fbpx
  • Compre sua Franquia:

    (31) 3654-5664

  • E-mail de Contato:

    franquia@encontresuafranquia.com.br

Franquia de venda de seguros: como funciona o negócio?


É comum encontrarmos pessoas que buscam no franchising uma maneira de começar um empreendimento. E uma das áreas que vem atraindo mais empreendedores é a franquia de venda de seguros.

Antes de começar, é preciso entender que ao investir em uma franquia para venda de seguros, você não fará parte de uma seguradora. Esse tipo de empresa trabalha assumindo o risco de algumas situações para seus clientes, em troca de um pagamento. 

Já o franqueado de venda de seguros, atua na pesquisa e oferta dos melhores serviços com base na necessidade de seus clientes. Ou seja, ele apenas encontra e aponta qual seguradora poderá ser a melhor opção. 

Cada corretora de seguros conta com sua própria rede de parceiros para que essa comparação possa ser feita. Vale frisar também, que existem algumas situações em que esse tipo de seguro não prevê cobertura. 

Por isso é importante que quem deseja investir nesse tipo de franquia, estude e entenda um pouco sobre o que cada seguradora da sua rede permite ou não. Para que assim, ele possa ser o mais transparente possível com seus clientes. 

A seguir, vamos apresentar as vantagens de abrir esse empreendimento e como esse modelo de negócio funciona para as corretoras de seguros. Acompanhe!

Por que investir em franquia de venda de seguros?

Os brasileiros vêm procurando mais seguros, como mostra a pesquisa realizada pela Confederação Nacional das Empresas de Seguros Gerais, Previdência Privada e Vida, Saúde Suplementar e Capitalização – Confederação Nacional das Seguradoras (Cnseg).

Com crescimento sendo registrado há anos, o setor vem se mostrando uma boa opção para quem deseja assumir algum empreendimento. De acordo com os dados da Cnseg, em 2019 houve faturamento de aproximadamente R$ 200 bilhões. Cerca de 12,3% a mais que 2018..

Já a Federação Nacional de Previdência Privada e Vida (FenaPrevi), detectou o aumento de 14,8% na contratação de seguros em geral. Sendo os relacionados a vida e automóvel os mais procurados..  

Ambos os dois segmentos tiveram um aumento de quase R$ 73 milhões, tendo o seguro de vida o que registra o maior crescimento dos últimos cinco anos. Dados levantados pela  Superintendência de Seguros Privados (Susep).

Com o número de pessoas buscando serviços ligados ao setor, naturalmente que a quantidade de franquias corretoras de seguros também acompanha a movimentação. A Associação Brasileira de Franchising (ABF), apontou o setor como o 4º maior do Brasil. 

Como funciona uma franquia de venda de seguros?

Vimos que uma franquia de venda de seguros é responsável por fazer uma pesquisa, dentre as principais marcas da sua rede, para oferecer o melhor serviço para os clientes. 

Porém, para que esse trabalho seja feito da melhor forma possível e o franqueado tenha condição de oferecer um bom trabalho, é preciso que ele empreenda em uma marca que seja de acordo com o sucesso que pretende atingir. 

Dessa forma, é aconselhável observar alguns pontos como o tempo de vida dessa empresa, como é o seu modelo de negócio, quais as modalidades de franquias ela oferece entre outros. 

Após chegar aos nomes das melhores empresas, é hora de fazer uma nova análise, dessa vez ainda mais criteriosa.  

Analise bem a Circular de Oferta de Franquia

Ao demonstrar o interesse sobre uma franqueadora, o empresário recebe a Circular de Oferta de Franquia (COF) para que ele possa conhecer mais sobre a marca e quais os benefícios de investir nela. 

Esse documento é formulado pela própria empresa e conta com diversas informações importantes, como as obrigações e responsabilidades de ambas as partes, deveres e aspectos legais do negócio, histórico, dados sobre outros franqueados etc. 

Por se tratar de um arquivo com muitas informações que podem gerar algum tipo de confusão ou mal entendido,  é aconselhável que o candidato recorra a um advogado para garantir que estará de acordo com todos os pontos levantados na circular.

Além disso, o empresário pode entrar em contato com o time de consultores da franqueadora para esclarecer suas dúvidas. Com tudo elucidado e a COF assinada, será a hora de preparar o contrato definitivo. 

Para entender melhor como funciona a Circular de Oferta de Franquia, veja o vídeo a seguir!

Observe as taxas cobradas

Dentro da COF, o candidato a franqueado poderá reparar quais os valores necessário para abrir e manter cada tipo de unidade. Com base nisso, ele consegue fazer uma previsão da sua rentabilidade e quanto tempo ele obterá o retorno sobre o investimento.

No contrato deve constar a taxa de franquia para o tipo de negócio que optou. Esse valor pode variar em alguns locais, mas pode manter o mesmo. 

Como no caso da Quisto Corretora de Seguros. A taxa de franquia é a mesma para quem optar pelo home office ou unidade física.

Também estão presentes no contrato a taxa de royalties, fundo de propaganda, capital de giro necessário e valor por algum tipo de serviços extras. 

Estude os modelos de negócio

Toda franqueadora possui um ou mais formas de franquias. Algumas podem exigir um investimento alto para manter uma espaço físico, levando em consideração os gastos referentes a aluguel, reforma, manutenção, equipamento, quadro de funcionários, bonificação etc. 

Porém, existem também empresas que atuam no modelo conhecido como home office ou home based. Ele consiste em o investidor atuar diretamente de casa ou indo até seus clientes para ofertar e fechar os contratos de venda. 

Nesse tipo de negócio, não é necessário que tenha algum tipo de investimento maior que o já abordado na COF. 

Afinal, os gastos serão apenas ligados a internet, luz e água. Consumos que terão aumento nas faturas, mas nada comparado ao capital necessário para manter uma loja, por exemplo.

Descubra a comissão

Ao assinar um contrato de franquia de corretora de seguros, o empresário precisa estar ciente de todos os valores referentes as comissões por tipo de serviço vendido. 

Esse é a principal forma de obter rentabilidade atuando no setor, por isso é de suma importância conhecê-las.

Nem todas as marcas oferecem opções tão boas nesse ponto, mas algumas se destacam no mercado pelas porcentagens oferecidas aos franqueados. 

Na Quisto, empresa que já citamos ao longo do texto, esse valor varia entre 5% e 40%. Porém, esse valor depende do tipo de apólice que for negociada.

Veja no vídeo a seguir, como ter um negócio rentável investindo em uma franquia de venda de seguros!

Os principais serviços oferecidos por uma franquia de seguros?

Quase todas as franqueadoras do segmento oferecem diversos tipos de seguros para seus clientes. Porém, algumas modalidades são as mais contratadas como vimos nos dados apresentados acima. 

Como é um mercado que possui diversos concorrentes, é comum encontrarmos as marcas que oferecem serviços que vão além de nicho. Como contratos de consórcios, financiamento e outras soluções financeiras. 

Seguro de vida

A forma mais contratada no Brasil, o seguro de vida é o responsável por garantir a indenização aos familiares ou segurado em caso de morte, invalidez ou doenças graves. 

Dentre os diversos motivos que fazem desse tipo de seguro o mais procurado, está a forma que ele permite obter o valor da apólice. Em caso de morte, esse valor é repassado integralmente aos familiares ou beneficiários. 

Caso seja considerada inválida, o contrato permite que o dinheiro seja entregue para suprir as necessidades. Já os diagnosticado com uma doença grave, recebem a indenização total ou parcial. 

Seguro de carro

A segunda modalidade de seguro mais contratada no Brasil, visa passar a responsabilidade pela cobertura todos os riscos contratados pelo cliente para a seguradora. Essa cobertura é definida em contrato e pode prever diversas situações como colisão, roubo, furto, desastres naturais etc. 

Uma das questões que fazem desse nicho ser tão procurado pelos brasileiros, é o aumento de carros nas ruas, o tempo de vida que cada veículo fica com um proprietário e os gastos mensais com serviços e obrigações voltados para eles. 

Porém, para fechar negócio e ter a apólice validada, é preciso que o segurado siga as regras que estão determinadas nela. São condutas que irão reduzir as chances de um risco fora do normal. E cabe ao franqueado ajudá-lo a esclarecer essas questões.

Consórcios

O consórcio se baseia na união de pessoas físicas ou jurídicas, em grupos, com uma finalidade única: formar uma “poupança” para a aquisição de bens móveis, imóveis ou serviços.

 Esses grupo são gerenciados por uma administradora vinculada ao Banco Central, responsável direta pela geração do Contrato de Adesão. Documento responsável por todas as regras que devem ser cumpridas para que o consumidor possa receber o que foi contratado.

Todo mês, ou conforme estipulado em contrato, a administradora contempla os envolvidos, seja por sorteio ou lance, com uma carta de crédito no valor do produto contratado, até que todos sejam atendidos. 

Podemos observar ao longo ao  longo do texto que trabalhar como corretor de seguros é uma boa opção devido aos seus números positivos e a possibilidade de fazer um investimento de baixo custo. 

Porém, antes de escolher qual a melhor marca para os seus objetivos, é importante que fique atento a algumas questões como as taxas que são cobradas, os valores referentes as comissões etc. 

Quer saber mais sobre como funciona uma franquia de venda de seguros? Assine nossa newsletter e receba conteúdos que irão ajudar você a abrir o seu negócio. 

Autor: Rodrigo Brito
31 de março de 2020

Ficou interessado em alguma franquia?

Preencha o formulário e fale com um consultor das nossas marcas.

Matérias relacionadas: