A indústria do entretenimento é o terceiro maior mercado do mundo. Nela se concentram diversos nichos – cinema, teatro, televisão, internet, games, esporte, música – dedicados à satisfação social, momentos de lazer, diversão e bem estar.

Não é exagero dizer que a rotina contemporânea só se sustenta e se renova com estes momentos. Afinal, como sobreviver ao estresse diário sem algumas horas de relaxamento diante da telinha? Sem uma programação descontraída para o fim de semana?

Mas para as pessoas que estão interessadas em investir nesse setor e seguir por uma modelo de franquia, quais são os caminhos e tendências desse mercado?

Realidade virtual: uma aposta para entreter todas as idades

Em alguns livros de ficção futurística, como “1984” e Admirável Mundo Novo”, os autores criaram mundo em que o real e o virtual se fundiam, mostrando de forma vanguardista a evolução tecnológica. Anos se passaram, os carros voadores ainda não chegaram a ser uma realidade, mas uma coisa se concretizou: a interação entre o que é real e o virtual.

Uma das tecnologias que vem sendo utilizada pelo mercado de entretenimento, se tornando uma tendência, é o uso da realidade virtual ou realidade aumentada.
Esse tipo de tecnologia ficou em alta com a febre o jogo “Pokemon Go” que foi uma febre entre crianças, adultos e até idosos em todas as partes do mundo, que saíam pelas ruas para caçar os monstrinhos do game.

No Brasil, alguns empresas franqueadoras, então chegando no mercado trazendo produtos que utilizam essa tecnologia, para entreter pessoas em shoppings ou lojas do segmento de games, por exemplo.

As franquias de entretenimento, com foco da realidade virtual, são uma tendência forte para 2018 e para os próximos anos por diversos motivos: evolução da tecnologia já existência, melhoria econômica do país, a busca cada vez maior de pessoas que querem um momento tranquilo e divertido de lazer com seus amigos e familiares.

Então saiba: essa mercado é uma ótima aposta para quem quer trabalhar com franquias de entretimento.

Desafios da realidade virtual

Para os empresários que pensam em investir nesse tipo de negócio, inicialmente, o investimento pode ser considerado alto. Então lá vai uma dica curinga para quem quer abrir uma franquia em qualquer tipo de segmento: pesquise a empresa franqueadora, o prazo de retorno do seu investimento, o local onde o seu produto será exposto, entre outros pontos importantes.

Por outro lado, o investimento pode ser considerado alto, mas a mão de obra utilizada pode ser de um ou dois funcionários. O que equilibra ganhos e gastos.

Outro ponto também é a manutenção do equipamento que utiliza a realidade virtual, dependendo a franquia, é feito um curso e o próprio dono aprende como realizar a manutenção.

Hoje vai ter uma festa

Outra parte do mercado de entretenimento que pode ganhar mais visibilidade nos próximos anos são os Buffets. Infantis ou não. Existem diversas empresas de franquias do segmento que cuidam com todo o carinho da festa dos clientes, transformando sonhos em realidades.

Entretanto, muitos brasileiros ainda estão receosos em investir em grandes festas, algo que pode ser considerado “supérfluo” preferindo realizar festas em casa mesmo ou churrascos com os amigos mais próximos. Outro ponto negativo é o investimento, que pode chegar a ser seis vezes maior, do que investir em uma franquia de realidade virtual.

Por isso pesquise bem as empresas e preços. Se esse é seu sonho se jogue e faça a festa, dos outros é claro.

A vida é um doce…

Existem também as franquias de máquinas de brinquedos e doces. Essa é uma boa opção para quem quer investir no segmento de entretenimento e lazer. Entre os brinquedos, estão itens colecionáveis, como bolas, adesivos, chaveiros, bonecos e outros, com licenciamento profissional de personagens como a Turma da Mônica, Disney, entre outros tipos de brinquedo.

Esse tipo de franquia é indicada para quem quer entrar no mercado de franquias de entretenimento, gastando menos.

#Ficaadica: tendência para o mercado de entretenimento

Quem trabalha especificamente com entretenimento, ou até mesmo quem utiliza o entretenimento como estratégia, tem de ficar bastante atento às novas tecnologias. A tendência é que os recursos tecnológicos favoreçam a comunicação com o cliente.

Porém, o foco não deve estar somente na tecnologia; também é necessário acompanhar de perto o que acontece ao seu redor, nas ruas, nas mídias sociais, no boca-a-boca e nos serviços de atendimento ao cliente.

É importante analisar o comportamento do consumidor nesses meios. Se sua empresa souber atender as necessidades de seu cliente, estará muito próximo de atingir a sua meta.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Faça parte de um dos maiores grupos de franquias do Brasil!

Preencha com seu e-mail a baixo e receba em seu e-mail as melhores dicas de franquias.

chevron-down