fbpx
  • Compre sua Franquia:

    (31) 3654-5664

  • E-mail de Contato:

    franquia@encontresuafranquia.com.br

Encontre sua Franquia

Como vencer a crise dentro de um negócio com baixo investimento


Apesar do governo minimizar as coisas, o Brasil está em uma grande crise financeira e política! Algumas pessoas irão dizer que, pra eles, o país está normal e que não vê nenhuma crise financeira por aqui.

Mas, isso é porque, nem sempre, a crise financeira afeta a todos os setores. Então, se a crise atingir o setor no qual você investe, você saberá como agir?

Para muitos, essa pergunta ficaria sem resposta. Mas, digo a vocês: toda crise dentro de um negócio baixo investimento traz problemas, assim como também revelam soluções.

Estar preparado para as mudanças do mercado fará com que você consiga vencer a crise, identificando as ineficiências escondidas, tomando decisões delicadas, diversificando seu investimento e se preparando para um futuro. Afinal, as crises são passageiras, e você aprenderá muito com ela.

Como Vencer a Crise Dentro de um Negócio Baixo Investimento

Mas, o que devo fazer enquanto minha empresa está no vermelho?

A primeira coisa é não fazer nada sem identificar o quanto sua empresa foi afetada pela crise financeira. Neste momento, uma decisão errada, pode levar sua empresa para o fundo do poço.

Deixar o caixa da empresa no azul não será uma tarefa fácil. A disciplina será sua maior aliada nos momentos de crise. Diminuir custos e aumentar a produção são atitudes bem-vindas. Ser ousado poderá evitar cortes extremos e fechar as feridas. Afinal, é com a crise que encontramos as soluções.

O ideal, em momentos de crise financeira, é não misturar as despesas pessoais com as despesas da empresa. Nunca utilize cheque especial, cartão de crédito pessoal ou solicite empréstimos em sua conta pessoal para financiar as atividades do seu negócio.

Essa prática é comum em pequenos e médios empresários e se torna uma dor de cabeça quando percebem no buraco que se meteram. Isso porque os juros dessas transações são altos e só pioram a situação.

Procure analisar e conhecer os custos de sua empresa. Identifique os custos fixos e os custos variáveis. Quando você identifica os gastos de sua empresa, é possível efetuar cortes de gastos com eficiência, sem que isso atrapalhe a produtividade de sua empresa.

Existem setores que podem sofrer uma redução de investimento sem que seu desempenho seja afetado.

Esteja no controle gerencial de sua empresa. Após analisar e conhecer os custos, elabore planilhas para acompanhamento gerencial das contas a pagar, contas a receber, comissões de vendas, estoque e fluxo de caixa… Isso irá lhe auxiliar melhor antes de tomar qualquer decisão.

Não demita sem necessidade! Apesar de uma prática comum, demitir um funcionário custa caro. Além dos gastos com a rescisão do contrato de trabalho, essa atitude não será bem vista pelos funcionários que se mantiveram na empresa e isso irá causar queda na produtividade, decorrente da desconfiança com os patrões.

Ao invés de demitir, procure alternativas para serem delegadas aos funcionários. Um bom exemplo: efetue cursos de capacitação e, quando a crise passar, eles estarão preparados para atender a demanda. Isso fará com que você não tenha gastos com rescisão e evitará gastos com a contração de um novo funcionário.

#Não fique parado esperando a crise financeira passar! Busque novos mercados se o ramo de sua atividade está em baixa.

Eu, por exemplo, atuo em duas áreas diferentes, mas nada que seja muito complicado. Antes de investir na franquia home-office da Encontre Sua Viagem, eu trabalhava em uma empresa aérea e tinha meu salário fixo, o que nem sempre era suficiente para pagar todas as despesas.

Para me ajudar, fui demitido no inicio do ano e foi aí que bateu o desespero. Então, efetuei várias pesquisas, fiz contatos com representantes das franquias, busquei conhecer pessoas que já trabalhavam nas áreas e identifiquei a melhor oportunidade de investimento.

No entanto, a realidade é que, qualquer  ramo de atividade que venha realizar, terá seus altos e baixos. Então, procurei dois ramos que eu conhecia, sendo que um iria auxiliar no outro. Hoje, além da franquia home-office, trabalho com personalização de canecas, chaveiros, camisetas e outros acessórios.

E assim, aproveito as minhas vendas off-line, para oferecer meus produtos personalizados. Meus clientes viajam, e quando voltam, já trazem as fotos da viagem para personalizar os acessórios, e assim, eu ganho duas vezes com a mesma venda.

E, mesmo que cenário não esteja bom para o turismo, eu ainda terei trabalho com a personalização de canecas e vice-versa.

#Faça contato com os concorrentes e faça uma junção de forma associativa entre as empresas. Isso é útil na hora de negociar as compras com os fornecedores. Comprando de forma conjunta é possível negociar os preços e os prazos.

Tenha em mente que, se a crise financeira chegou até a sua empresa, ela também afetou seus concorrentes e, consequentemente, os fornecedores. Por isso, não tenha medo de negociar prazos com os fornecedores.

Não baixe a qualidade de seus produtos. Seus clientes podem ficar insatisfeitos e perder a confiança em seus produtos.

Faça uma análise de todas as pendências financeiras de sua empresa, procure alternativas para reduzir as taxas de juros… Faça um balanço dos bens da empresa e verifique a utilidade de cada item. Para os itens que não estão sendo utilizados, procure vendê-los.

E caso seja necessário recorrer a algum empréstimo, não pegue o primeiro que aparecer! Seja criterioso e busque aquela instituição financeira que lhe oferecer a menor taxa de juros.

Sair

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *