fbpx
  • Compre sua Franquia:

    (31) 3654-5664

  • E-mail de Contato:

    franquia@encontresuafranquia.com.br

O que é necessário para abrir uma franquia da forma certa


Algumas pessoas não sabem ao certo o que é necessário para abrir uma franquia. Afinal, apesar de parecer algo complicado à primeira vista, é extremamente simples. Porém, é necessário fazer um estudo bem minucioso. 

As franquias são empresas que buscam uma forma de expandir sua área de atuação, e acabam cedendo o direito de comercializar seus produtos ou fazer os serviços para um terceiro, que inaugura uma “cópia” da empresa matriz.

Porém, para garantir que você, o empreendedor, consiga se dar bem nesse ramo, é preciso que cumpra algumas etapas para ter a certeza de que não está entrando em algo que fará você jogar dinheiro fora. 

Assim, preparamos o texto a seguir para mostrar as boas práticas antes de abrir a sua unidade de franquia. Acompanhe o texto. 

O que é necessário para abrir uma franquia?

Para saber o que é necessário para abrir uma franquia, é importante realizar algumas análises e estudos de mercado. Lembrando que isso é importante para qualquer tipo de investimento que você for fazer. 

Descubra o setor que tem mais afinidade

Assim, o primeiro passo é conhecer o setor que você mais tem vontade de trabalhar. Esse passo é importante para que você não corra o risco de desistir do empreendimento diante do primeiro desafio que aparecer. 

Ou seja, é necessário encontrar aquela área que faz seus olhos brilharem. É muito comum encontrarmos pessoas que deixam de seguir a direção que querem apenas por causa do retorno do investimento que um outro setor oferece. 

Esse é um dos erros mais grotescos que podem ser cometidos. Sempre haverá um segmento que tem maior lucro, mas todos conseguem entregar resultados satisfatórios para você. Desde que consiga acompanhar as evoluções do setor e as demandas que o seu público exige. 

Dessa forma, o dinheiro irá aparecer até mesmo nas áreas teoricamente mais fracas. Além disso, se direcionar sua escolha apenas por causa do faturamento, irá criar uma falsa ilusão de quem é fácil chegar até o resultado que espera. 

Afinal, geralmente os futuros empresários ignoram fatores como a jornada necessária para cumprir todos os requisitos. Assim, diante do primeiro obstáculo, desanimam e acabam levando o projeto abaixo do que poderia render. 

Faça um levantamento financeiro pessoal

Após achar o setor que deseja realmente investir, é hora de conhecer a sua capacidade financeira. Sem isso, pode até ser que consiga abrir a sua unidade, mas as chances dela ser mal administrada aumentam drasticamente. 

Esse processo é necessário para que você também comece a criar rotinas econômicas que terão um impacto positivo no que você entende por dinheiro. Dessa forma, para conseguir começar a fazer o seu planejamento, é necessário seguir alguns passos. 

Primeiramente, faça um levantamento de todos os seus gastos e qual a quantia que entra todo mês. Com base nisso, observe quais as despesas podem ser consideradas bobas e anuladas. Após isso, é hora de passar para a próxima fase. 

Nesse momento, você precisa negociar com os serviços que requerem um pagamento recorrente, ou seja, telefone, internet e televisão. Ligue para sua operadora e negocie um valor melhor e mais barato. Caso queira uma estratégia mais efetiva, solicite o cancelamento e aguarde uma contra-proposta. 

Por fim, se tiver dívidas, é hora de negociá-las também. Lembre-se sempre que o objetivo do cobrador é receber o valor que você está devendo. Assim, eles não irão poupar esforços para negociar uma quantia justa. 

Observe se tem um perfil empreendedor

O que é necessário para abrir uma franquia: Imagem ilustrativa de um homem subindo uma montanha e um homem de terno
Uma das coisas mais importantes na hora de abrir uma franquia, é saber se possui um perfil de empreendedor.

Com todos esses processo, a última etapa agora é conhecer o seu perfil de empreendedor. Para ter um negócio, é necessário que você esteja disposto a atuar sempre na linha de frente. 

Ou seja, resolvendo problemas mais complicados, servindo de exemplo para os colaboradores, encontrando soluções para evitar uma bola de neve e se dedicando totalmente a gestão da sua unidade. 

Além disso, junto com essa capacidade administrativa, você precisa ser uma pessoa disposta a lidar com o público. Não é apenas ser simpático e atencioso, é conhecer o que seus clientes desejam, como eles têm reagido ao mercado etc. 

Essas são as principais características de um bom empreendedor. Também podemos citar outras, como ter iniciativa, autoconfiança, liderança, perseverança e resiliência. Faça um levantamento dos seus pontos fortes e aprimore os que considerar fraco.

Após todo esse processo para você descobrir o que é necessário para abrir uma franquia, podemos dizer que você está perto de tirar o seu projeto do papel e encontrar a marca perfeita para o seu perfil. 

Como abrir uma franquia?

Agora que você se conhece, negociou as dívidas e sabe em qual setor investir, é hora de aprender as etapas para abrir uma franquia. Por mais que pareça algo complicado, o processo é simples e fácil de ser feito, principalmente depois das dicas que já passamos até aqui. 

Escolha as melhores marcas

Após todo o estudo pessoal, é hora de escolher as melhores marcas para o seu perfil. Nessa etapa, é importante que busque listas e sites especializados em franquias para conhecer as diversas opções que o mercado lhe oferece. 

Fique muito atento ao selecionar as marcas e evite optar apenas por causa do investimento inicial mais em conta. Por mais atrativo que possa parecer, o custo benefício é o principal fator que deve ser levado em consideração. 

Afinal, de nada adianta gastar seu dinheiro com algo muito fora da média do mercado, ter gastos bem maiores e estresse no final das contas. Assim, para evitar essas pegadinhas, a primeira dica é pesquisar a fundo sobre as marcas que estão no seu radar. 

Ou seja, faça um levamentendo de como o público enxerga a marca e o que os demais franqueados tem a dizer sobre ela. As fontes podem ser as redes sociais, Google ou no site “Reclame Aqui!”.

Entre em contato com a franqueadora

Após conhecer como as pessoas veem as marcas, mesmo que ainda superficialmente, já dá para ter uma noção do que espera você no final das contas. Agora é o momento de entrar em contato com a franqueadora. 

Nesse momento, você deve apontar que tem desejo em fazer parte da rede da marca. Para isso, basta entrar em contato com ela por meio do site, preencher o formulário e aguardar o contato dos consultores. 

Ao conversar com você, eles farão uma breve entrevista para lhe conhecer. Afinal, seria injusto apenas uma das partes saber o que esperar da outra. 

Podemos considerar essa uma das etapas mais importantes, pois é ela quem vai mostrar para a marca se você possui o perfil ideal para o que ela procura. 

Vale lembrar que outros pontos também serão confrontados pela empresa, como a sua localização, número de habitantes da sua cidade, se há possibilidade de abrir a franquia onde deseja, etc. 

Estude a Circular de Oferta de Franquia

Após esse processo, se aprovado, você receberá a Circular de Oferta de Franquia (COF). De acordo com a Lei de Franquias, você tem 10 dias para estudar a COF e, só depois, se estiver de acordo, assinar o contrato de franquia.

A COF é considerada o seu primeiro contato com as obrigações importantes de serem cumpridas para o desenvolvimento da sua unidade.

Além disso, o franqueado fica por dentro de todas as informações, como o histórico da marca, custos, as taxas cobradas, as pendências judiciais da franqueadora, o balanço financeiro, dados sobre outros franqueados etc. 

A seguir separamos um vídeo sobre a COF para que você conheça todas as particularidades desse documento e a sua importância para o desenvolvimento da sua unidade. 

Converse com outros franqueados

Por mais que já tenha feito uma pesquisa superficial sobre a opinião dos franqueados, agora é preciso ir mais a fundo. Ou seja, fazer perguntas mais direcionadas sobre a gestão e impressão que eles tem com a empresa. 

Você pode pegar a COF de quantas empresas quiser, mas isso exige um estudo muito delicado sobre cada informação apresentada ali. Por isso, procure um advogado para lhe ajudar ou, caso tenha um sócio, debata com ele sobre a melhor oportunidade para vocês. 

Assine o contrato de franquia

Assim que assinar a COF, apresentar o negócio que quer abrir como loja física ou home office, chegou a vez de finalmente se tornar um franqueado. Nesse momento, será apresentado o contrato definitivo. 

Cheque se está tudo dentro do que foi acordado entre você e o consultor da marca, e se possui o dinheiro necessário para arcar com o capital de giro e quitar a taxa de franquia. Essa é a primeira cobrança a ser feita e você só pode iniciar suas operações depois de quitá-la. 

Porém, calma. Existem algumas franqueadoras que permitem o empreendedor parcelar essa taxa por alguns meses. O que pode ser bem útil na hora de desenvolver o seu empreendimento. 

Separamos para você um infográfico que apresenta todas as etapas para você finalmente abrir a sua franquia. Veja.

Infográfico passo a passo para adquirir uma franquia

Quais as vantagens de abrir uma franquia?

Agora que apresentamos o que é necessário para abrir uma franquia, vamos trazer as vantagens de se tornar um franqueado. Uma das grandes vantagens desse empreendimento é ter acesso ao know how e expertise da marca. 

Ou seja, com base nas experiências dela, que a levaram até o sucesso, você consegue montar a sua unidade e aproveitar da fama e reconhecimento da marca. Para isso, elas oferecem treinamentos e suportes a fim de garantir que o franqueado irá seguir os padrões criados por ela. 

Por causa disso, o sistema de franquias é considerado o empreendimento mais seguro do Brasil. De acordo com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), apenas 5% das unidades fecham antes de completar dois anos de operação. Enquanto os negócio próprios apresentam uma taxa de mortalidade cinco vezes maior. 

Para ter a sua própria franquia, é necessário fazer uma pesquisa muito detalhada para que não faça um investimento errado. Com isso, é de suma importância evitar algumas pegadinhas que podem aparecer. 

Principalmente quando se trata de dinheiro que pode render a você, e o investimento necessário mais barato que a média. Além disso, o franqueado precisa fazer um levantamento completo sobre a marca para descobrir a que melhor irá atender as suas necessidades. 

Gostou do nosso conteúdo sobre o que é necessário para abrir uma franquia? Continue com a gente e veja o artigo “Abrir franquia vale a pena? Lucro e opções”.

Sair

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *