fbpx
  • Fale Conosco:

    (31) 3654-5664

  • E-mail:

    franquia@encontresuafranquia.com.br

Encontre sua Franquia

Vantagens e desvantagens de abrir uma microfranquia


Anda pensando em abrir seu próprio negócio? Então, vale a pena considerar uma microfranquia. A opção é cheia de vantagens, apesar de possuir algumas limitações. Acompanhe o texto e descubra tudo o que você precisa sobre o assunto!

Na hora de abrir uma empresa, existem duas opções principais: iniciar um negócio do zero ou adquirir uma franquia. Dentro da segunda possibilidade, há “subdivisões”, de acordo com o tamanho do empreendimento. É aqui que a microfranquia se encaixa, tendo custo de investimento menor do que uma franquia comum.

A crise econômica que ainda exerce efeitos sobre o Brasil trouxe uma forte necessidade de adaptação aos brasileiros. A adaptação impulsiona a inovação, proporcionando um momento ideal para encontrar soluções diferentes e apresentá-las ao mercado.

Nesse cenário, a ideia de abrir uma microfranquia se torna um caminho para aqueles que desejam aumentar a renda. Ela também é uma opção para trazer impactos positivos para a comunidade e investir em inovação.

Trata-se de um movimento natural no mercado. Especialistas afirmam que a receita para enfrentar a crise é o investimento na inovação. Um momento de transição impõe desafios, mas também oportunidades. É preciso ter resiliência para aprender e aprimorar as próprias habilidades.

Um levantamento do Sebrae estima que as micro e pequenas empresas geram 27% do PIB do Brasil. São 6,4 milhões de negócios no País, e 99% deles correspondem a empreendimentos menores

Mas quais seriam os benefícios de uma microfranquia, diante de um cenário econômico tão duvidoso? Foi para te apresentar essa resposta que produzimos este conteúdo.

A seguir, listamos as diferenças entre uma microfranquia e uma franquia, além das vantagens e desvantagens desse tipo de negócio. Continue lendo o texto e aprenda mais sobre o mundo do empreendedorismo e do franchising!

Qual é a diferença entre microfranquia e franquia?

A diferença entre a franquia e a microfranquia reside, principalmente, no capital necessário para investir no negócio. Para se classificar como microfranquia, o empreendimento precisa ter investimento de até R$ 80 mil. 

Esse valor foi definido com base no PIB anual médio por habitante no País, multiplicado por 3. Ou seja, em média, o PIB anual médio por habitante no Brasil é de R$ 26,6 mil. A informação é da Associação Brasileira de Franchising (ABF).

Quando o custo é maior do que R$ 80 mil, a nova unidade de uma marca é considerada uma franquia.

Agora, se o investimento for de até R$ 25 mil, a empresa será classificada como uma nanofranquia.

Assim como as demais, as microfranquias estão sujeitas à lei nº 8.955/94 (Lei das Franquias Empresariais).

Em todos os modelos de franquia, o franqueador disponibiliza aos futuros franqueados o uso da marca comercial e de seu modelo de negócio. Isso inclui o seu know-how (conhecimento do processo) e as tecnologias necessárias para as operações. 

O franqueador é o dono da marca de franquia, e também disponibiliza seus produtos e serviços ao novo empreendedor. É por isso que a forma de operar de uma franquia é igual às demais unidades da empresa. 

De qualquer forma, uma microfranquia exige estrutura mais enxuta e acessível. Isso fará com que o retorno sobre o investimento seja mais rápido. Especialmente se considerarmos que o empreendedor está adquirindo uma marca já conhecida no mercado.

Microfranquias: um mundo de possibilidades para empreender e lucrar!

imagem ilustrativa microfranquia cafeteria
O modelo de negócio de microfranquias está disponível nos mais variados setores.

As microfranquias tiveram um grande desenvolvimento no País nos últimos anos. Impulsionadas pelo cenário econômico controverso, elas surgem como um modelo de negócios que pode ser replicado por pessoas com pouco capital. Para se ter uma ideia, apenas em 2018 houve crescimento de 8% neste tipo de negócio.

Para esses pequenos empreendedores, uma microfranquia (frequentemente conhecida como franquia barata) pode ser um bom negócio. Especialmente quando o empresário possui disciplina. Isso porque, é comum que estes modelos de negócio estejam disponíveis na versão home office.

Nestes casos, os próprios empresários têm que cuidar da administração do negócio, prestar serviços e prospectar clientes. É preciso, portanto, contar com uma série de habilidades diferentes. 

De qualquer modo, também é possível contratar uma equipe, sempre que o investidor achar necessário. Porém, é importante verificar a real necessidade destes funcionários e a qualificação necessária de cada um. A franqueadora pode auxiliar bastante nessas decisões, uma vez que já possui experiência no mercado de atuação.

Pontos importantes para a abertura de uma microfranquia

Para investir em uma microfranquia, é essencial considerar mais do que os custos baixos para o início da empresa. Primeiro porque existem mais despesas do que o propriamente aplicado na compra da franquia. Em seu planejamento, é preciso que você inclua, por exemplo, os gastos realizados com condução, telefone, energia elétrica, entre outros. 

É por isso que, assim como nas franquias e em outros tipos de empreendimento, é preciso fazer um planejamento financeiro. Um plano detalhado vai facilitar que o negócio atenda às expectativas de ganho.

Mesmo que a microfranquia seja de um porte menor, ela pode ter um faturamento aproximado ao de uma franquia. Algumas crescem e podem necessitar da contratação de funcionários. Dentro dos limites da franqueadora, essas empresas criam oportunidades para que empreendedores aumentem a renda de mais pessoas e favoreçam a qualidade de vida da comunidade.

Ainda assim, é comum que as empresas que requerem baixo investimento tragam resultados menores. Desse modo, é essencial que você converse com o franqueador e com outros franqueados. Esse cuidado vai garantir que o empresário não crie expectativas erradas de ganho.

De qualquer modo, na maioria dos casos, o investimento em uma microfranquia é proporcional ao retorno. Isso significa que aqueles que investem pouco (dinheiro e/ou dedicação) não podem esperar ganhos volumosos.

Se você está interessado em uma microfranquia, não se deixe levar pelas emoções. Analise bem o mercado de atuação e quais são as condições oferecidas pelo franqueador.

Também avalie se você consegue fazer os investimentos necessários e, especialmente, se tem afinidade com o tipo de negócio cogitado. Tal qual outras atividades, uma microfranquia exige muito empenho, dedicação e equilíbrio financeiro. Só assim ela pode crescer de forma sustentável.

Opções de microfranquias

No mercado, as opções de microfranquias são as mais variadas, em diferentes ramos de atuação. Assim, antes de adquirir um negócio do tipo, é essencial realizar uma pesquisa detalhada. Não apenas avaliando o setor e a força da marca, mas também a sua afinidade para atuar na área. A seguir, apresentamos algumas opções em que você pode investir.

Acquazero

acquazero microfranquia standard funcionário limpando carro
Na Acquazero, o consumidor encontra uma cartela variada de serviços para o cuidado com o seu carro.

A Acquazero é a maior rede de estética automotiva do País. Seu principal serviço é a limpeza ecológica dos veículos, com apenas 300 ml de água. Enquanto isso, uma lavagem comum pode utilizar até 300 litros de água!

Além da limpeza, o franqueado Acquazero pode oferecer serviços como o enceramento, cristalização de vidros e limpeza técnica de motor. Ainda há a revitalização de plástico, restauração da pintura, remoção de chuva ácida e muito mais!

Para investir em uma microfranquia Acquazero, você pode optar pelo modelo loja física Standard da marca.

Neste caso, o empreendedor investe cerca de R$ 63 mil e pode instalar a unidade em Prédios Comerciais e Residenciais. Assim como em Órgãos Públicos, Academias, Estacionamentos Privados, Universidades e outros.

É importante, apenas, que a empresa tenha espaço suficiente para realizar o atendimento de três veículos de modo simultâneo.

Fora o modelo Standard, é possível investir em outros três tipos de Acquazero. Primeiro, o modelo Home Office, em que o franqueado oferece atendimento de modo delivery, na casa ou trabalho do cliente.

Já a versão Prime vem no formato de uma loja que pode atender 5 carros simultaneamente. Ela oferece mais serviços do que as versões delivery e Standard.

Por fim, há a unidade do modelo Satélite. Nesse caso, o franqueado não só atende aos clientes, como também serve como fornecedor de produtos a outros franqueados. Esses produtos são licenciados pela franquia e servirão para o trabalho das demais unidades Acquazero.

Encontre Sua Viagem

Quem deseja atuar no setor do Turismo pode optar pela microfranquia Encontre Sua Viagem. A agência oferece as mais variadas soluções aos consumidores, incluindo passagens aéreas nacionais e internacionais.

Há também hotelaria e pacotes de viagem, para dentro e fora do Brasil; locação de veículo; seguro viagem; cruzeiros; passagens rodoviárias e mais.

Investir na loja física da Encontre Sua Viagem custa cerca de R$ 45.600,00. Outra possibilidade é a versão home office da franquia.

Quisto Corretora de Seguros

Já a Quisto Corretora de Seguros tem custo de R$ 25.590,00 em sua unidade física. Além dessa, é possível investir na versão home office da franquia.

O franqueado da marca pode oferecer ao consumidor uma série de soluções para o seu bem-estar, como seguro residencial, para carro, seguro viagem, fiança locatícia e mais.

Suav

A Suav é uma clínica de estética express, que oferece os serviços de Esmalteria, Design de Sobrancelha, Depilação e Fotodepilação. Dependendo do modelo escolhido pelo franqueado, é necessário contar com 4 a 15 funcionários. 

Na versão de microfranquia, você poderá optar pela Suav Sobrancelhas, com investimento de R$ 69.900,00. Além dessa versão, é possível abrir os seguintes modelos Suav:

  • Esmalteria, Depilação e Sobrancelhas;
  • Depilação e Sobrancelhas;
  • Esmalteria e Sobrancelhas;
  • Fotodepilação e Sobrancelhas;
  • Esmalteria, Depilação, Sobrancelhas e Fotodepilação.

Vantagens e desvantagens da microfranquia

Há uma série de vantagens em iniciar uma microfranquia. Mas há também alguns pontos que precisam ser considerados com carinho. Afinal, eles precisarão ser trabalhados ao longo da jornada do seu negócio.

É para ajudar você com essa decisão que preparamos uma lista de vantagens e desvantagens deste tipo de empresa. Confira a seguir!

Vantagens de uma microfranquia

Iniciar o empreendimento com uma marca já reconhecida no mercado

O pequeno empresário ganha mais vantagem competitiva em relação aos empreendedores que estão começando do zero. Isso ocorre porque a franquia conta com produtos, serviços e modelo de negócio que foram testados no mercado.

Outro benefício ao franqueado é que, na compra de insumos, ele usufrui de prazos mais generosos, descontos nos preços e pagamentos em melhores condições.

O apoio do franqueador

Se comparado a um negócio independente, o sistema de franquias é mais seguro. Por isso, um microfranqueado tem mais chances de ter sucesso no mercado. Afinal de contas, uma microfranquia vem acompanhada de uma rede própria de distribuição e uma marca fortalecida por uma série de produtos testados. 

Ao mesmo tempo, o franqueado obtém a orientação e treinamento necessários para atuar e se erguer no mercado. No treinamento dos franqueados, as empresas-mãe já têm compilados de informações sobre o perfil dos clientes, seus padrões de consumo e a maneira mais adequada de fazer a prospecção.

Também é frequente que as empresas franqueadoras forneçam relatórios periódicos sobre o comportamento dos clientes. Assim como sugestões de estratégias para melhorar seus resultados.

Contar com um plano de negócio

Um dos maiores empecilhos para os empreendedores iniciantes é a formulação do plano de negócio. Além da pouca experiência, na maioria das vezes eles estão com funções acumuladas e não têm tempo para acompanhar e prever fatos políticos, sociais e econômicos que possam interferir no andamento dos negócios.

O apoio de um franqueador ajuda na instalação e expansão do negócio com riscos menores. Afinal de contas, uma franquia já vem com plano de negócios completo, igual ao que todas as unidades da marca utilizam. É esse plano que permite a padronização dos produtos e serviços da rede franqueada.

Economia de escala

Custos de propaganda são distribuídos entre os franqueados da rede. Isso permite uma redução significativa nos investimentos necessários, além de uma melhor qualidade da propaganda.

Ajuda com o planejamento dos custos de instalação

investimento microfranquia imagem moedas ilustrativo
O investimento necessário para abrir uma microfranquia é baixo e tem retorno rápido.

Se você já teve um negócio independente antes, ou se tem amigos que já passaram por essa experiência, deve ter observado que os custos de instalação podem fugir do controle. Isso causa problemas de fluxo de caixa para o pequeno empreendedor e pode dificultar a manutenção do negócio. Com uma microfranquia, porém, esses riscos são diminuídos.

Em uma franquia bem formatada, o franqueador calcula e informa ao franqueado o custo do seu projeto arquitetônico. Assim como os valores para licenças de funcionamento. Também indica as máquinas e equipamentos necessários, e onde adquiri-los pelo melhor preço. Todas as informações aparecem no plano de negócios da marca.

Independência financeira

É bem verdade que um sistema de franquias não permite a autonomia total do empreendedor. Contudo, o franqueado ainda possui independência jurídica e financeira em relação ao franqueador. Isso significa que a empresa do franqueado tem a própria razão social, e qualquer operação financeira é de responsabilidade individual dele.

Poupar custos com pesquisa e desenvolvimento de produtos

Os custos com pesquisas e desenvolvimento de novos produtos e serviços, e com o aperfeiçoamento dos que já existem, é de total responsabilidade do franqueador. A ele compete testar as novidades antes de lançá-las para a rede. Isso poupa os custos do franqueado com a inovação e com testes com os consumidores.

Desvantagens de uma microfranquia

Pouca flexibilidade

Apesar das várias vantagens de uma microfranquia, é preciso avaliar alguns pontos desse sistema. Começando por sua pouca flexibilidade. Em um sistema de franquias, ou você se adapta às regras e processos propostos pela franqueadora, ou você será convidado a se retirar.

O sistema de franquia exerce controle permanente e constante sobre as operações do franqueado. As auditorias buscam detectar falhas no cumprimento das obrigações por parte do franqueado, auxiliar na gestão do negócio e verificar os controles financeiros e contábeis.

Um franqueado precisa entender que a interdependência em um sistema de franquias é o pré-requisito para se dar bem e colaborar com o desenvolvimento de toda a rede. Somente com esse controle, o franqueador pode amparar o franqueado e assegurar condições para que toda a rede cresça.

Controle sobre a localização

A localização de uma microfranquia é definida conforme o público-alvo, a concorrência e a presença de outras unidades da franquia.

Um franqueado pode dar sugestões de locais apropriados para a instalação do ponto de venda. Contudo, como o franqueador tem a responsabilidade final sobre a localização dos estabelecimentos, é provável que ele determine onde você deve instalar a unidade.

Em alguns casos, mesmo que o franqueado disponibilize um bom imóvel para a instalação da franquia, os estudos realizados pela franqueadora podem apontar que o local não é apropriado para as operações.

Até porque, existem atividades que não são autorizadas para espaços comerciais ou residenciais. É preciso obter licença da Prefeitura de sua cidade. Assim, fique atento a essas condições antes de assinar os contratos.

Falhas podem acontecer

É bem verdade que as franquias, sejam elas tradicionais ou micro, trazem mais segurança para os empreendedores de primeira viagem. Contudo, quando eles selecionam redes de franquias com sistemas problemáticos, correm o risco de adquirir um negócio potencialmente ruim.

O descumprimento de cláusulas do contrato e atrasos na entrega de equipamentos e produtos são alguns sinais de que o sistema de franquias da marca é problemático.

Tal qual a diminuição da rentabilidade, a perda de qualidade dos produtos e serviços, entre outros. Procure conversar com quem já participa da rede de franquias para fazer esse diagnóstico a tempo!

Potencial de inovação limitado

Sendo um sistema baseado na padronização, o modelo de franquias pode limitar o seu potencial de inovação. Se você tiver ideias incríveis para aprimorar o negócio, será preciso submetê-las à empresa franqueadora e aguardar uma autorização para executá-las.

Vale a pena abrir uma microfranquia?

Em um cenário econômico hostil, é preciso que você se adapte bem às mudanças, buscando a reinvenção, o desenvolvimento de novas capacidades e competências. O investimento em uma microfranquia pode ser a melhor forma de se lançar às novidades do mercado, mantendo um nível de segurança.

Nessas situações, também é preciso ter foco. Embora o mercado dite uma série de ramos certeiros para investir, é preciso ter afinidade com o segmento da microfranquia. O interesse pelo setor é um dos fatores de peso para a sustentabilidade de seu empreendimento.

Encontre uma companhia que converse com seus princípios e valores. Assim, lidar com as dificuldades do dia a dia e com os desafios da administração de um negócio ficará muito mais fácil!

Interessado em abrir uma microfranquia? Siga-nos no Facebook e acompanhe dicas para empreender com sabedoria e prosperar no mundo do franchising!

Sair

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *