fbpx

É fato: apesar de esta ser uma comida tipicamente italiana, o brasileiro tem um caso de amor com a pizza. E não são apenas os costumes desse povo que demonstram isso. Para que tenha ideia, pesquisas feitas pela APUESP (Associação de Pizzarias Unidas do Estado de São Paulo) mostram que, diariamente, são consumidas um milhão de pizzas por aqui!

Isso acontece porque a pizza atende o consumidor em diversos momentos do dia e faz parte do cardápio do brasileiro. Esse sucesso garantido, claro, gera segurança para o investidor apostar nesse ramo. Ainda mais se for em uma franquia.

No franchising há a segurança de apostar em um modelo já testado e todo o suporte oferecido pela franqueadora. Isso faz com que o investidor consiga iniciar seu negócio com um know how que levaria alguns anos para adquirir sozinho.

Ficou interessado em investir nesse segmento? Confira, então, um guia completo sobre franquias de pizzaria e faça a escolha certa.

Franquias de pizzaria formam um mercado promissor

Antes de tudo, é importante saber que esse é, sim, um mercado que continua crescendo. Aliás, o setor de alimentação no geral está a todo vapor, já que novos hábitos dos consumidores estão muito presentes na sociedade moderna: com tantos afazeres no dia a dia, como trabalho, faculdade e outros compromissos, mal sobra tempo para as pessoas preparem a própria comida.

Não é de se estranhar, então, que 34% dos brasileiros gastem 25% de sua renda com alimentação fora de casa ou comprando a refeição pronta para comer em suas residências, segundo levantamento do IBGE.

E é essa busca por refeições rápidas e baratas que continua aquecendo o setor de franquias de alimentação mesmo em tempos de crise. Esse ramo viu seu faturamento subir de 9,415 bilhões de reais, no primeiro trimestre de 2016, para 9,935 bilhões de reais entre os meses de janeiro e março deste ano.

Os dados são da Pesquisa Trimestral de Desempenho do setor realizada pela Associação Brasileira de Franchising (ABF). Isso representa um avanço de 6% nos períodos comparados.

Para completar, o segmento de alimentação é o que mais fatura no franchising brasileiro. E, dentro dessa categoria, o ramo das pizzarias é um dos que mais se destaca, chamando a atenção de investidores. Você sabia que esse segmento fatura 22 bilhões de reais por ano?

Você tem interesse pelo setor de alimentação?

Ok, o mercado pode ter ótimos resultados. Entretanto, por mais que a franqueadora dê todo suporte e treinamento necessários, o sucesso do negócio depende exclusivamente do empenho e dedicação do franqueado. Portanto, você deve arregaçar as mangas e trabalhar muito. E isso só acontece quando o empreendedor tem interesse pelo mercado em que atua.

Portanto, identificar-se com o setor de alimentação é um fator fundamental na hora de investir em uma franquia de pizza.

Outro ponto importante: saber lidar com as exigências desse setor. Amor à gastronomia não é suficiente. Fosse assim, 35% dos restaurantes não fechariam as portas após dois anos de existência, segundo dados da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel).

Trabalhar no ramo de alimentação exige uma atenção constante e redobrada por parte do franqueado, já que os estoques de ingredientes têm prazo curto de validade e requerem reposição constante.

E não é só isso. Além de ficar atento à qualidade e validade dos produtos, você também precisa se preocupar com a higiene da cozinha para seguir à risca as normas sanitárias. Por isso, é fundamental que esteja sempre presente na pizzaria para gerenciar o estoque e a cozinha.

Como administrar franquias de pizzaria

Se você está interessado neste setor, é importante que saiba como administrar uma pizzaria. Antes de tudo: não há necessidade de colocar, literalmente, a mão na massa e preparar as pizzas. Mas será preciso elaborar um plano de negócios, ter controle sobre as finanças da empresa e planejar todas as ações a serem feitas, tarefas indispensáveis para ter sucesso no setor.

Por isso, você precisa definir qual opção de pizzaria pretende abrir: à la carte, delivery, rodízio, fast food etc são algumas das opções. Uma pizzaria que trabalha com sistema delivery, por exemplo, deve ficar atenta à logística, definindo limite geográfico para realizar as entregas.

Atender somente a bairros próximos é sinônimo de pizza quentinha na mesa do cliente. Já a pizzaria rodízio tem outro desafio: estabelecer o preço fixo da refeição de modo que seja atrativo ao cliente e não deixe o caixa da empresa no vermelho.

A escolha do ponto comercial, sobretudo para aquelas que atendem os clientes no local, também é um passo muito importante para se ter sucesso. Então, anote aí: o ideal é que o estabelecimento seja de fácil acesso aos clientes e que tenha vagas próximas para estacionar o carro.

Se a sua opção for uma pizzaria fast food, no entanto, você deve ficar aberto na hora do almoço para atender pessoas que têm pouco tempo para fazer sua refeição. Aqui é recomendável que a loja fique próxima a regiões comerciais.

Aliás, como existem diversos modelos de negócio para franquias de pizzaria, é natural que o investimento também varie. Uma pizzaria que só trabalha com sistema delivery exige um espaço menor e, consequentemente, um investimento mais econômico, não é mesmo? Por isso, é possível encontrar uma diferença muito grande de investimento entre marcas franqueadoras.

Você está preparado para atender em diversos canais?

Pode ser ótima a existência de uma gama de modelos de franquias de pizzaria nas quais você pode investir.

Porém, por mais que existam muitos formatos, é comum que boa parte das lojas trabalhe nos sistemas delivery e de consumo no local. Isso significa, na prática, que você deve estar preparado para atender aos clientes em diversos canais, com a mesma eficiência.

No entanto, atender em diversos canais exige do franqueado um controle rigoroso do estoque, uma vez que a saída de pizza tende a ser maior. Pondere esse importante fator na hora de escolher em qual franquia apostar.

Vale a pena investir em franquias de pizzaria?

Se essa pergunta passou pela sua cabeça, a resposta vem em números de pesquisas: segundo dados da APUESP, existem 36 mil pizzarias formais em funcionamento no Brasil atualmente. Você pode até pensar que, na prática, isso significa que investir nesse ramo não dá a garantia de bons resultados, ainda mais se você nunca teve experiência na gestão de um restaurante.

Mas as franquias de pizzaria são uma excelente alternativa para os empreendedores de primeira viagem que pretendem investir no segmento.

De acordo com levantamento da consultoria Neoway, o índice de mortalidade de pontos de franquia é de apenas 4,3% nos primeiros cinco anos, contra 85% das pequenas empresas independentes. Isso se deve muito ao know how de quem conhece o mercado, no caso, a franqueadora.

Nesse sentido, vale muito mais a pena investir em uma franquia de pizzaria do que abrir uma própria.

Mas, antes de investir em qualquer rede, procure conhecer a reputação da marca em relação aos consumidores e, principalmente, buscar referências de outros franqueados. Um feedback positivo nessa pesquisa dá mais segurança para que o investidor siga em frente com essa franquia.

Pondere de você consegue seguir as regras de uma franquia

Ok, parece ótimo ter um modelo de negocio de sucesso para seguir. Mas esse é o seu perfil? Após fazer uma autoanálise, você chegou à conclusão de que: sim, você nasceu para ter uma franquia de pizza.

Mas antes de assinar o contrato da franquia, fique atento às regras do negócio. Você precisa segui-las à risca, uma vez que se trata de um modelo padronizado. Por isso, caso você não se identifique com as regras da franquia, é melhor não investir nela.

É recomendado, ainda, que você converse com franqueados atuais para conhecer a experiência deles. Quanto mais informações você reunir sobre o estabelecimento de seu interesse, mais fácil será tomar a decisão acertada.

Capital de investimento necessário

Você pode estar dentro de todas essas características para investir em franquias de pizzaria. Mas e o capital necessário para isso? Muitas pessoas pensam que basta levantar o dinheiro do capital inicial e adquirir a franquia. Mero engano. Há muitos custos mensais por trás de uma franquia.

Os royalties e a taxa de publicidade são algumas delas, por exemplo. Isso sem falar no capital de giro, que é o fluxo de dinheiro necessário para garantir o funcionamento da unidade no dia a dia. Por causa disso, antes de definir abrir uma franquia, você deve atentar-se a todos esses custos e fazer contas.

De modo geral, especialistas recomendam começar o negócio com uma reserva financeira que cubra pelo menos seis meses de capital de giro. Esse é o tempo médio para que uma empresa comece a caminhar com as próprias pernas.

Então, imagine que uma unidade tenha um capital de giro em torno de 30 mil reais por mês. Nesse caso, o ideal é que você tenha, em mãos, 180 mil reais para tocar o início do negócio.

Conheça a Fórmula Pizzaria

Fundada em 2014, a Fórmula Pizzaria iniciou a expansão por franquias dois anos depois e já conta com 12 unidades franqueadas. A marca tem como objetivo fechar o ano com 30 unidades ativas e um faturamento de 5 milhões de reais.

A empresa prioriza o atendimento delivery, uma vez que ele representa uma média de 75% de todos os pedidos recebidos pelas unidades. Para o investidor, a marca oferece dois modelos: o delivery e o de loja + delivery.

Com um investimento que parte de 145 mil reais, uma unidade delivery requer um espaço de 50 metros quadrados. Para uma unidade delivery com salão para consumo no local, o investimento inicial gira em torno de 165 mil reais e o ponto comercial deve ter uma área de 80 metros quadrados.

Para enxugar os custos dos franqueados, a Fórmula Pizzaria trabalha com uma central de atendimento única e uma cozinha centralizada que oferece produtos, ingredientes e insumos para todas as unidades. Assim, os franqueados conseguem operar a unidade com a quantidade mínima de funcionários.

Investimento total: R$ 145 mil a R$ 165 mil
Taxa de franquia: R$ 40 mil
Faturamento médio mensal: R$ 70 mil
Prazo de retorno: de 24 a 36 meses


1 Comment

Como aplicativos de delivery podem impulsionar uma franquia de pizzaria · 26 de Abril de 2018 at 17:29

[…] pensando em investir no ramo? Leia o guia completo sobre franquias de pizzaria e entenda de uma vez por todas sobre este […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Faça parte de um dos maiores grupos de franquias do Brasil!

Preencha com seu e-mail a baixo e receba em seu e-mail as melhores dicas de franquias.

chevron-down