fbpx
  • Compre sua Franquia:

    (31) 3654-5664

  • E-mail de Contato:

    franquia@encontresuafranquia.com.br

Franquias para mulheres: quais são as melhores opções?


Para quem sonha empreender, mas esbarra em diversos desafios e problemas, é possível ter tranquilidade investindo em franquias para mulheres que desejam se tornarem empresárias. 

Ao longo da história, as mulheres sempre tiveram maior dificuldade para conquistar seu espaço. São diversos fatores, construídos por anos, que fizeram com que elas enfrentassem mais desafios que os homens na hora de ganhar espaço no mercado.

Esse problema não seria diferente quando uma mulher decide empreender seu dinheiro em algum negócio. Ainda hoje é possível encontrar pessoas que duvidam da capacidade delas para desenvolver e guiar um empreendimento. 

Porém, esse pensamento equivocado e ultrapassado tende a perder espaço, principalmente diante de tantas mulheres empresárias de sucesso que encontramos cada vez mais com facilidade. 

Pensando nisso, preparamos o texto a seguir para mostrar uma das melhores opções para as mulheres que desejam mudar de vida. Acompanhe a leitura. 

O que são franquias para mulheres?

As franquias para mulheres são ótimas oportunidades para conseguir mudar de vida e ter um empreendimento próprio, mesmo com algumas limitações que o sistema oferece para os franqueados. 

Considerado por muitos como o caminho para o sucesso, as franquias possuem uma taxa de mortalidade muito abaixo dos empreendimentos criados do zero. Para se ter uma ideia, de acordo com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), apenas 5% das unidades franqueadas fecham as portas em menos de dois anos.

Em contrapartida, os negócios que são abertos individualmente tem uma chance quase cinco vezes maior de não conseguir completar 24 meses de trabalho.

Quando aumentamos esse comparativo para 10 anos, a diferença é ainda maior. As franquias apresentam uma taxa de mortalidade de 15%, enquanto os empreendimentos convencionais 75%.

Para as mulheres, essa pode ser a chance de ter um trabalho mais voltado para a sua capacitação profissional ou melhor possibilidade para conseguir ter um local diferente para trabalhar.

Afinal, ainda é comum a figura da mulher dona de casa e, que em muitos casos, quando decidem sair desse estigma, se esbarram nas exigências do mercado de trabalho. 

Assim, para evitar algum tipo de desânimo para realizar tal mudança na vida, a possibilidade mais aberta para elas são as franquias.

Diversas áreas contam com opções de franquias para mulheres, como as academias para mulheres, estética, moda, alimentação, serviços gerais ou onde mais se sentir confortável.

O mais importante nesse momento é ter a vontade de mudar e conhecer as vantagens desse modelo de negócio. Apenas dessa forma você conseguirá ter a certeza para conseguir empreender e se recolocar no mercado, mesmo para aquelas que trabalham fora.   

Conheça o sistema de franquias

blocos demonstrando a estrutura de uma rede de franquias
As franquias são empreendimentos que se baseiam em um modelo de negócio de sucesso

Para que você possa conhecer os benefícios de apostar em franquias para mulheres, é muito importante conhecer o modelo de negócio, suas obrigações como franqueada e quais os benefícios que você tem ao entrar no mercado com o auxílio de uma empresa. 

As franquias funcionam como a autorização para um terceiro explorar comercialmente uma determinada marca. Ou seja, utilizando o conhecimento e a fama da empresa, você entra no mercado utilizando o nome, os produtos ou serviços.

Porém, para que isso possa funcionar da melhor maneira possível, a franqueadora disponibiliza treinamentos e suportes para seus franqueados. Assim, ele consegue entender como a empresa trabalha, qual maneira atender os clientes, executar os serviços, negociar os produtos etc. 

Dentro desse conceito, você terá acesso a todo o know how e expertise que fizeram da marca um sucesso. O que também elimina a necessidade de você precisar criar, testar e modificar o seu plano de negócio, uma vez que estará desenvolvendo o seu empreendimento com o apoio de um plano sempre atualizado. 

Para que possa ter acesso às franquias, o franqueado precisa pagar a taxa de franquia, responsável por garantir o direito de explorar a marca em questão, no ato de assinatura do contrato.

Durante os meses de operação são cobrados os royalties e fundo de propaganda, mas com um custo muito menor que o pago inicialmente. 

Essa é a maneira que as franquias encontram de ajudar o franqueado a focar apenas no desenvolvimento do negócio, evitando perder tempo com outras questões. Lembrando todas as franquias possuem padrões que devem ser seguidos obrigatoriamente, tornando o empreendimento semi-independente. 

As partes referentes ao plano de negócio, identidade visual, catálogo de produtos e serviços oferecidos, entre outros ficam sob a responsabilidade da franqueadora. Todos os pontos de gestão e administração das unidades é por conta do empresário. 

Quais os desafios enfrentados por mulheres empreendedoras?

As mulheres empreendedoras enfrentam diversos desafios para conseguir desenvolver os seus negócios. Não é nenhuma novidade que além dos preconceitos ainda existentes, muitas possuem uma rotina cansativa com trabalhos fora e dentro de casa.

Segundo a pesquisa Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua), realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em 2019 foi identificado que as mulheres que estão empregadas trabalham aproximadamente 18,5 horas por dia devido aos afazeres domésticos e cuidados com os filhos, por exemplo. 

Além desse problema de tempo, muitas mulheres precisam encarar o desestímulo que são direcionados à sua ideia de empreender. Ainda é comum encontrar pessoas que pensam que elas são fracas para tocar um negócio. Esse tipo de comportamento é facilmente identificado quando olhamos para algumas estatísticas. 

Mesmo sendo a maioria nas instituições de ensino superior e no mercado de trabalho, apenas 43% delas ocupam algum cargo de liderança, como mostra uma pesquisa realizada pela Bain & Company.

Além disso, em comparação com os homens, o estudo identificou que elas possuem uma tendência maior de necessitarem de algum tipo de apoio pessoal e profissional para conseguir manter o nível de confiança.

Muito desse comportamento aparece devido a discriminação fruto dos estereótipos de gênero. Podemos dizer que esse é o desafio que irá estar sempre ao lado de uma mulher que deseja empreender. E muito se engana quem pensa que essa é uma ação exclusiva dos homens. 

A Organização das Nações Unidas (ONU) identificou que 90% das pessoas no mundo possuem algum tipo de preconceito de gênero, incluindo as mulheres. Fator que influencia diretamente no mercado de trabalho, que é cada vez mais competitivo e arisco. Dentro da pesquisa, o Brasil foi o terceiro pior da América Latina, atrás apenas do Equador e Colômbia. 

Conheça algumas empreendedoras de sucesso no Brasil

De acordo com o levantamento realizado pela Associação Brasileira de Franchising (ABF), atualmente existem mais de 160 mil unidades franqueadas no país. Dentro desse número, é possível encontrar diversas mulheres à frente desses empreendimento. 

Um dos exemplos dessas mulheres é Clotilde Costa, enfermeira de formação, com mais de 35 anos de mercado de trabalho. Após a aposentadoria, passou a buscar uma forma de continuar em atividade no mercado, passando, assim, à gerência uma unidade de moda íntima. 

Clotilde conheceu as vantagens de apostar em franquias para mulheres. Assim, realizou uma pesquisa completa sobre as opções que existiam no mercado e escolheu o empreendimento que mais combinava com ela e sua filha.  

Outra franqueada de destaque é Adriana Bessa, formada em direito e trabalhando no setor, decidiu mudar de carreira para conseguir trabalhar com aquilo que gostava. Vendo uma grande oportunidade no mercado, optou por abrir uma franquia voltada para estética e beleza. 

Estudando diversos fatores que pudessem estar alinhados com as expectativas que tinha no momento, conseguiu encontrar a opção da marca perfeita para o seu perfil. Atuando no mesmo segmento, Cristianne Gonçalves é outra empreendedora que conseguiu alcançar o sucesso com sua franquia. 

Franqueada desde 2017, a empresária com histórico em administração,utilizou a sua experiência para conseguir achar a franquia que melhor lhe atendesse. Desde a abertura, a empreendedora tem tido grandes resultados. 

Mesmo que você não conheça, o que não falta são mulheres atuando diretamente na linha de frente do mercado. Para que você possa ter uma ideia mais clara sobre as mulheres empreendedoras no Brasil, separamos o infográfico a seguir com alguns dados esclarecedores. Confira. 

Infográfico sobre mulheres empreendedoras no Brasil

Qual o perfil da mulher empreendedora?

Para que você possa se tornar dona de alguma das franquias para mulheres, é preciso que você apresente algumas características antes de definir o empreendimento que irá abrir. Como conhecer o perfil empreendedor que você possui. 

Dessa forma, será possível começar a fazer uma planejamento mais direcionado para o seu sucesso como empresária. Inicialmente, você deve identificar se possui um perfil mais voltado para vendas ou administração. 

Por mais que isso não pareça muito distante, existem características em cada uma dessas frentes que podem impactar diretamente no seu negócio. As pessoas que são melhores com vendas possuem uma melhor oratória, são mais persuasivas, sabem contornar negociações mais complicadas etc. 

Já aquelas que são melhores com questões administrativas, tendem a ter um comportamento mais voltado para a gestão do empreendimento, conhecem melhor os caminhos para o desenvolvimento do negócio, podem ter mais aptidão para cuidar das questões mais burocráticas e entre outros. 

Porém, isso não significa que você não possa empreender em uma área diferente do que o seu perfil indica. Fazendo um mapeamento dos seus pontos fortes e fracos, é possível conhecer o que precisa ser aprimorado. Conseguir unir as duas frentes trará diversos benefícios para o negócio. 

Além disso, caso queira, pode apelar para uma sociedade. Dividir as funções vai permitir que cada um atue dentro de onde se sente mais confortável. Dessa forma, permite que vocês estejam preparados para entrar em qualquer segmento.

Dicas para encontrar a melhor franquia para o seu perfil

Agora que você conhece um pouco sobre como funciona as franquias para mulheres e o perfil que você deve observar antes de empreender, chegou a hora de conhecer algumas dicas para conseguir encontrar a melhor franqueadora. 

Dentro desse aspecto, vamos apresentar questões que você pode analisar antes de começar a sua pesquisa. Com base no levantamento que fizer, você terá condições de maior sucesso ao longo da sua jornada como franqueada. 

Para que um negócio seja lucrativo, você precisa estar preparada para enfrentar os desafios e dificuldades que irão surgir, assim como apresentamos. Por isso, é muito importante destacar que empreender é trabalhar mais que as tradicionais oito horas do regime de carteira assinada. 

Porém, por mais complicado que isso possa parecer, não é algo difícil de ser feito. Existem diversas franqueadas que conseguiram transformar o seu negócio em uma referência no mercado. Aconselhamos que lute para conseguir concretizar os seus sonhos, mesmo que tenha a necessidade de abrir mão de alguma coisa. 

A primeira dica que precisamos passar para você, futura empreendedora, é abrir o jogo com os familiares mais próximos — pais, filhos, parceiros — e mostrar o passo que está prestes a tomar. Essa comunicação não é com o intuito de pedir autorização, mas sim de apresentar a sua ideia e prepará-los para as mudanças que irão ocorrer. 

Conversar com as pessoas que estão no seu ciclo de convívio é uma boa prática para qualquer empreendedor. Afinal, você estará aplicando dinheiro e tempo no negócio e essas pessoas precisam estar ciente do que virá no futuro. 

Encontre as tendências do mercado

Primeiramente, antes de investir em qualquer empreendimento é necessário conhecer o mercado e quais as tendências ele carrega. Sem esse tipo de informação, você pode correr um risco maior de colocar o seu dinheiro em um negócio não tão atrativo a longo prazo. 

Assim, a recomendação é fazer um levantamento do que o mercado espera nos próximos anos. Por exemplo, a pauta sobre sustentabilidade tem ganhado força a cada ano e se espera que diversos setores passem a atuar com essa vertente. Caso você ignore esse ponto, certamente passará a enfrentar problemas assim que abrir a sua franquia. 

Porém, para conseguir fazer esse levantamento, você também precisa encontrar o segmento que lhe motive. Ou seja, se é uma pessoa mais antenada para moda, não convém abrir uma unidade que irá trabalhar com turismo, por exemplo. 

Vimos que empreender exige que você dedique muitas horas do seu dia a ele, logo se não houver identificação com o que faz, certamente irá desistir logo nos primeiros desafios. O senso comum nos mostra que ficamos mais dispostos a lutar por aquilo que amamos. 

Conhecendo essas duas vertente, você está pronta para começar a sua busca pelo negócio perfeito. Em muitos casos, não é necessário apresentar nenhuma experiência na área para abrir a sua unidade. Dessa forma, não tenha medo de investir naquilo que realmente gosta, não se esqueça que as franqueadoras também irão lhe ajudar por meio dos treinamentos. 

Monte um plano de investimento

O segundo passo para que você possa começar a pensar em abrir uma franquia para mulheres é montando um plano de investimento. As franquias, por mais seguras e baratas que sejam para os empresários, exige um determinado gasto. 

Por causa disso, você deve pesquisar com cuidado aquela empresa que irá oferecer o melhor custo benefício para você, não é apenas o valor do investimento que deve ser levado em consideração. 

Para conseguir fazer esse planejamento, você pode fazer algumas práticas que vão permitir você conhecer a sua capacidade de empreender.

Inicialmente, faça um mapeamento dos seus gastos com base no que entra e por quais motivos ele sai. Quais são as despesas que você possui e não são essenciais para a sua vida. 

Com esse pequeno passo já é possível começar a trabalhar para comprar a sua unidade. Se tiver dívidas em seu nome, é recomendável que entre em contato com os credores para conseguir negociar condições melhores para ambos os lados, como a redução do valor dos juros. 

Só após conseguir fazer essa “limpeza” que é aconselhável iniciar a aquisição da franquia. Tendo o dinheiro em mãos, você pode começar a negociar com a franqueadora para conseguir parcelar a taxa inicial. Algumas empresas oferecem condições especiais nesse sentido, mas sem reduzir o valor. 

Caso queira aumentar o número de parcelas, a recomendação é procurar algum banco que possua opções de financiamento. As grandes instituições no Brasil oferecem condições especiais para futuros franqueado. Mas atenção, não pegue o valor total do investimento necessário. 

Essa prática é muito arriscada e pode acabar atrapalhando o desenvolvimento do seu negócio, uma vez que uma grande parte do fluxo de caixa terá que ser destinado ao pagamento da linha de crédito. 

Pesquisar sobre as marcas disponíveis no mercado

Franquia para mulheres: mulher guiando uma reunião
Uma das boas práticas para se tornar franqueada é conhecer um pouco mais a fundo as marcas disponíveis no mercado

Vimos a importância de conseguir analisar uma franqueadora com base no seu custo-benefício, e não apenas por causa do dinheiro necessário para fazer o investimento. Dessa forma, é possível traçar um caminho mais fácil para você conseguir pesquisar um pouco mais a fundo sobre as empresas. 

Existem algumas coisas que você pode fazer para conhecer as franquias. Após fazer a busca sobre as marcas disponíveis no mercado, aquelas que mais se destacarem para você, podem ser consultadas as redes sociais e a opinião que as pessoas têm dela. 

Lembra que as franquias são empreendimentos que estão prontos e preparados para você começar a ter bons resultados logo nos primeiros meses? Parte desse retorno não seria nada se não fosse o trato da marca com o público-alvo. Assim, você precisa identificar essa nuância para saber se é um bom investimento ou não. 

Nas redes sociais, observe como a franqueadora trata os clientes, os comentários que são feitos, os elogios, críticas etc. Faça um comparativo, identifique os pontos que são mais determinantes para você em um negócio do setor que está prestes a entrar. 

Em seguida, você pode pesquisar pela marca em sites como o “Reclame Aqui”. Além de conhecer um pouco mais sobre o tratamento direto da empresa com os problemas relacionados a qualidade dos produtos e execução dos serviços, você pode ter acesso a opinião de outros franqueados. 

Com base nessa pequena pesquisa, você conseguirá diminuir o gargalo do funil um pouco mais e eliminar as que mais vão de desencontro ao tipo de negócio que você deseja. Esse passo mais prático da coisa, é o primeiro para o sucesso de um empreendimento. 

Visite as franquias da rede

Conhecendo mais sobre as marcas que mais se adequa dentro do que você acredita que vale a pena, existe mais um passo fundamental antes de finalmente entrar em contato com a franquia e se tornar uma franqueada. 

Para que você possa vender algum serviço ou produtos, é preciso acreditar na qualidade dele. Não tem como achar que a sua principal fonte de renda não é boa o suficiente e continuar tendo lucros. Essa é uma prática quase impossível, principalmente se você não tiver experiência no ramo.

Dessa forma, a dica para conseguir encontrar quais as franquias para mulheres ainda melhores para você é indo até uma unidade para conhecer o atendimento e a qualidade do que ela se propõem. Caso opte por uma operadora de serviços gerais, por exemplo, pode contratar o atendimento e observar o atendimento e execução do trabalho. 

São diversas coisas que você pode analisar simplesmente indo até o local. Teste, converse com os vendedores ou colaboradores, encontre pontos que lhe deem segurança de fazer um investimento realmente de qualidade. Por mais trabalhoso que possa fazer, é um exercício que irá mostrar muita coisa para você. 

Outra dica é perguntar para amigos e familiares se eles conhecem alguma empresa boa no ramo que tem interesse. Com base na boa experiência deles, você também terá um parâmetro legal para avaliar. Juntando todas as informações recolhidas até aqui, basta entrar em contato com a franqueadora. 

Converse com outros franqueados

Após entrar em contato com a franqueadora e passar pela entrevista para a marca conhecer um pouco mais sobre você, você vai receber um documento conhecido como Circular de Oferta de Franquia (COF). Graças ao documento é possível conhecer mais a fundo sobre as características do negócio. 

Dentro da Cof você terá acesso ao histórico da marca, valores necessários para fazer o investimento, taxas mensais, pendências judiciais da marca, modelos de negócios, treinamentos oferecidos, regras, normas etc. 

É importante saber que o documento deve ser entregue pelo menos 10 dias antes da assinatura do contrato final, como prevê a Lei de Franquias. Caso não seja respeitado o prazo mínimo, o investimento será perdido. Dessa forma, você tem tempo de sobra para pesquisar um pouco mais antes de tomar a sua decisão. 

Na circular, além de todas as informações que apresentamos, você terá acesso a uma lista com todos os atuais e ex franqueados dos últimos dois anos. Assim, você terá a liberdade para entrar em contato com eles e conversar sobre os pontos positivos e negativos da marca. 

Preparamos o ebook a seguir para reforçar um pouco mais sobre o passo a passo antes de abrir a sua franquias. Faça o download. 

5 franquias para mulheres feitas por mulheres

Separamos algumas opções de franquias para mulheres que irão ajudar você a encontrar o negócio que mais combina com seu perfil empreendedor. Se você conseguir unir todas as dicas que passamos até aqui, certamente terá mais tranquilidade para escolher a melhor. 

Uma das coisas boas de apostar nesse tipo de negócio é ter a possibilidade de conhecer diversas marcas.

Até o momento da assinatura do contrato você pode continuar a busca e pesquisas para se sentir ainda mais firme da sua decisão. Porém, caso tenha condições, nada impede de ser uma multifranqueada. O céu é o limite. 

1. Mardelle

Criada na década de 1990 pela empresária Adele Maria de Britto, a Mardelle é uma franqueadora que trabalha com moda íntima. No momento da sua criação, o objetivo da empreendedora era conseguir ter uma fonte de renda extra que a ajudasse a bancar os seus estudos na faculdade. 

Algum tempo depois, com o sucesso que sua marca já alcançava, Adele convidou seu então namorado, Marcus Vinícius, para ajudar na gestão do negócio. Não demorou muito para logo a Mardelle estourar e se tornar uma referência em Belo Horizonte e região metropolitana. 

Pouco tempo depois, vendo o sucesso do empreendimento, a empresa decidiu apostar no franchising para expandir a sua área de atuação e desde então, conta com mais de 30 lojas espalhadas pelo Brasil. 

  • Investimento inicial: R$ 135 mil
  • Faturamento médio mensal: aproximadamente R$ 50 mil
  • Prazo de retorno: entre 24 e 36 meses

Para conhecer um pouco mais sobre a Mardelle, separamos o vídeo a seguir explicando mais detalhadamente sobre o empreendimento. 

2. Onodera

A Onodera é uma rede de estética que trabalha com serviços como depilação, tratamento para celulite, estrias, manchas, acnes e até massagens para seus clientes. Fundada pela empresária Edna Onodera, a marca está no mercado desde 1981 se tornando uma das mais tradicionais do país. 

Atualmente, a pioneira no segmento conta com aproximadamente 50 unidades espalhadas pelo país e tem como missão, oferecer maior qualidade de vida e beleza para todos os usuários que dependem dos serviços. 

Uma das vantagens de apostar nesta marca é ter acesso a um centro de pesquisa exclusivo da Onodera que testa, desenvolve e aprovados todos os produtos utilizados nos tratamentos. Para conseguir se destacar e ter acesso as franquias, a empresária precisa ter boa resiliência e breve experiência sobre gestão de equipe.

  • Investimento inicial: R$ 420 mil
  • Faturamento médio mensal: aproximadamente R$ 130 mil
  • Prazo de retorno: entre 18 e 36 meses 

3. Depyl Action

Vendo um mercado doloroso para as mulheres que buscam procedimentos para fazer depilação, durante a década de 1980 e buscando uma maneira mais delicada e tranquila para fazer o serviço, surgiu a Depyl Action. 

A ideia e execução do projeto saiu por meio do sonho da empresária Glaci Van Straten. Com uma cera exclusiva, a empresa conseguir transformar o paradigma que as depilações carregavam na época, passando a se tornar um sinônimo de bem estar para as clientes. 

Anos após a sua fundação e vendo a possibilidade de crescer ainda mais no mercado, em 1996 a Depyl Action decidiu entrar no mundo do franchising. Desde então, são mais de 100 unidades em território nacional e internacional, fora os seis mil clientes atendimentos por dia. 

  • Investimento inicial: R$ 350 mil
  • Faturamento médio mensal: aproximadamente R$ 90 mil
  • Prazo de retorno: entre 24 e 48 meses

4. Flamy

Criada por Dona Flávia, conhecida por ter as mãos de fada, a Flamy não demorou muito para se tornar uma referência em doces. Como a empresária contava com uma demanda alta de encomendas de bolos e outras delícias, foi necessário transformar o negócio informal em uma empresa maior. 

Dessa forma, sua filha Miriam decidiu profissionalizar a estrutura e transformar a Flamy em algo muito maior. Assim, em 2001 nasceu a empresa. Devido a qualidade de seus doces, salgados, tortas, sorvetes e outras opções, não foi tão complicado ganhar seguidores em diversas partes do Brasil.  

Uma das vantagens desse empreendimento é pode atuar em um dos ramos mais consolidados dentro das franquias. O segmento alimentício é um dos que mais cresce e possui o maior faturamento de acordo com a ABF. 

  • Investimento inicial: R$ 220 mil
  • Faturamento médio mensal: aproximadamente R$ 70 mil
  • Prazo de retorno: não informado

5. Kapeh

Natural do interior de Minas Gerais, a Kapeh é uma empresa de cosméticos baseado em café e desenvolvida pela empresária Vanessa Vilela. Formada em farmácia e bioquímica, a empreendedora viu a chance de trazer uma marca única no Brasil. 

Fundada em 2007, logo a empresa conseguiu se expandir pelo país e atualmente conta com mais de 300 pontos de vendas em 18 estados brasileiros. Dentro do seu catálogo de produtos, é possível identificar aproximadamente 100 itens totalmente exclusivos. 

Muito desse sucesso aconteceu por causa do seu método inovador e único no mercado, chamando atenção também de pessoas de outros lugares do mundo. Atualmente, os produtos da Kapeh podem ser encontrados em qualquer um dos países da União Europeia. 

  • Investimento inicial: R$ 150 mil
  • Faturamento médio mensal: não informado
  • Prazo de retorno: não informado

Como vimos, existem diversas mulheres que desejam se tornar empreendedoras e ainda não sabem por onde começar. Para isso, a melhor opção é apostar em grandes marcas do mercado por meio das franquias. 

Assim, com um modelo de negócio mais seguro que abrir um negócio próprio, fica mais fácil para elas conseguirem superar os desafios para se tornarem empreendedoras. Porém, mesmo com toda a segurança é preciso tomar alguns cuidados para fazer a escolha certa. 

Gostou do nosso conteúdo sobre as franquias para mulheres? Quer ficar por dentro de outros textos como esse? Acesse o nosso artigo “Saiba como abrir uma empresa lucrativa e com mais chances de sucesso

*Informações publicadas em Setembro/2020. Os preços das franquias podem sofrer atualizações. Informe-se com a franqueadora da marca.

Autor: Rodrigo Brito
17 de setembro de 2020

Ficou interessado em alguma franquia?

Preencha o formulário e fale com um consultor das nossas marcas.

Matérias relacionadas: