fbpx
  • Compre sua Franquia:

    (31) 3654-5664

  • E-mail de Contato:

    franquia@encontresuafranquia.com.br

Investir em franquias: conheça 9 benefícios


Investir em franquias pode parecer uma opção mais onerosa para o empreendedor mas, na verdade, é bem mais segura do que começar um negócio do zero. Você sabia disso? Fique conosco nesse texto porque vamos mostrar sete razões par você entender os benefícios  do franchising.

Devido ao nível de maturidade das empresas, o potencial de crescimento se torna bem maior e permite que por meio do investimento, o franqueado receba um plano de negócios já testado e aprovado pelo mercado. Essas facilidades permitem que as franquias sejam um negócio de sucesso para investir.

Não à toa, uma pesquisa mostrou que a cada 100 franquias que abrem as portas, apenas cinco encerram as atividades em até dois anos.

Enquanto que para as empresas comuns, de acordo com o Sebrae, o índice das empresas que fecham as portas é bem maior: 23 encerram atividades em até 24 meses.

Além do mais, o franchising se manteve estável e ainda cresceu nos momentos de crise vivenciados pelo País nos últimos anos. Em 2019, o setor faturou R$ 40 bilhões e cresceu 8,4% em relação a 2018.

Sendo assim, com tantas referências positivas, investir em franquias se torna mais seguro e viável do que qualquer outra forma de ingressar no universo dos negócios.

Quais as vantagens de investir em franquias?

Primeiramente, as vantagens de investir em franquias são inúmeras. Para mostrar a você que todas são reais, apresentamos a seguir, de forma detalhada, todas as condições que favorecem esse tipo de investimento.

Saber que você pode contar com um apoio quando mais precisar durante a caminhada empreendedora é um sinal mais do que positivo para quem deseja investir. Principalmente para os empreendedores de primeira viagem.

Isso porque as franqueadoras garantem suporte e treinamento antes mesmo da inauguração da unidade. Com a unidade instalada, os empreendedores recebem suporte completo para enfrentarem qualquer dificuldade de mercado e, principalmente, para promover melhorias nos processos da unidade.

Ainda mais se a sua opção for por um dos modelos de franquias baratas disponíveis no mercado. Apostando, inicialmente, em um modelo mais em conta, este pode ser um primeiro passo para uma ampliação de rede em um futuro próximo, dependendo do desempenho da sua unidade. Enfim, existem muitas possibilidades!

Para saber tudo como funciona uma franquia, assista ao vídeo a seguir.

1. Marca reconhecida

Uma marca reconhecida faz toda diferença na hora das vendas, certo? As franquias são as marcas que geram engajamento de compra e permitem o reconhecimento dos consumidores.

Por meio delas, o produto ou serviço tem uma identidade própria e gera reconhecimento do consumidor independente da unidadeem que ele realizar a compra.

Sendo assim, as franquias têm sua marca já definida e reconhecida, uma vez que todos os processos de gestão e venda são reforçados de acordo com as tendências do mercado. A franqueadora garante suporte em estratégias de divulgação, venda e gerenciamento da unidade.

A internet facilita muito essa questão. As mídias sociais se encarregam de engajar os consumidores. Fora outras estratégias também relacionadas às mídias digitais que reforçam esse processo.

2. Expansão de rede

As franquias têm um grande potencial de expansão pois crescem em escala. Sendo assim, é muito mais fácil reconhecer um negócio que você já viu em algum outro local. Por mais que sejam gestores e empreendedores diferentes, a marca é a mesma.

Por meio da expansão, o franqueado é identificado em regiões estratégicas que facilitam esse reconhecimento. Tanto para o cliente, quanto para novos franqueados que se identificam com esses pontos comerciais.

3. Contrato: mais segurança

analisando contrato
O contrato nas franquias é assegurado pelas informações contindas na COF que são exigidas pela Lei de Franquias

Toda empresa precisa passar pelo crivo do contrato e isso é muito positivo nas franquias. Exigido pela Lei de franquias, as informações obrigatórias devem estar descritas tanto na Circular de Oferta de Franquia (COF), quanto no contrato definitivo.

Assim, o contrato de franquias contém informações necessárias para que o candidato a franqueado esteja seguro no momento de tomada de decisão.

É, sem dúvida, uma forma de assegurar que as informações e serviços serão prestados devidamente conforme descrição contratual.

4. Gestão orientada

Nas franquias, existe um plano de negócio que deve ser estruturado para o franqueado. Esse planejamento permite que o empreendedor possa colocar em prática tudo que necessita para o sucesso do negócio. Dessa forma, a gestão é bem melhor orientada.

Logo que se torna um franqueado, você passa por um processo de treinamento que aborda tanto sobre a franquia e o serviço que será oferecido, quanto as áreas administrativas e de gestão da unidade.

Além disso, recebe orientações ao longo do período para acompanhar os resultados e o desenvolvimento do seu negócio. Sendo possível controlar melhor se está tudo correndo como foi determinado.

5. Fornecedores de insumos

No sistema de franquias, existe um favorecimento no momento da compra de insumos e materiais para realização do trabalho e/ou manutenção das franquias.

Assim sendo, os valores são bem mais fáceis de negociação pois são em larga escala. Essa facilidade permite que o franqueado busque por melhor qualidade e um preço mais acessível, em comparação com uma aquisição individual, por exemplo.

Inclusive, os fornecedores são homologados garantindo maior qualidade e segurança na aquisição dos produtos.

6. Criatividade do negócio

Em uma rede de franquias, a criatividade fica por conta da franqueadora. Isso porque tudo que é pensado para inovação, deve ser avaliado de forma geral para a rede. Ou seja, você não terá que se preocupar em inovar pois isso já é pensado por você.

Por isso, os setores que trabalham por trás das franquias estão aptos a pesquisar e estudar novas estratégias para favorecer a sua franquia.

Assim, antes de irem para a franquia, tudo é pensado cuidadosamente, analisado e testado. Após esse processo, tudo o que foi aprovado pela franqueadora é colocado em prática nas unidades franqueadas.

7. Padronização dos produtos/serviços

franquias iguais
A padronização das franquias é uma característica das marcas

Assim como os processos de inovação, a padronização também deve ser trabalhada nas franquias e colocada em prática pelos franqueados da marca.

Dessa forma, seguir esse padrão permite unificar os procedimentos que são obrigatórios para o desempenho da marca e o reconhecimento por parte dos consumidores. Independente do local, as unidades devem seguir o mesmo padrão de serviços e/ou produtos.

8. Suporte para desenvolvimento da franquia

Entre as maiores vantagens das franquias está o suporte da franqueadora. Com ele, será oferecido todo acompanhamento ao franqueado em várias áreas que envolvem a franquia.

Por isso o suporte é tão importante e faz toda diferença entre uma empresa independente e uma franquia. Sem dúvida, esse é o maior diferencial do franchising.

Marketing do negócio

Se tem um setor que é fundamental no suporte é o setor de marketing. Ou seja, é por ele que as estratégias de comunicação e publicidade são definidas a ponto de fazer crescer as vendas e aberturas de novas unidades.

Por mais que seja imperceptível, esse suporte conta com diversos profissionais que trabalham para ampliar a rede de franquias por meio de estratégias de mercado específicas. 

Nas equipes estão designers, redatores, programadores, desenvolvedores, entre outros profissionais que trabalham produzindo conteúdos para sites, redes sociais e outros canais. As estratégias são voltadas para o direcionamento nas mídias sociais e mídias impressas.

Portanto, existe todo um setor voltado para isso dentro da franquia, sendo essencial para o sucesso do negócio! Saiba mais sobre o suporte de marketing de uma franqueadora aqui.

Apoio jurídico

O setor jurídico é importante para o auxílio na orientação sobre algumas dúvidas específicas que possam surgir no dia a dia da unidade, principalmente em relação aos contratos.

Além disso, são disponibilizados suportes para relação com os cliente, fornecedores, entre outras questões que necessitem de esclarecimento jurídico.

Treinamentos para atuação

treinamento
O treinamento pode ser feito virtual ou presencialmente.

Tão importante quanto outros setores, o setor de treinamento produz o material de plataforma on-line para capacitação dos franqueados.

Esse treinamento é de extrema importância para o desempenho dos franqueados no negócio. Por meio desse processo, é repassado todas as questões que envolvem o trabalho à frente de uma franquia.

Por isso, mesmo os empreendedores de primeira viagem que ainda não têm muita noção de gestão e operação de negócios, ficam plenamente capacitados para adminsitrar uma franquia.

Além dos treinamentos padrões, existem algumas marcas que necessitam de treinamentos específicos. Essas capacitações fazem toda diferença para o franqueado que precisa se especializar no que será oferecido. Esses não são obrigatórios, mas são fundamentais para o crescimento do franqueado.

Sistemas próprios

Os sistemas, mais conhecidos como softwares, permitem a gestão e operação da franquia de uma forma mais automatizada. Sites, programas a aplicativos desenvolvidos pelas redes atuam com este objetivo, e cada franquia determinará a sua utilização.

Nos treinamentos, os franqueados ficam por dentro de como utilizar cada sistema para tornar mais prática a gestão da unidade.

Estudo de viabilidade

Esse é o passo inicial do suporte, proporcionado antes mesmo da inauguração da unidade. O estudo de viabilidade é voltado para identificar a melhor localidade para implantação da franquia.

Por isso, é de extrema importância e permite ao franqueado instalar a sua loja onde ela realmente precisa estar.

Orientações na gestão e desenvolvimento

O acompanhamento durante a gestão do franqueado é muito importante. Desenvolver consultorias permite que os empreendedores sejam orientados de forma mais certeira sobre o desenvolvimento de metas e resolução de dúvidas.

Dessa forma, é mais fácil para a franqueadora determinar o que precisa ser melhorado e identificar o que o empreendedor está acertando. Esse processo ajuda a identificar possíveis dificuldades, que serão sanadas antes mesmo dos problemas surgirem.

9. Sistema testado e aprovado

Por trás do desenvolvimento de uma franquia existe o plano de negócios. Criado para fortalecer o desempenho do franqueado, o planejamento é repassado por meio de todo o know how da franqueadora.

Assim, o objetivo para o franqueado é de que ele possa desenvolver no seu negócio todas as estratégias já preparadas para o crescimento natural da rede.

Para que tudo funcione, é preciso que o franqueado esteja focado e empenhado em atuar com determinação à frente de seu empreendimento. Além de sempre seguir os aprendizados dos treinamentos e padronizações da rede.

Não é uma tarefa simples gerir um negócio. Porém, nas franquias, o passo a passo para desenvolvimento e maturidade da nova unidade já está bem definido. Basta que o franqueado siga toda a orientação repassada pela rede.

10. Índice de sucesso muito maior

Já falamos aqui neste conteúdo que o sistema de franquias é menos arriscado. Por essa razão, se você é um empreendedor de primeira viagem, deve considerar essa alternativa como sendo a sua melhor opção.

Estando à frente de um negócio do qual terá suporte e apoio, muitos dos problemas que os empresários convencionais enfrentam, você não precisará passar.

Assim, não terá que vivenciar por aqueles transtornos de adequação, organização, planejamento financeiro e desenvolvimento do zero do plano de negócios.

Seu objetivo é abrir um negócio de menor risco e à prova de erros? Então as franquias são a sua melhor opção.

11. Auxílio para representar a marca

Uma marca de franquia tem o objetivo de preparar o franqueado para representá-la no mercado. Para isso, são importantes suportes e treinamentos, como já mencionamos.

Além disso, existe toda uma preparação de planejamento para que tudo funcione de forma adequada e eficiente.

Ou seja, o objetivo é fazer com que o franqueado seja o melhor representante da rede e repita o sucesso já realizado no decorrer da existência do negócio.

Podemos dizer que uma franquia é uma espécie de escola de empreendedores. Porém, o aprendizado é na ativa. É preciso praticar atuando à frente de um negócio que já funcione.

Todos os suportes já falados aqui servem para esse desempenho positivo da marca. Por isso, reforçamos que nas franquias o auxílio será constante. O objetivo é que você possa realizar uma representação de negócio a altura do que foi determinado pela franqueadora.

12. Ser procurado pelo público fiel à marca

Ao optar por uma marca de franquia, saiba que já existe um perfil de público que conhece a marca e busca por serviços. Todas essas questões proporcionam consumidores que já são fieis a marca e, por isso, você não precisará lutar para conquistar os primeiros clientes da unidade.

Em empreendimentos convencionais, assim que uma empresa é aberta, os empreendedores precisam traçar estratégias certeiras para fazer com que a marca seja conhecida no mercado. E isso exige um planejamento operacional e de marketing muito certeiro.

Nas franquias, por outro lado, você já entra na unidade com a vantagem do reconhecimento da marca no mercado e com uma boa parcela de consumidores já fidelizados. O seu papel, portanto, será de manter essa relação com quem já conhece a marca e, pouco a pouco, conquistar novos consumidores.

13. Coletividade da rede

A coletividade diz muito sobre a forma como funciona o franchising. Sendo assim, em todo o sistema, as franquias andam junto. Por isso é tão importante seguir as padronizações e estar em contato com a franqueadora.

Todos precisam colocar em prática treinamentos e padronizações para que os resultados sejam positivos para cada unidade e, consequentemente, para toda a rede.

Por isso, o sistema de franquias demonstra ser mais seguro: você não está sozinho na caminhada. Haverá sempre, por trás da sua gestão, o suporte uma equipe que está apta a direcioná-lo durante esse processo.

Quer saber mais sobre franquias e como se preparar para se tornar um franqueado de sucesso? Basta clicar no banner a seguir.

O que saber antes de investir em franquias

Antes de bater o martelo do investimento, existem alguns pontos importantes que você precisa saber. Um dos mais importantes é conhecer o seu perfil de empreendedor para, então, sair em busca de uma franquia para chamar de sua.

A seguir, apresentamos algumas das principais dicas que você precisa ter em mente na hora de estudar as possibilidades de investimento.

Defina o seu objetivo de negócio

Como falamos, esse é o primeiro passo para identificar o seu objetivo de franquia. É preciso definir o seu ramo de atuação. Não vale investir em franquias apenas pelas perspectivas de faturamento.

Um bom faturamento ou expectativa de lucratividade pode não ser adequados para o seu perfil. Por isso, além de entender esses valores, também é importante analisar toda a rede: valores de investimento, quais são as taxas, as características das unidades, o que será necessário para o dia a dia, etc.

Por mais que pareça vantajoso, pode ser um tanto quanto arriscado escolher algo apenas pelo valor agregado. Defina seu gosto pelo que vai fazer. Esse fator é mais importante do que o seu poder de faturamento. 

Escolha uma franquia confiável

A definição de uma franquia segura é essencial para todo empreendedor. Por isso, o ideal após escolher o mercado em que irá atuar, é analisar as opções de franquias disponíveis no setor.

Assim, será possível conhecer as marcas, entender as formas diferentes de atuação e analisar qual delas está mais alinhada ao seu perfil de empreendedor. Não tenha pressa nessa busca. Ela pode ser crucial no momento de sua escolha em investir em franquias.

Conheça as marcas

Se tornar cliente é uma maneira bem coerente de conhecer a fundo o negócio do qual deseja fazer parte. Por isso, antes de investir, seja cliente de algumas marcas, conheça os produtos e os atendimentos.

Faça uma visita, analise o ambiente e forma de trabalho, além de entender como é realizando o atendimento. Essa percepção será decisiva na sua escolha.

Vivenciar a experiência do outro lado é muito interessante para reconhecer o valor do empreendimento para o consumidor.

É importante seguir padronizações

Estar à frente de uma franquia requer atenção de que nada pode ser reinventado ou mudado radicalmente. Ou seja, você deve seguir a padronização da rede.

Aparte da inovação fica por conta da franqueadora, que analisa o mercado e as tendências para implementar mudanças nas unidades. Caso você tenha alguma ideia de alteração, é essencial comunicar a rede para que a marca possa analisar essa possibilidade de adequação.

Não é possível mudar a forma de realizar os serviços ou criar novas alternativas de operação e gestão por conta própria.

A padronização é essencial para colocar em prática a receita de sucesso da marca, além de garantir harmonia entre as unidades e maior segurança aos franqueados. Isso deve ser respeitado durante todo o franqueamento. Por isso fique atento ao escolher por investir em franquias.

Converse com sua família

Uma maneira interessante de avaliar o investimento, pensar nos riscos e benefícios é conversar com a sua família.

Essa conversa é importante para avaliar os custos envolvidos no negócio e saber que eles devem ser independentes dos gastos com sua família. É uma forma de se organizar antes mesmo de decidir em qual franquia investir.

Claro, existem escolhas que devem ser priorizadas pelo menos nesse início, principalmente se a sua renda for restrita. Nesse caso, é o momento de colocar todos os membros da casa cientes das necessidades, ver quais gastos podem ser cortados até que a unidade comece a apresentar lucros.

Estude bem a COF

Assim que decidir qual a rede de franquias você quer investir, avalie com todo cuidado a Circular de oferta de franquia (COF). Esse é um documento que informa todas as condições de entrada na rede, obrigações de franqueado e da franqueadora, além de características da unidade.

Na COF também constam informações do histórico da franquia, balanços financeiros, valores de investimento, taxas, etc. Por ser um documento extenso, deve ser estudado com cautela.

A Lei de Franquias determina que os candidatos a franqueados têm, no mínimo, 10 dias para análise da COF.

É aconselhável contar com o auxílio de um advogado para estudar todas as informações da COF e do contrato e, só depois, assinar os documentos firmando compromisso com o investimento.

Converse com os franqueados

Se tem alguém que sabe dizer bem sobre as referências de uma franquia são os franqueados da rede.

Por isso, na COF que mencionamos acima, constam todas as informações sobre os franqueados atuais e os que fizeram parte da rede nos últimos dois anos.

Dessa forma, antes de investir em franquias, será possível fazer um contato com os franqueados para saber sobre a experiência à frente da unidade.

É interessante perguntar suportes e treinamentos, perspectivas de faturamento da unidade, etc. Essa conversa poderá te proporcionar uma dimensão bem maior sobre a realidade do investimento.

Enfim, viu como investir em franquias é uma alternativa mais segura e eficiente para quem deseja empreender? Agora você já sabe como fazer para se inserir no mundo do franchising, leia o conteúdo sobre como se tornar um franqueado: “8 Passos para se tornar um franqueado“.

*Informações publicadas em Agosto/2020. Os preços das franquias podem sofrer atualizações. Informe-se com a franqueadora da marca.

Autor: Denise Melo
3 de outubro de 2020

Ficou interessado em alguma franquia?

Preencha o formulário e fale com um consultor das nossas marcas.

Matérias relacionadas: