diante de tantas lojas de produtos naturais. Além disso, é mais indicado abrir esse estabelecimento em regiões urbanas, porque há uma tendência maior de opção por esse modelo de alimentação.

Franquias de prestação de serviços

Essas unidades têm como objetivo facilitar a vida dos clientes por meio da execução de serviços de reparos domiciliares, pequenas reformas, limpeza de casas, empresas, veículos e estética, jardinagem, entre outros.

Esse é um modelo que cresce rapidamente e requer um investimento baixo — essa é a principal vantagem. Um exemplo é a Dona Resolve, que trabalha com limpezas comerciais e residenciais e que foca a eficiência, rapidez e excelência nos serviços prestados.

Outro modelo é a Rede Cartório Fácil, que presta mais de 200 serviços com a finalidade de facilitar a entrega e o acesso a documentos de cartórios, registros públicos e outras entidades. O resultado para o cliente é a redução de custo, burocracia e tempo.

O ponto negativo dessas franquias é que elas nem sempre são conhecidas. Então, é preciso investir no marketing local para ter um retorno mais expressivo.

Franquias de delivery

Esse modelo foi criado para atender a demanda das pessoas por rapidez e agilidade, já que perder muito tempo com refeições nem sempre é o que se deseja.

O benefício desse segmento é haver espaço para crescimento, apesar de já existirem grandes marcas no setor, como China in Box, Brasileirinho e China House. O potencial de faturamento também é positivo, tanto que a Brasileirinho, que surgiu em 2013, já atingiu um faturamento de R$ 40 milhões em 2016, conforme a revista Pequenas Empresas & Grandes Negócios.

Por sua vez, os desafios também existem. Você precisa ter uma equipe bem estruturada para fazer as entregas com rapidez e qualidade. Os motoboys precisam ser comprometidos e fazer o serviço da melhor forma possível.

As possíveis reclamações de clientes (devido à demora, comida fria, pedido errado etc.) também podem ser maiores que em outro tipo de franquia. Portanto, a excelência sempre deve ser a meta.

Franquias de beleza

O segmento de saúde, beleza e bem-estar já alcançou um faturamento de R$ 7,048 bilhões no segundo trimestre de 2017, conforme a ABF. Esse setor é sempre um dos que mais cresce, inclusive em períodos de crise.

Nesse tipo de franquia, podem ser vendidos produtos ou prestados serviços, como manicure, pedicure, cabeleireiro, drenagem linfática, depilação e tratamentos de pele. A grande variedade é, portanto, uma vantagem.

Outro benefício é que podem ser feitos diferentes níveis de investimento, desde os mais baixos até os mais altos. Por exemplo: a Cia das Unhas foca os serviços de manicure e pedicure padronizados e personalizados, que não exigem agendamento. O capital inicial varia entre R$ 35 mil e R$ 50 mil.

Já a Curves é uma academia específica para mulheres que elabora circuitos de 30 minutos para facilitar a vida e trazer mais rapidez aos exercícios. A marca exige um investimento que varia de R$ 155 mil a R$ 216,8 mil.

A dificuldade, nesse caso, é que você precisa conhecer o setor para prestar um serviço de qualidade.

Microfranquias

O formato micro segue o mesmo padrão do franchising, mas o investimento inicial é menor. Encaixa-se nesse segmento qualquer negócio que exija um valor menor que R$ 80 mil como investimento inicial.

As vantagens são o baixo custo e a operação simplificada. Além disso, o trabalho, muitas vezes, pode ser realizado na modalidade home office.

É o caso da Quisto Corretora de Seguros, que exige um investimento de R$ 9,99 mil e tem potencial de retorno alto por trabalhar em parceria com grandes seguradoras do mercado, como Allianz e SulAmérica.

Outro exemplo é a Encontre Sua Viagem, uma agência online que exige baixo investimento (entre R$ 3 mil e R$ 47 mil), oferece risco financeiro pequeno e funciona a qualquer horário do dia (modalidade 24×7).

A dificuldade das microfranquias é que as marcas nem sempre são muito conhecidas. Então, é preciso empregar esforços para chamar a atenção do público-alvo. Outra questão relevante é que, na modalidade home office, você precisa ter disciplina. Caso contrário, poderá postergar o trabalho e ter prejuízos no fim do mês.

Franquia shop in shop

Nesse modelo, você divide o espaço de um ponto comercial com uma franquia de outro segmento. Em outras palavras, você começa o seu negócio dentro de uma loja que já funciona.

A vantagem desse modelo é que você consegue alavancar o seu negócio mais rapidamente e pode ampliar sua fonte de renda. No entanto, é preciso cuidar para que a sua unidade não fique escondida em meio à franquia principal, o que pode prejudicar suas vendas.

Outra questão relevante é verificar se a marca com a qual vai trabalhar autoriza esse modelo. Lembre-se de que todas as ações devem ser primeiramente permitidas pela franqueadora.

5 principais dúvidas ao escolher uma franquia (e suas respostas!)

A escolha da franquia passa pelos tipos existentes, como já vimos. No entanto, existem questionamentos bastante recorrentes e que você deve conhecer as respostas para ter mais certeza de que está seguindo pelo caminho certo.

Confira as principais dúvidas e a explicação delas:

1. É preciso pagar royalties ao abrir uma franquia?

Essa é uma prática bastante comum, porque os royalties são a fonte de remuneração principal das marcas. No entanto, em alguns casos, a cobrança inexiste.

Geralmente, a taxa de royalties incide sobre um percentual do faturamento bruto da unidade. O valor é cobrado mensalmente. Assim, se o royalty ficar estabelecido em 5% e você faturar R$ 50 mil no mês, terá de pagar R$ 2,5 mil.

Outro modelo de cobrança é o que implica valor fixo, que independe do faturamento ou do resultado. Perceba que essas especificações devem estar detalhadas na Circular de Oferta de Franquia (COF), que você recebe antes de assinar o contrato com a marca.

2. Quais produtos e/ou serviços mais se ajustam ao meu perfil?

A escolha da franquia deve ir além da simples análise de resultados, ou seja, se a marca é bem-sucedida perante o público. Verifique se a franqueadora está adequada ao seu estilo de vida, pensamento, planejamento e modo de comercialização de produtos e serviços.

O principal é escolher um setor com o qual se identifique e deseje trabalhar. Esse é o principal propulsor, que vai levá-lo ao sucesso.

3. Qual é o custo total da compra da franquia?

O custo inicial é referente à taxa de franquia, que é paga pelo direito de uso da marca, formatação, identidade visual, know-how e treinamento. Outras despesas que incidem em um primeiro momento são aquelas relativas a:

  • locação de imóvel;
  • treinamento de colaboradores;
  • sistemas para a comunicação interna;
  • capital de giro — montante reservado para garantir o funcionamento da empresa.

Na COF, devem estar detalhados os valores iniciais necessários, a projeção de resultados para a unidade, a lucratividade inicial do projeto e o retorno sobre o investimento para os primeiros anos.

4. Qual será o suporte recebido ao abrir uma unidade?

Esse é um dos aspectos que diminuem o risco do franqueado. Por isso, é importante questionar a marca antes de assinar o contrato para ver o nível de suporte que será oferecido.

Essa informação também deve estar descrita na COF. De modo geral, o franqueador deve fornecer o treinamento inicial e se dispor a ajudar em outras questões, inclusive na gestão, mesmo que essa seja uma responsabilidade do franqueado.

5. Qual o melhor local para instalar a franquia?

A localização pode ser um ponto fundamental para o sucesso da franquia. A escolha do local ideal depende de um estudo de potencial econômico, que é feito pela marca. No entanto, nem todas oferecem esse serviço.

Por isso, é importante se informar primeiro, porque o auxílio da franqueadora pode aumentar as suas chances de sucesso, já que é analisada a aceitação do produto pelo público-alvo considerando suas preferências.

Além disso, a região estará na chamada área de proteção do franqueado, o que significa que outras unidades da mesma marca não devem se instalar na mesma localidade para evitar a disputa de clientes.

Assim, fica evidente que a escolha da franquia mais adequada depende de diferentes fatores. No entanto, o principal é o que você deseja, porque é o seu empenho e dedicação que vão fazer a diferença.

E agora que você já conhece os tipos de franquias existentes, que tal escolher o seu? Analise e deixe o seu comentário se tiver alguma dúvida ou experiência para contar!

A Encontre sua Franquia é o grupo com maior crescimento no segmento de Franchising do País. E uma importante explicação para esta crescente é a grande variação de modelos de negócio. Na sua Cartilha de Franquias, o grupo, conta também com o modelo para o trabalho Home Office. Você já viu aqui neste post as dicas para trabalhar em casa e conquistar vitórias. Agora, só falta um negócio próspero.

Confira estas duas dicas

Encontre Sua Viagem: Franquia no setor turístico, uma agência de viagens completa. Neste modelo, o franqueado pode até trabalhar de casa em vendas de pacotes turísticos, passagens aéreas e outras modalidades. Confira! 

Quisto: Esta franquia com possibilidade de trabalho home office, consiste no relacionamento e acompanhamento dos clientes, para a venda de seguros, entre as várias modalidades de seguros oferecidas. Confira!

Sair

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *