fbpx
  • Compre sua Franquia:

    (31) 3654-5664

  • E-mail de Contato:

    franquia@encontresuafranquia.com.br

Encontre sua Franquia

Opções Para Quem Quer Fazer Investimento de Baixo Custo


Veja Opções Para Quem Quer Fazer Investimento de Baixo Custo. O mercado financeiro tem espaço para todos, até mesmo para aquelas pessoas mais conservadoras que preferem fazer investimento de baixo custo e risco menor!

Opções como tesouro direto, ações, CDB, franquias e a mais conhecida, que é a poupança, são alguns dos exemplos de investimento de baixo custo e, alguns deles, muito rentáveis. Acompanhe!

Opções Para Quem Quer Fazer Investimento de Baixo Custo

Dicas de investimento de baixo custo

CDB

A sigla significa Certificado de Depósito Bancário. A modalidade é muito popular e segura. Nela você empresta dinheiro ao banco e, como recompensa por este crédito, receberá juros correspondentes ao valor depositado.

Com os recursos deste título privado, os bancos emprestam dinheiro para pessoas físicas e jurídicas. O valor dos juros que o credor recebe depende de alguns fatores, o principal deles é a famosa Lei da Oferta e da Demanda. Os CDBs podem ser pré-fixados ou pós-fixados.

Pré-fixados: É aquele certificado que o credor sabe antes de efetuar o depósito quanto ganhará de juros até o vencimento do certificado. Assim ele saberá sua rentabilidade no ato da aplicação.

Exemplo: Se o credor deposita R$ 10.000 em um banco, a uma taxa de juros simples de 6% ao ano, em um prazo de vencimento de 1 ano, ao final a equação será:

10.000 x [1 + [6/100]=10.000 x 1,06 = 10.600

Pós-fixados: É aquele certificado que o credor só saberá depois de efetuar o depósito quanto ganhará de juros até o vencimento do certificado. Assim ele saberá sua rentabilidade após a aplicação de acordo com os índices atribuídos pelo banco.

Exemplo: Se o mesmo credor depositar R$10.000 no banco, cujo índice possui uma taxa de juros compostos de 70% e a rentabilidade do CDB for de 1% ao mês, em um prazo de vencimento de 2 meses, ao final a equação será:

10.000 x {1 + [(2 x 0,01) x 0,7]}= 10.000 x 1 + (0,02 x 0,7)= 10.000 x 1,014 = 10.140

Obs.: O prazo pode ser maior que 2 meses, o exemplo foi com curta duração para facilitar a explicação.

Ações

São títulos que representam a menor parte de uma empresa, que deve funcionar em Sociedade Anônima, para poder vendê-las. O investidor passa a ser sócio minoritário daquela empresa no momento em que adquire ações. Elas possuem renda variável e podem ser convertidas em dinheiro a qualquer tempo. Se dividem em ordinárias e preferenciais.

Ordinárias: Dão direitos ao investidor a participação nos resultados da empresa e a voto em assembleias gerais.

Preferenciais: Os acionistas que optam por esta modalidade terão prioridade no recebimento de dividendos e do retorno do capital investido em caso de dissolução da sociedade.

Tesouro Direto

São títulos públicos que o governo emite para captação de mais recursos para a União. Este recurso possui os mesmos destinos dos impostos: vão para saúde, educação, segurança entre outros. É considerada a aplicação de menor risco do mercado e mesmo assim apresentam liquidez diária.

É um investimento de baixo custo, já que o título público mais barato custa 30 reais, sendo muito atrativo para investidores que não tem noção nenhuma sobre mercado financeiro e iniciam agora no ramo de investimentos.

Entretanto, o retorno é muito baixo devido aos tributos que incidem sobre ele. Logo, é mais vantajoso fazer investimento maiores já que os dividendos são certos e o retorno é seguro.

Franquia

Há muito tempo a franquia é considerada um investimento com pequeno risco, já que a marca é consolidada no mercado e o empreendedor recebe suporte e know-how da franqueadora.

Algumas franquias são consideradas investimento de baixo custo, já que o valor inicial, muitas vezes, não superam R$ 5 mil. Bons exemplos são as franquias da Encontre Sua Viagem e da Web Visum.

Entretanto, sempre é bom avaliar a reputação da empresa no mercado e ver se o perfil do franqueado é compatível com o seu.

Poupança

É o investimento de baixo custo mais popular do Brasil. É o mais flexível, pois você pode movimentá-lo e fazer depósitos a hora que quiser, tornando-o o mais seguro também. Os rendimentos da poupança são baseados em juros da taxa Selic e não incidem imposto de renda.

As regras de rentabilidade da poupança atualmente funcionam, como dito, de acordo com o crescimento da taxa Selic. Se a taxa for igual ou menor a 8,5% no ano, o rendimento da poupança passará a ser de 70% da taxa Selic + Taxa Referencial. Esta regra é válida somente para depósitos realizados a partir de 04 de maio de 2012.

De acordo com a Caixa Econômica, “Os depósitos realizados antes de dia 04 de maio de 2012 não sofrem nenhuma alteração e tem garantido o rendimento fixo de 6% ao ano + TR, pelo tempo que forem mantidos em poupança.”

1 Comentários

    henrique
  • Gostei muito do seu artigo.

Sair

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *